Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2016

Qual o momento da morte?

Imagem
A morte acontece num instante arbitrário que depende da cultura e da tecnologia disponível.

Definir um momento exato para a ocorrência da morte não é conceito indiscutível, mas preocupação característica da cultura ocidental.

Os funerais gregos e egípcios, por exemplo, sugerem que a morte seria uma fase de transição, jamais um instante definido como a imaginamos nós.

Na civilização cristã, a ideia de transição foi substituída pela imagem do último suspiro de Jesus Cristo martirizado na cruz, símbolo máximo da passagem deste mundo para outro melhor.

Por milhões de anos, foi fácil para os médicos diagnosticar morte: bastava verificar se o doente respirava.

Mortos estariam os ineptos a essa função fisiológica essencial, a única da qual o corpo humano não pode prescindir por mais do que uns poucos minutos.

De fato, privado de oxigênio por quatro ou cinco minutos, nosso cérebro costuma sofrer danos irreversíveis. Mas outros órgãos são bem mais resistentes à anóxia.

O coração é um dele…

Xeroderma Pigmentoso

Imagem
O xeroderma pigmentoso é uma doença genética na qual o portador possui uma dificuldade em reverter as agressões que a radiação solar provoca no DNA (código genético) das células da pele.

Nas pessoas normais, um mecanismo corrige as alterações causadas pela radiação UV no DNA e, por isto, os malefícios provocados pelo sol só vão aparecer com o dano acumulado após muitos anos.

Devido à deficiência deste mecanismo de correção, os pacientes de xeroderma pigmentoso desenvolvem rapidamente lesões degenerativas na pele, tais como sardas, manchas e diversos cânceres da pele, em um processo acelerado de fotoenvelhecimento.

Ainda durante a infância, a criança que sofre de xeroderma pigmentoso apresenta um número excessivo de sardas e a pele mais ressecada que o normal. Rapidamente a pele fica áspera e se desenvolvem as ceratoses solares ou ceratoses actínicas, lesões que, usualmente, só surgiriam na idade adulta ou na velhice nas pessoas que se expuseram muito ao sol.

Com a evolução da doença…

Aumentar o consumo de frutas e legumes colabora para melhorar o bem-estar e a felicidade

Imagem
Um trabalho divulgado pelo American Journal of Public Health foi realizado com o objetivo de explorar se o aumento no consumo de frutas e vegetais colabora para melhorias no bem-estar psicológico.

Os pesquisadores examinaram diários alimentares longitudinais de 12.385 adultos australianos, em amostra aleatória, nos anos de 2007, 2009 e 2013 na pesquisa australiana Household, Income, and Labour Dynamics.

O aumento do consumo de frutas e vegetais foi preditivo de aumento da felicidade, satisfação com a vida e bem-estar. Eles aumentaram em até 0,24 pontos de satisfação de vida (para um aumento de 8 porções por dia), que é igual em tamanho ao ganho psicológico de se mover da situação de desemprego para a de estar empregado. As melhorias ocorreram dentro de 24 meses.

Concluiu-se que a motivação das pessoas para comer alimentos saudáveis é enfraquecida pelo fato de que os benefícios de saúde física acumulam-se apenas décadas mais tarde na vida, mas, como a melhoria no bem-estar está perto …

Mudanças na estrutura do cérebro durante a adolescência fornecem pistas para o aparecimento de problemas mentais futuros

Imagem
Cientistas da University of Cambridge e da University College London mapearam as mudanças estruturais que ocorrem nos cérebros dos adolescentes e como elas se desenvolvem, através de ressonância magnética, mostrando como essas mudanças podem ajudar a explicar porque os primeiros sinais de problemas de saúde mental muitas vezes surgem na adolescência.

Os pesquisadores estudaram a estrutura do cérebro de quase 300 indivíduos, com idades entre 14 e 24 anos. Ao comparar a estrutura do cérebro de adolescentes de diferentes idades, descobriram que durante este importante período de desenvolvimento, as regiões exteriores do cérebro, conhecidas como córtex, diminuem de tamanho, tornando-se mais finas. No entanto, conforme isso acontece, os níveis de mielina - a bainha que "isola" as fibras nervosas, sendo o que lhes permite comunicar de forma eficiente - aumentam no interior do córtex.

