Postagens

Mostrando postagens de 2016

Bebidas alcoólicas e Automóveis não combinam

Imagem
Porcentagem de concentração de álcool no sangue

0,02% => Funções visuais diminuem / Diminuição da capacidade de fazer duas coisas ao mesmo tempo

0,05% => Funções visuais diminuem / Diminuição da capacidade de fazer duas coisas ao mesmo tempo

0,08% => Diminuição da concentração / Perda de memória de curto prazo / Perda do controle da velocidade / Redução da capacidade de processar informações (capacidade de ver placas ou sinalizações) / Diminuição da percepção

0,10% => Redução da capacidade de ficar na mesma pista da estrada e parar corretamente

0,15% => Incapacidade substancial para controlar o veículo, prestar atenção às funções de direção e processar informação visual e auditiva


Os efeitos do álcool variam de intensidade não apenas de acordo com a quantidade e a freqüência com que se bebe, mas também de acordo com as características pessoais do usuário.

Para saber as conseqüências do consumo das bebidas alcoólicas para a saúde é importante conhecer a quantidade de ál…

Moscas volantes ou "floaters"

Imagem
Você talvez não saiba o nome oficial, mas já deve ter visto pequenas formas flutuando em seu campo de visão.

A percepção dessas formas, também conhecidas como "moscas volantes" (do latim Muscae volitantes) ou floaters (flutuadores, em inglês), é chamada miodesopsia.

Elas podem aparecer como pontos escuros, filamentos ou teias – e não são ilusões de ótica.

Estão lá, vagando dentro de seus olhos.

Para entender a origem dessas "moscas", vale relembrar um pouco de anatomia ocular.

Na parte da frente do olho fica a córnea (um tecido transparente), e atrás você tem a pupila (o centro escuro do olho) e a íris (a franja colorida ao redor da pupila).

Entre a córnea e a pupila há um pequeno reservatório de líquido chamado humor aquoso.

Uma camada de células sensíveis à luz no fundo de seu olho é chamada retina.

Quando os neurônios que formam a retina são estimulados pela luz, eles enviam uma mensagem pelo nervo ótico até o cérebro, entregando informações sobre o que vo…

Acidentes de trânsito

Imagem
Acidente de trânsito é todo evento danoso envolvendo veículos, em geral com vítimas humanas e/ou animais. Os acidentes de trânsito no Brasil têm aumentado muito. De 35.105 mortes em 2004 passamos para 43.075 mortes em 2014 (Isso é mais que as mortes por câncer, por exemplo!) e de pouco mais de 100.000 feridos graves em 2008 para pouco menos de 200.000 em 2014.

Além disso, o país tem um excessivo gasto com o tratamento de vítimas de acidentes de trânsito. Somente em 2014, o Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro gastou mais de R$ 1,1 bilhão no tratamento destas vítimas. Em todo o mundo, os acidentes de trânsito matam 1,2 milhões de pessoas por ano e ferem gravemente cerca de 50 milhões.

Quais são as causas mais comuns dos acidentes de trânsito?

Estatisticamente, 75% dos acidentes de trânsito são devidos a falhas humanas dos condutores, 12% a falhas nos veículos, 6% a deficiências nas vias e 7% a outras causas. Entre as causas mais comuns de acidentes de trânsito, contam-se:

1.Imprudê…

Crianças depressivas

Imagem
Atualmente a palavra depressão é usada indiscriminadamente para descrever inúmeros estados emocionais reativos: a separação ou morte de um ente querido, uma perda financeira, uma situação desafortunada, etc. No entanto, depressão é coisa mais séria: é uma doença que pode ocorrer mesmo quando “tudo está azul”.

A depressão infantil é diferente dos rebaixamentos emocionais que podem ocorrer ao longo do desenvolvimento da criança. Só porque uma criança está passageiramente triste, não significa sempre que ela tem doença depressiva. Só se deve falar em depressão se a tristeza se tornar persistente ou quando se desenvolve um comportamento perturbador que interfere com atividades sociais, interesses, desempenho escolar ou vida familiar.