Anteriormente, pensava-se que a mielina estava principalmente na chamada "matéria branca&quo…

Os problemas com sexo oral...

Imagem
O sexo oral corresponde ao contato da boca de um dos parceiros com os genitais masculinos ou femininos do outro. O sexo oral em si não prejudica, nem é deletério para nenhum dos protagonistas, sendo uma fonte de prazer praticada por vários casais. Essa prática tanto pode ocorrer entre parceiros homossexuais masculinos ou femininos ou pares heterossexuais.

Chama-se felação quando o sexo oral é feito ao homem por uma mulher e cunilíngua se feito à mulher pelo homem. Nessa prática sexual há sempre um doador e um receptor e há a possibilidade de transmissão de doenças. Como os órgãos sexuais do doador apenas entram em contato com a saliva do receptor e ela, na maioria das vezes, não transmite vírus, o risco de contágio é baixo. A questão torna-se mais complexa pelo fato de que, no sexo oral os parceiros muitas vezes se alternam nos papéis de ativo e passivo.

As secreções genitais deglutidas não fazem mal à saúde. O sêmen, por exemplo, formado por espermatozoides, proteínas, frutose, vita…

O que é a 'cistoscopia'?

Imagem
Cistoscopia (ou ureteroscopia) é um exame endoscópio das vias urinárias baixas que possibilita uma visibilização ótica dos segmentos uretrais, do interior da bexiga e da porção terminal dos ureteres.

O preparo para esse exame é muito simples. O paciente deve estar em jejum de quatro horas, suspender cerca de sete dias antes qualquer anticoagulante que faça uso e fazer um exame de urina, pois se houver infecção urinária a cistoscopia está contraindicada.

O exame dura cerca de vinte minutos. O aparelho utilizado para sua realização é o cistoscópio. Há dois tipos de cistoscópio, eles consistem em um tubo delgado que pode ser introduzido na uretra; um deles é semirrígido e o outro é flexível.

Na maioria das vezes o exame é realizado com anestesia local, em forma de gel, mas pode necessitar anestesia geral, conforme o caso. Normalmente, é feito em ambulatório, não necessitando de internação. Habitualmente, o paciente estará deitado em decúbito ventral (cistoscópio semirrígido), com os joe…

Consumo de álcool e câncer

Imagem
Há cada vez mais evidências de pesquisas sobre o papel causal do álcool no câncer, acompanhadas de mensagens pouco claras e conflitantes na mídia. Este trabalho, publicado pelo jornal 'Addiction' e coordenado por Jennie Connor, teve como objetivo esclarecer a força da evidência do álcool como causa de câncer e o significado desta causa neste contexto.

Uma investigação epidemiológica e biológica recente sobre o álcool e o câncer foi revista e resumida, baseando-se em meta-análises publicadas e identificadas a partir da base de dados 'Medline' e dos arquivos da International Agency for Research on Cancer.

Os estudos epidemiológicos mais recentes não incluídos nessas publicações também foram revisados.

Uma breve descrição da natureza da inferência causal em epidemiologia foi usada para enquadrar a discussão da força da evidência de que o álcool causa câncer e contrastar esta informação com o caso de uma associação protetora do álcool com doenças cardiovasculares.

Mesmo…

Contraceptivos hormonais e acne

Imagem
Uma análise retrospectiva sobre os efeitos antiacne dos diferentes contraceptivos hormonais foi publicada no periódico "Journal of Drugs in Dermatology" por cientistas de San Diego, na Califórnia. Os resultados mostram que injeções de depósito, implantes subcutâneos e dispositivos intrauterinos hormonais pioram a acne, enquanto o anel vaginal e os contraceptivos orais combinados têm um bom efeito na melhoria dessas lesões de pele.

Embora os contraceptivos hormonais possam ajudar a melhorar ou piorar a acne, há uma evidência limitada sobre os efeitos de muitos agentes comumente prescritos até o momento. O presente estudo avaliou o efeito dos anticoncepcionais na acne de 2147 pacientes que estavam utilizando algum tipo de contraceptivo hormonal através de autorrelato.

No momento da consulta inicial para a acne, cada uma das 2147 pacientes que usavam contracepção hormonal forneceu sua opinião sobre como o seu contraceptivo tinha afetado o aspecto da sua acne. O teste de "…

Medicina Esportiva: o que é?

Imagem
A Medicina Desportiva ou Medicina Esportiva é a especialidade médica que inclui aspectos teóricos e práticos sobre a prevenção, diagnóstico, tratamento e reabilitação de lesões ocasionadas pelos esportes, contribuindo para uma maximização do rendimento desportivo do atleta.

Embora ela se aplique principalmente a atletas de alto nível, a Medicina Desportiva não se restringe a eles e visa também outros atletas e mesmo pessoas não atletas que procuram utilizar a atividade física como meio de melhorar a saúde. Enfim, pode-se dizer que, num sentido amplo, a Medicina Desportiva é a especialidade médica que cuida das pessoas que buscam seu bem-estar por meio de exercícios físicos ou de alguma atividade esportiva.

A Medicina Desportiva pode ajudar a melhorar a qualidade de vida de algumas pessoas, adaptando uma atividade física complementar a eventuais tratamentos e na relação do atleta com o seu esporte, reduzindo as chances de complicações e prevenindo lesões. Essas atividades devem ser or…

Doping no esporte: um desafio em competições de alto nível

Imagem
O doping, na maior parte das vezes, vale-se de substâncias estimulantes da força, agilidade ou coordenação. O uso de substâncias estimulantes ou entorpecentes para uso tanto na vida diária, nos rituais religiosos e nas competições se confunde com a história da humanidade. Mas estritamente falando, chama-se “doping” ao uso de drogas para melhorar artificialmente o desempenho do atleta em esportes competitivos.

O uso dessas drogas é considerado antiético e proibido pela maioria das organizações desportivas internacionais, incluindo o Comitê Olímpico Internacional (COI). Entretanto, só na década de 1920 o doping nos esportes passou a ser uma preocupação dessas entidades. Os primeiros atletas a serem punidos por doping o foram pela Associação Internacional de Federações de Atletismo, em 1928, mas só 1968 o exame antidoping passou a ser obrigatório nos Jogos Olímpicos.

Quanto à origem do termo doping há várias teorias. Pode ser que ele seja derivado de “dop”, bebida alcoólica estimulante …

Dez fatores de risco potencialmente modificáveis associados a cerca de 90% dos AVCs

Imagem
O acidente vascular cerebral (AVC) é uma das principais causas de morte e incapacidade, especialmente nos países de rendas baixa e média.

No estudo "INTERSTROKE", com publicação online pelo periódico The Lancet, buscou-se quantificar a importância dos fatores de risco potencialmente modificáveis para o AVC em diferentes regiões do mundo, em populações-chave, e os principais subtipos patológicos de acidente vascular cerebral.

Pesquisadores canadenses concluíram um estudo de caso-controle, internacional, em 32 países na Ásia, América, Europa, Austrália, Oriente Médio e África.

Os casos foram pacientes com primeiro AVC agudo (dentro de cinco dias do início dos sintomas e 72 horas de internação). Os controles foram baseados em indivíduos da comunidade ou no hospital, sem história de acidente vascular cerebral e que foram pareados aos casos, recrutados na proporção de 1:1, por idade e sexo. Todos os participantes completaram uma avaliação clínica e forneceram amostras de sangu…

Ácido Fólico: algumas informações

Imagem
O ácido fólico, folacina, folato, metilfolato ou vitamina B9, é uma vitamina hidrossolúvel pertencente ao complexo B.

O ácido fólico é efetivo no tratamento de certas anemias e para manter os espermatozoides saudáveis. Além disso, reduz o risco de mal de Alzheimer, pode ajudar a controlar a hipertensão arterial, evitar doenças cardíacas e derrame cerebral, e evita a queda de cabelo e as unhas quebradiças. É ainda um dos componentes indispensáveis para uma gravidez saudável, podendo ajudar a evitar a anencefalia e a espinha bífida.

Ele deve ser usado também em algumas condições de saúde em que a suplementação seja necessária, como gravidez, lactação, anemia por deficiência de folato, excesso de homocisteína e sempre que houver deficiência medida no exame de sangue.