Como em adultos, a depressão em crianças pode ser causada por múltiplos fatores relacionados à saúde física, eventos de vida, história familiar, ambiente, vulnerabilidade genética e distúrbios bioquímicos. Hoje tem-se a ideia de que as depressões se devem a …

Doulas: o que são?

Imagem
O que significa "doula"

A palavra "doula" vem do grego "mulher que serve". Nos dias de hoje, aplica-se às mulheres que dão suporte físico e emocional a outras mulheres antes, durante e após o parto.
Antigamente a parturiente era acompanhada durante todo o parto por mulheres mais experientes, suas mães, as irmãs mais velhas, vizinhas, geralmente mulheres que já tinham filhos e já haviam passado por aquilo. Depois do parto, durante as primeiras semanas de vida do bebê, estavam sempre na casa da mulher parida, cuidando dos afazeres domésticos, cozinhando, ajudando a cuidar das outras crianças.

Conforme o parto foi passando para a esfera médica e nossas famílias foram ficando cada vez menores, fomos perdendo o contato com as mulheres mais experientes. Dentro de hospitais e maternidades, a assistência passou para as mãos de uma equipe especializada: o médico obstetra, a enfermeira obstétrica, a auxiliar de enfermagem, o pediatra. Cada um com sua função bastan…

Quer melhorar sua memória?

Imagem
A memória é uma das funções mais importantes do cérebro humano. Quando ela começa a falhar, surgem diminuições dos rendimentos no trabalho, nos estudos e na vida social. Uma memória forte depende da saúde e vitalidade do cérebro. No entanto, na maioria das vezes essa dificuldade não é causada por doenças cerebrais específicas.

O processo de memorização inicia-se com a percepção de um estímulo que deve ser fixado e depois evocado. Depois de fixar é preciso trazer as lembranças de volta, no processo chamado evocação. Para evocar, o cérebro precisa do rastro da memória, alguma coisa significativa ligada a gravar as coisas e conseguir evocar na hora certa.

O cérebro humano, mesmo na pessoa idosa, tem uma capacidade surpreendente de se adaptar e mudar. Esta capacidade, conhecida como neuroplasticidade, implica em que ele pode formar novas conexões neurais e alterar as já existentes. Essas mudanças podem remodelar a aprendizagem e a memória, em qualquer idade.

Algumas práticas que podem aj…

Lesões da medula espinhal

Imagem
Lesões da medula espinhal são danos causados à medula espinhal que implicam em alterações da sua função, de modo temporário ou permanente. Estas alterações interrompem total ou parcialmente o trânsito de impulsos nervosos e se traduzem em perda da função motora muscular, das sensações ou da função autonômica em partes do corpo abaixo do nível da lesão.

As lesões podem ocorrer em qualquer nível da medula (cervical, torácica, lombar e sacra) e podem ser classificadas como lesão completa (perda total da sensação e da função muscular) ou incompleta (alguns sinais nervosos ainda são capazes de atravessar a área lesionada). As lesões incompletas da medula espinal, por sua vez, podem gerar: (a) síndrome do cordão central, (b) síndrome do cordão anterior e (c) síndrome de Brown-Séquard.

Há, basicamente, três tipos de causas de lesões medulares:

1.Forças mecânicas (traumáticas e não traumáticas).
2.Tóxicas.
3.Isquêmicas (por falta de fluxo sanguíneo).

Na maioria dos casos, os danos à coluna r…

Terapia Ocupacional: um pouco sobre ela.

Imagem
A terapia ocupacional, ou praxiterapia, é uma das profissões mais recentes e, por isso, ainda pouco difundida, embora seja leiga e informalmente muito praticada.