O folato existe naturalmente em muitos alimentos e o ácido fólico é a forma sintética do folato, usada em medicamentos. O folato é normalmente encontrado em vísceras de animais, carnes de vaca e porco, folhas verdes de verd…

Suplementação de vitaminas durante a gestação

Imagem
No comunicado do Drug and Therapeutics Bulletin, pesquisadores do Reino Unido alertam que as principais evidências disponíveis não justificam o uso de suplementos com multivitaminas e minerais para a maioria das gestantes, pois eles não melhoram a saúde das mães e de seus bebês.

No entanto, todas as mulheres grávidas devem certificar-se de tomar ácido fólico e vitamina D, bem como de manter uma dieta bem equilibrada, rica em frutas, verduras e legumes, conforme as diretrizes do National Health Service da Inglaterra (NHS). Os pesquisadores acrescentam que o ácido fólico precisa ser ingerido diariamente (400 microgramas por dia) para proteger contra anormalidades do tubo neural do feto em desenvolvimento e que a vitamina D (10 microgramas por dia) é recomendada para a saúde dos ossos da mãe e do bebê. Um suplemento que pode ser perigoso durante a gravidez é o de vitamina A, pois o excesso pode prejudicar o bebê.

A garantia de que uma mulher é bem nutrida, tanto antes como durante a gra…

Ombro dolorido: é bursite?

Imagem
Bursite é uma doença ortopédica caracterizada pela inflamação da bursa, uma bolsa cheia de líquido, existente no interior das articulações, cuja finalidade é amortecer o atrito entre ossos, tendões e músculos. A bursite pode acontecer em qualquer articulação, mas é mais comum no ombro, a tal ponto que as pessoas leigas chegam a pensar que ela só existe nesta localização.

A bursite do ombro, também chamada de bursite subacromial, bursite subdeltoidea ou simplesmente bursite, é, pois, a inflamação da bolsa do ombro.

As causas mais comuns das bursites são traumatismos ou infecções articulares, uso excessivo e repetitivo das articulações, lesões por esforços, artrites e gota. Nem sempre as causas da bursite podem ser determinadas e muitas vezes elas surgem aparentemente “do nada”.

A bursite no ombro pode ser causada pelo uso excessivo dos braços, mas também pode ocorrer em razão de lesões na articulação do ombro, problemas articulares, como gota ou artrite reumatoide, pancadas diretas no…

Espinha bífida

Imagem
A espinha bífida (do latim: spina bífida = espinha bifurcada) é uma grave anormalidade congênita do tubo neural, a qual se desenvolve nos dois primeiros meses de gestação. Representa um defeito grave na formação dessa estrutura. A espinha bífida é uma das lesões congênitas mais comuns da medula espinhal.

Algumas vértebras que recobrem a medula espinhal permanecem abertas e sem que suas diversas partes se fundam completamente. Se essa abertura for suficientemente grande, ela permitirá que parte da medula espinal se projete por ela, formando uma protuberância mole, sem proteção de um arcabouço ósseo.

Há três tipos clínicos de espinha bífida:

1.Espinha bífida oculta: a forma menos grave da anomalia. Nela, a parte exterior de algumas vértebras não está completamente fechada, mas o espaço nas vértebras é tão mínimo que a medula espinal não se projeta para o exterior.
2.Meningocele: a forma menos comum de espinha bífida. Nela, as vértebras se desenvolvem normalmente, mas a meninge é forçad…

Chupar o dedo e roer as unhas protege contra alergias...

Imagem
Para quem se preocupa MUITO com o filho chupando o dedo o tempo todo...

A Hipótese da Higiene sugere que a exposição no início da vida a microrganismos reduz o risco de desenvolver alergias.

Chupar o dedo e roer as unhas são hábitos comuns da infância e que podem aumentar a exposição a estes estímulos microbianos.

Pesquisadores da Nova Zelândia testaram a hipótese de que as crianças que sugam seus polegares ou roem as unhas têm um menor risco para o desenvolvimento de atopias, asma e febre do feno, em uma coorte de nascimentos de base populacional seguidos até a vida adulta.

Os pais relataram os hábitos de crianças em relação a chupar o dedo e roer as unhas quando seus filhos tinham idades entre 5, 7, 9 e 11 anos.

A sensibilização atópica foi definida com um teste cutâneo positivo para um ou mais alérgenos comuns aos 13 e aos 32 anos. As associações entre chupar o dedo e roer as unhas na infância e a sensibilização atópica, asma e febre do feno nestas idades foram avaliadas por me…

Pílulas anticoncepcionais

Imagem
Pílulas anticoncepcionais são comprimidos que geralmente combinam os hormônios estrogênio e progesterona sintéticos, os quais inibem a ovulação e modificam o muco cervical, tornando-o hostil ao espermatozoide. O uso dessas pílulas deve ser prescrito pelo médico, pois como existem vários tipos de pílulas, somente ele é capaz de indicar qual pílula é mais adequada para cada paciente. Esses hormônios, sintetizados a partir de várias matérias primas, têm estrutura química idêntica aos produzidos naturalmente pelo organismo, podendo, pois, substituí-los no controle do ciclo menstrual e do metabolismo, no tratamento da menopausa e como um método contraceptivo.

Os anticoncepcionais orais presentes têm quatro mecanismos de ação que atuam simultaneamente:

(1) produzem a suspensão da ovulação e, consequentemente, a fecundação;
(2) alteram o estado do muco cervical dificultando a passagem dos espermatozoides;
(3) determinam mudanças no endométrio (parede interna do útero) impedindo a nidação…

Pilates para Fibromialgia: algumas considerações

Imagem
Sensação de corpo cansado, como se não tivesse pregado o olho a noite inteira, com alterações de humor durante o dia e sentindo dores em alguns pontos do corpo?

Estes podem ser alguns dos sintomas de Fibromialgia.

Levando ao pé da letra, mialgia vem do latim dor e fibro, também de origem latina, significa tecido fibro-muscular.

De causa desconhecida e sem cura, a síndrome se detecta em sua maioria nas mulheres, principalmente nas que estão no período pós-menopausa.

O paciente consegue saber se está ou não com fibromialgia por meio de suas queixas e pelo exame físico, que vão excluindo doenças semelhantes, como hipotireoidismo, esclerose múltipla ou miopatias inflamatórias.

Outros motivos para a manifestação da síndrome são psicológicos. Os médicos procurados normalmente escutam que os pacientes começaram a ter queixas de dores após um trauma, como a morte de um familiar ou amigo, perda de emprego ou acidente automobilístico.

O Pilates é uma das formas que contribuem para o contro…

Tá de queixo caído? Luxação da Mandíbula

Imagem
A articulação temporomandibular (ATM) é a articulação que liga a mandíbula à fossa mandibular do osso temporal do crânio, através do côndilo. Luxação da mandíbula é o deslocamento dos ossos da ATM em relação ao seu ponto de articulação normal. Popularmente costuma-se falar que a articulação “saiu do lugar” ou que “o queixo caiu”.

Fala-se em subluxação quando ocorre uma movimentação exagerada do disco intra-articular, causando dor e estalido nos movimentos de abertura, fechamento e movimentos laterais de boca. Nesses casos, o côndilo luxado consegue retornar espontaneamente a seu lugar, sem esforço externo.

A luxação da ATM decorre do estiramento dos ligamentos que unem a articulação e apresenta causas multifatoriais. Ela pode ser episódica ou recorrente, espontânea ou traumática e se dever, por exemplo, à abertura excessiva da boca durante uma entubação orofaríngea. É mais frequente em pacientes que apresentam frouxidão dos ligamentos e da cápsula articular. Os traumas também podem s…

Diarreia por vírus

Imagem
As diarreias consistem no aumento do número de evacuações, geralmente com fezes amolecidas ou líquidas. Os vírus que mais causam diarreia são os Rotavírus (50% dos casos) e os Adenovírus (30% dos casos).

A diarreia por vírus é mais comum na faixa etária entre os 3 meses e 2 anos de vida, mas ela pode acometer todas as idades, inclusive os adultos, e dura de 3 a 7 dias. A criança pode ter diarreia por vírus mais de uma vez, pois existem vários "sorotipos" de vírus. O sinal capital da diarreia por vírus é o número aumentado de evacuações, de consistência amolecida ou líquida, normalmente sem sangue.

Nas diarreias por vírus, pode também haver câimbras, náuseas, vômitos, dor de cabeça e febre. Algumas diarreias acompanham-se de cólicas, mais ou menos intensas. Uma das consequências mais temida da diarreia é a desidratação, devido à perda acentuada de água e sais minerais e que é acentuada pela presença de vômitos. A desidratação pode provocar olhos encovados, rachadura dos lábi…

Poliartrite

Imagem
Chama-se poliartrite qualquer tipo de artrite que envolva cinco ou mais articulações.