Ela é uma ciência da saúde que emprega atividades de trabalho e lazer no tratamento de distúrbios físicos ou mentais e de desajustes emocionais e sociais, visando promover a autonomia de indivíduos com dificuldades físicas ou mentais de integrar-se à vida social.

Também faz a avaliação dessas atividades.

No Brasil, a profissão foi regulamentada em 1969.

O terapeuta ocupacional é um profissional da área da saúde, de nível superior. Ele pode atuar através da prevenção, habilitação ou reabilitação.

Os terapeutas ocupacionais utilizam a atividade não só no sentido "ocupar" e "fazer", mas como recurso terapêutico estruturado, o que depende de minuciosas e complexas técnicas.

Os principais campos de trabalho do terapeuta ocupacional incluem clínicas, casas de repouso, hospitais, instituições geriátricas, ps…

Emagrecimento involuntário

Imagem
Se você está perdendo peso intencionalmente porque está fazendo uma dieta, se dedicando a mais exercícios físicos ou até mesmo tomando remédios com esta finalidade, a resposta é óbvia.

Se, por outro lado, a perda de peso é involuntária e de causa desconhecida, ela merece ser investigada.

A princípio você pode nem notar que está perdendo peso e a observação inicial pode partir de outras pessoas.

Mas pode ser que você mesmo esteja percebendo o fato, seja porque suas roupas estejam ficando mais folgadas, seja porque o espelho ou a balança estejam lhe mostrando evidências desse emagrecimento.

A perda involuntária de peso pode ocorrer após uma perda de apetite devido a causas emocionais ou físicas ou mesmo se você está consumindo a mesma quantidade de calorias que de costume. Seja como for, ela deve ser motivo de preocupação e investigação.

Por que será?

A perda de peso involuntária pode ser extremamente perturbadora, especialmente quando você perde uma quantidade significativa de peso…

Fumante passivo

Imagem
Fumante passivo é a pessoa que fica permanentemente exposta ao ar contaminado pela fumaça ambiental do tabaco, em geral proveniente de uma pessoa que fuma cigarros, cigarrilhas, charutos, cachimbos, etc.

O fumante passivo é uma pessoa que convive muito próximo e permanentemente com outra que fuma, como esposa, marido, filhos, colegas de trabalho, etc. Os principais locais de exposição ao tabagismo passivo são, pois, a residência e o ambiente de trabalho. Os efeitos da exposição dependem do número de cigarros fumados, do tamanho do local, da circulação do ar no ambiente e da duração do tempo de exposição.

O índice de exposição também é elevado entre frequentadores de bares, restaurantes e casas noturnas. Nos espaços reservados para fumantes, mesmo havendo ventilação adequada, a concentração de agentes tóxicos no ar pode ser muito elevada.

Não existe um nível seguro de exposição passiva à fumaça. Mesmo pequenas exposições podem trazer riscos à saúde, aumentando a ocorrência de doenças …

Nutrientes mais apropriados para o tratamento da depressão

Imagem
Existem evidências crescentes do importante papel da dieta na saúde do cérebro, particularmente em áreas associadas à depressão e demência, segundo apresentou o Dr. Drew Ramsey, professor e médico assistente de psiquiatria, da Columbia University, em uma palestra no Encontro Anual de 2016 da American Psychiatric Association (APA).

Alimentos de origem vegetal estão no topo da escala alimentar do Dr. Ramsey. Para desenvolver esse sistema de perfil nutricional, ele e seus colegas avaliaram a literatura e montaram uma lista do que eles chamam de nutrientes cerebrais essenciais (NCE) que afetam o tratamento e a prevenção da depressão.

Os principais nutrientes incluem os ácidos graxos de cadeia longa ômega 3, magnésio, cálcio, fibras e vitaminas B1, B9, B12, D e E. Além das fontes vegetais, os cientistas procuraram incluir fontes animais, pois alguns nutrientes, como a vitamina B12, são predominantemente encontrados na carne e em outros produtos animais e são absolutamente fundamentais par…

Hipertrofia de amígdalas

Imagem
Hipertrofia das amígdalas é um tamanho exagerado delas o que, em geral, ocorre em conjunto com um excessivo crescimento das adenoides. As amígdalas e as adenoides normalmente crescem até os 5-6 anos de idade e a partir daí ocorre uma diminuição natural do tecido linfoide que as forma, até que, próximo à adolescência, há apenas uma quantidade residual delas na maioria das pessoas.

Em algumas crianças, o tamanho exagerado das amígdalas e sua infecção frequente torna aconselhável retirá-las por cirurgia, em virtude dos problemas que ocasionam e das complicações que podem gerar.

As amígdalas se hipertrofiam em razão de infecções bacterianas, virais ou fúngicas. Uma causa comum de amigdalites é a amigdalite estreptocócica. Entre os vírus, se incluem o adenovírus, os vírus da gripe, os enterovírus, os vírus do herpes simples e outros. Entre os fungos, destaca-se a candidíase oral. Também a faringite afeta as amígdalas e pode provocar o seu crescimento.

As amígdalas são constituídas de teci…

Terror Noturno

Imagem
O pavor noturno (ou pânico noturno ou terror noturno) é uma parassonia (distúrbio do sono) que começa com manifestações de intenso medo ainda durante o dormir, culminando em um despertar abrupto com um grito de pânico e respiração rápida, como se a pessoa estivesse vendo algo terrorífico.

Cada episódio habitualmente se inicia durante a primeira parte do sono e dura poucos minutos. Depois de acordar, a pessoa de nada se recorda ou apenas se recorda de alguns poucos fragmentos do episódio. Pode acontecer que mesmo o intervalo em que a pessoa fica acordada pode ser apagado junto com o pesadelo e, assim, é comum que no dia seguinte a pessoa não lembre do evento ocorrido.

O terror noturno é diferente do pesadelo, uma vez que este acontece a qualquer pessoa, nas últimas horas do sono e a permite se lembrar do que estava sonhando. O terror noturno, ao contrário, ocorre nas primeiras fases do sono, é mais comum nas crianças e, apesar de mais dramático, geralmente não se lembra do acontecido.

Otimismo pode melhorar a saúde e aumentar a longevidade

Imagem
O estudo coordenado pelo Dr. Eric S. Kim, do Departamento de Ciências Sociais e de Comportamento, da Harvard T.H. Chan School of Public Health, liga o otimismo a um menor risco de danos à saúde e ao aumento da longevidade.

Evidências crescentes ligaram atributos psicológicos positivos como otimismo a um menor risco de danos à saúde, especialmente a doenças cardiovasculares. Além disso, foi demonstrado em ensaios randomizados que o otimismo pode ser aprendido.

Se as associações entre otimismo e resultados mais amplos de saúde são estabelecidas, isso pode levar a novas intervenções que melhoram a saúde pública e a longevidade. No presente estudo, avaliou-se a associação entre otimismo e mortalidade por causa específica em mulheres, considerando o papel de possíveis variáveis de confusão (características sociodemográficas, depressão) e intermediárias (hábitos de saúde, condições de saúde). Foram utilizados dados prospectivos do Nurses’ Health Study.

A disposição otimista foi medida em 2…

Alergia a camarão

Imagem
A alergia ao camarão é uma reação alérgica que acontece imediatamente ou algumas horas após a ingestão do camarão. Ela pode ser de dois tipos:

(1) alergia à proteína do camarão e
(2) alergia ao conservante usado nos congelados (metabissulfito de sódio).

Quando a alergia é à proteína, há grandes chances de que a pessoa seja alérgica também a outros frutos do mar, e basta a ingestão de um pequeno pedaço desses alimentos para desencadear uma grave reação alérgica. Por outro lado, em quem é alérgico ao conservante o aparecimento dos sintomas depende da quantidade ingerida do conservante.