A poliartrite geralmente é geneticamente causada por uma doença autoimune, entre elas, artrite reumatoide, febre reumática, lúpus eritematoso, artrite psoriática, osteoartrites, espodilopatias (termo genérico para indicar patologia das vértebras) e amiloidose. Algumas vezes, a poliartrite pode ser causada por bactérias ou vírus.

Quando causada por fatores genéticos autoimunes, o próprio organismo produz anticorpos que atacam e danificam as articulações e o corpo se defende desses ataques, danificando ainda mais as articulações. Os vasos sanguíneos se dilatam para permitir a passagem de mais plasma, que vai levar as células de defesa à região da lesão. Essa concentração de plasma causa inchaço nas articulações e aumenta a dor na região. Quando a causa é infecciosa, por vírus ou bactérias, o corpo se defende da mesma maneira: há a dilatação dos vasos e as células se direcionam para o local do ataque, …

A Penicilina e as alergias a ela

Imagem
A penicilina foi o primeiro antibiótico a ser usado em larga escala no mundo. Hoje em dia, quando falamos em penicilina já não nos referimos mais àquele antibiótico descoberto no início do século XX, mas sim ao grande grupo de antibióticos desenvolvidos a partir daquela primeira droga.

Portanto, quando falamos que um paciente é alérgico à penicilina, queremos dizer que o paciente é, na verdade, alérgico a todos os antibióticos da família da penicilina, que são:

Amoxicilina
Ampicilina
Azlocilina
Carbenicilina
Cloxacilina
Dicloxacilina
Mezlocilina
Nafcilina
Oxacilina
Penicilina G
Penicilina V
Penicilina Benzatina (Benzetacil)
Piperacilina
Ticarcilina

Apesar de serem da mesma família, as diferentes penicilinas possuem atividades contra bactérias e infecções distintas. Por exemplo, a amoxicilina é frequentemente usada para infecções respiratórias simples, enquanto a piperacilina costuma ser indicada para diversos tipos de infecção hospitalar.

As penicilinas mais próximas do antibiótico o…

Metformina: FDA revisa advertências ao uso da medicação em pacientes com função renal reduzida e muda recomendações

Imagem
A FDA concluiu, a partir da revisão de estudos publicados na literatura médica, que a metformina pode ser usada com segurança em pacientes com comprometimento leve da função renal e em alguns doentes com insuficiência renal moderada.

A FDA também está exigindo que os fabricantes revejam as bulas da medicação e recomendem que a medida da função renal usada para determinar se um paciente pode receber metformina seja alterada, da concentração de creatinina no sangue para uma medida que forneça uma melhor estimativa da função renal (ou seja, a equação para estimativa de taxa de filtração glomerular (TFGe)). Isto porque, além da concentração de creatinina no sangue, a taxa de filtração glomerular estimada leva em conta parâmetros adicionais que são importantes, tais como a idade do paciente, sexo, raça e peso corporal.

Medicamentos contendo metformina estão disponíveis como produtos de ingrediente único e também em combinação com outros fármacos utilizados para tratar a diabetes mellitus.…

Como funciona o controle da fome

Imagem
A fome tem a ver com o controle e descontrole do apetite, isto é, da vontade de comer e isso é regulado, basicamente, pelo hipotálamo.

O centro da fome está localizado na parte lateral do hipotálamo, enquanto que o centro da saciedade está localizado na parte ventromedial daquele órgão.

Lesões nessas áreas causam, respectivamente, anorexia (ausência da vontade de comer) e emagrecimento ou obesidade, consequente a um excesso da vontade de comer.

Do ponto de vista químico, a leptina é um hormônio produzido pelos adipócitos (células gordurosas) que suprime a atividade dos neurônios orexígenos e que estimula a atividade de neurônios anorexígenos. Uma regulação mais imediata é ligada à ingesta alimentar e causada pelas peculiaridades da digestão gástrica.

A fome é ainda ativada pela quantidade de nutrientes e outros fatores presentes no organismo, como glicose, aminoácidos, gordura e variações da temperatura interna.

Mesmo diminuições mínimas na concentração de nutrientes são suficiente…