As alergias ao camarão são causadas por uma reação exagerada do sistema imunológico aos alergenos que ele contém. Ele identifica uma determinada proteína do camarão ou o corante a ele acrescentado como prejudiciais, desencadeando a produção de anticorpos contra esses fatores.

Toda vez que entrar em contato com esses produtos, o sistema imunológico libera histamina e outros produtos químicos que causam …

Conheça um pouco sobre o sono

Imagem
A fisiologia do sono descreve os diversos estados funcionais pelos quais passa o cérebro durante o dormir. Esses estados são captados por registros polissonográficos tomados durante o sono, que registram, entre outras coisas, as variações de pressão arterial, de temperatura corporal e de tônus muscular. Também é registrado um eletroencefalograma que fornece a variação das ondas cerebrais durante as diversas fases do sono.

Foi o uso do eletroencefalograma, a partir de 1929, que deu novo impulso aos estudos neurofisiológicos do sono. Mas foram Loomis e Davis, em 1937, por meio de achados eletroencefalográficos e de dados clínicos, que descreveram, pela primeira vez, que o dormir se processa por ciclos.

Além disso, numa noite de sono as funções fisiológicas gerais sofrem alterações e, portanto, há diferenças na gênese e configuração clínica das patologias diurnas e noturnas. Algumas alterações fisiológicas observadas durante os estágios do sono são: (1) alterações da pressão arterial e …

Psilocibina reduziu sintomas de ansiedade e depressão

Imagem
A ansiedade e a depressão clinicamente significativas são comuns em pacientes com câncer e estão associadas a resultados psiquiátricos e clínicos não satisfatórios. Pesquisas históricas e recentes sugerem um papel da psilocibina no tratamento da ansiedade e da depressão relacionadas ao câncer.

Neste estudo duplo-cego, controlado por placebo, 29 pacientes com ansiedade e depressão relacionadas ao câncer foram randomizados e receberam tratamento com psilocibina (0,3 mg/kg) ou niacina em dose única, ambos em conjunto com psicoterapia.

Antes do crossover, a psilocibina produziu melhorias imediatas, substanciais e sustentadas na ansiedade e depressão e levou a diminuições na desmoralização e desesperança relacionadas ao câncer, bem-estar espiritual melhorado e aumento da qualidade de vida. No seguimento de 6,5 meses, a psilocibina foi associada a efeitos ansiolíticos e antidepressivos duradouros (aproximadamente 60-80% dos participantes continuaram com reduções clinicamente significativas…

Parassonias: perturbações do sono

Imagem
Parassonias são transtornos comportamentais causados ou exagerados pelo sono, afora a apneia do sono.

São uma categoria de distúrbios do sono que envolvem movimentos anormais, comportamentos, emoções, percepções e sonhos que ocorrem ao adormecer, ao despertar ou durante o sono, principalmente o sono excitado.

Algumas parassonias são mais comuns durante a infância e diminuem com a idade. Elas podem ser desde acontecimentos inócuos até outros dramáticos, especialmente se associados a sonhos ou alucinações.

As diversas parassonias têm causas variadas, mas todas têm em comum o fato de ocorrerem ou serem exacerbadas durante o sono. Quase sempre têm uma história familiar positiva, mostrando uma vertente etiológica genética, mas podem ser também motivadas por lesões cerebrais. Raramente a parassonia está ligada a um transtorno psiquiátrico e muitas delas ficam com suas causas não esclarecidas.

Embora as parassonias possam acontecer em qualquer idade, elas são mais usuais na infância. As m…

Falando sozinho na rua e não é ao celular...

Imagem
O conceito estrito de solilóquio faz fronteira e transição com muitos outros fenômenos psicológicos, tornando difuso o seu conceito. O sentido mais comum diz que solilóquio (do latim: soliloquĭum) é o hábito de "falar sozinho", num “diálogo consigo mesmo” e não se resumiria a pensamentos próprios, no plano da própria consciência, como ocorre no monólogo interior, mas se dirige, embora virtualmente, a um objeto externo.

O conceito pode se superpor ao monólogo interior, aos monólogos usados no teatro, às conversações que as crianças costumam manter com um amigo imaginário, ao hábito de “falar consigo mesmo”, etc. No entanto, nem sempre o solilóquio é uma conversa solitária, porque pode haver um suposto interlocutor externo, determinado ou não, suposto ou alucinado. No solilóquio propriamente dito, embora a fala seja enunciada em voz alta, o indivíduo ignora a presença de outra pessoa. Nesse sentido, no solilóquio a pessoa fala para si mesma.

Não é incomum que, para as pessoas…

Dietas vegetariana e vegana: posição da Academia de Nutrição e Dietética Americana

Imagem
A posição da Academia de Nutrição e Dietética sobre o uso de dietas vegetarianas adequadamente planejadas, incluindo a dieta vegana, foi publicada pelo Journal of the Academy of Nutrition and Dietetics.

Os principais pontos de que tratam os especialistas dizem respeito a:

•Dietas vegetarianas e veganas são dietas saudáveis, nutricionalmente adequadas e que podem proporcionar benefícios de saúde para a prevenção e para o tratamento de certas doenças.

•Essas dietas são apropriadas para todos os estágios do ciclo de vida, incluindo gravidez, lactação, infância precoce e infância tardia, adolescência, idade adulta, terceira idade e também para atletas.

•Dietas baseadas em plantas são mais ambientalmente sustentáveis do que dietas ricas em produtos animais, porque elas usam menos recursos naturais e estão associadas a muito menos danos ambientais.

•Vegetarianos e veganos estão em risco reduzido para certas condições de saúde, incluindo doença cardíaca isquêmica, diabetes mellitus tipo 2, …

Seu filho fala dormindo?

Imagem
O sonilóquio é uma parassonia benigna caracterizada pela fala que ocorre durante o sono. Por sua vez, parassonias são desordens do sono que envolvem anormalidades que ocorrem ao dormir nos movimentos, comportamentos, emoções, percepções e sonhos.

O sonilóquio é mais comum nas crianças e se refere ao falar durante o dormir, indo desde murmúrios e falas inteligíveis ou não, até gritos.

O sonilóquio pode ocorrer sem causa aparente ou ser consequência de uma desordem do sono conhecida, como distúrbio de comportamento no sono REM, sonambulismo, terror noturno e transtornos alimentares relacionados ao sono. Há alguns fatores que contribuem para desencadear o sonilóquio nas pessoas predispostas, tais como privação de sono, estresse, consumo de álcool e sonolência diurna. Se o sonilóquio for dramático e emocional, geralmente é sinal de outra desordem do sono associada.

O sonilóquio ocorre durante saídas transitórias do sono REM ou na saída dele e as palavras faladas no sonho são ditas em voz…

"Climatério" masculino? Distúrbio androgênico do envelhecimento masculino (DAEM)

Imagem
É bastante conhecido o processo de menopausa na mulher, que ocorre por uma diminuição dos hormônios femininos. No entanto, pouco se fala sobre o fenômeno correspondente no homem, ou seja, a diminuição dos hormônios masculinos no processo de envelhecimento, popularmente conhecida como "andropausa".

Ao contrário do que se passa na mulher, o distúrbio androgênico do envelhecimento masculino não é um processo súbito nem universal. Apenas pouco mais de um terço dos homens acima dos 60 anos passa por esta condição.

O distúrbio androgênico do envelhecimento masculino ocorre devido à diminuição da produção dos hormônios masculinos pelos testículos, notadamente a testosterona. Parte desse processo dá-se por modificações ocorridas no sistema endócrino, que ocorre de forma gradual e sutil. Há uma diminuição nos números das células Leydig (células intersticiais que produzem a testosterona) e na sua capacidade secretora, além de uma queda nos níveis de testosterona sérica total e livre.