Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2015

Encefalite associada ao vírus Chikungunya

Imagem
Um estudo de coorte em La Réunion Island, um departamento ultramarino francês no oceano Índico, localizado a leste de Madagascar, estimou a taxa de incidência cumulativa (TIC) do vírus Chikungunya (CHIKV) associada à doença do sistema nervoso central (doença do SNC), durante o surto deste vírus em La Réunion, e avaliou o ônus da doença e os resultados para os pacientes depois de três anos.

A doença do SNC associada ao CHIKV foi caracterizada retrospectivamente em uma coorte de pacientes com CHIKV positivo por RT-PCR (reação da transcriptase reversa, seguida de reação em cadeia da polimerase) ou por anticorpos anti-CHIKV (imunoglobulina M) no líquor ​​e preenchendo os critérios de encefalite do International Encephalitis Consortium para encefalite ou encefalopatia. Sequelas neurológicas foram avaliadas após três anos.

Entre setembro de 2005 e junho de 2006, 57 pacientes foram diagnosticados com doença do SNC associada ao CHIKV, incluindo 24 com encefalite associada ao CHIKV, estes últ…

Injúria ou Lesão Renal Aguda

Imagem
Lesão ou injúria renal aguda (IRA) é o termo novo de consenso para o que antes chamávamos de insuficiência renal aguda.

Refere-se a uma síndrome clínica caracterizada por uma rápida (horas ou dias) diminuição de função renal, com a acumulação de produtos de escórias nitrogenadas, tais como creatinina e ureia e outras escórias excretadas por via renal.

Esta mudança de terminologia visa principalmente mostrar este processo como um processo que passa pela injúria, que precede a perda de função num continuum e não apenas uma situação estanque.

Manifestações comuns clínicas e laboratoriais da IRA incluem a diminuição da produção de urina (nem sempre presente), a acúmulo de ácidos e aumento de potássio e fósforo.

O termo injúria renal mostra que existe lesão que começa muito antes da perda suficiente de função renal excretora que pode ser medida com padrão de testes de laboratório.

O prognóstico também muda com o grau de injúria piorando quando ocorre perda da função renal, com o aumen…

Plasma Rico em Plaquetas: "novidade" em tratamentos variados!

Imagem
O PLASMA RICO EM FATORES DE CRESCIMENTO (PRFC) ou PLASMA RICO EM PLAQUETAS (PRP) é uma novidade terapêutica que consiste em aplicar as próprias proteínas de crescimento celular do paciente em diferentes áreas do corpo para favorecer seu rejuvenescimento.

O passar do tempo atinge a pele, o tecido celular subcutâneo (gordura), músculos e ossos, produzindo, em cada um deles, alterações que caracterizam ao envelhecimento. Agora podemos reverter muitas dessas alterações utilizando os FATORES DE CRESCIMENTO CELULAR do próprio paciente.

No nosso sangue, além das células vermelhas e brancas, possuímos as PLAQUETAS e dentro delas os FATORES DE CRESCIMENTO. Existem diversos tipos denominados por siglas como, por exemplo: PDGF e VEGF que estimulam o crescimento de novos vasos sanguíneos, FGF que estimula a produção de COLÁGENO, EGF que estimula a reprodução e crescimento celular, etc.

Todas estas proteínas estimulam de maneira potente a regeneração e reprodução celular pelo qual são muito úteis…

Uso de medicamentos estimulantes por jovens com TDAH atrapalha o sono?

Imagem
Para determinar o efeito de medicamentos estimulantes sobre o sono de jovens com diagnóstico de transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) foi realizada uma meta-análise com estudos publicados no CINAHL, PsycINFO e PubMed até março de 2015. As referências dos artigos recuperados foram revisadas.

Os critérios de elegibilidade incluíram estudos com crianças/adolescentes com déficit de atenção/hiperatividade (TDAH), atribuição aleatória de estimulantes e medidas objetivas do sono. Estudos que não incluíam informações sobre as principais variáveis foram excluídos.

Após análises estatísticas, os resultados mostraram que um total de nove artigos foi incluído.

Para a latência do sono, o tamanho do efeito ajustado foi significativo, indicando que os estimulantes produzem latências mais longas para o início do sono.

A frequência da dose diária é um moderador significativo. Para a eficiência do sono, o tamanho do efeito ajustado foi significativo.

Moderadores significativos in…

Síndrome de Zollinger-Ellison

Imagem
A síndrome de Zollinger-Ellison (ou hipergastrinemia secundária) é uma condição médica rara e grave, que forma um ou mais tumores no pâncreas e/ou duodeno, chamados gastrinomas, os quais segregam grandes quantidades de gastrina, fazendo com que o estômago produza ácido em excesso. Esse excesso de ácido gera, secundariamente, úlceras pépticas. Esta síndrome foi descrita pela primeira vez em 1955 pelos cirurgiões americanos Robert Zollinger e Edwin Ellison, donde seu nome.

A causa exata da síndrome de Zollinger-Ellison ainda é desconhecida. Ela pode ser esporádica (75% dos casos), associada à neoplasia endócrina múltipla ou também pode ser causada por uma condição hereditária, autossômica dominante. Cerca de 25% das pessoas com essa síndrome têm gastrinomas no pâncreas e/ou em outros órgãos e cerca de 95% das pessoas com gastrinomas fazem úlceras gástricas e/ou duodenais.

A sequência de eventos que ocorre na síndrome de Zollinger-Ellison é típica. Ela começa quando um ou mais tumores f…

Suas unhas "falam"

Imagem
As unhas são constituídas por uma placa retangular queratinizada, formada por três camadas, a qual se apoia sobre o leito ungueal e têm a função de proteger as extremidades dos dedos.

Sua matriz geradora é a estrutura reprodutiva que dá origem à lâmina ungueal e é constituída por um epitélio que a fixa a seu leito.

O crescimento das unhas se dá pela adição de novas células queratinizadas, oriundas dessa matriz.

Normalmente, na parte proximal da unha há uma coloração branca, semioval, chamada lúnula.

A parte dorsal da matriz forma a cutícula, estrutura cuja importância é impedir o acesso de fragmentos e microrganismos à área próxima à matriz.

As afecções ungueais que envolvem e destroem a matriz levam, em geral, a sequelas permanentes.

Anomalias das unhas são defeitos na estrutura das unhas que afetam a aparência e podem ser consequentes a um problema local ou indício de uma doença sistêmica subjacente.

Ainda que os problemas nas unhas sejam, em si mesmos, relativamente simples e…

Selênio baixo pode estar associado ao aumento da prevalência de doenças na tireoide

Imagem
O professor Bingyin Shi e colaboradores do Departamento de Endocrinologia do The First Affiliated Hospital of Xi'an Jiaotong University Health Science Center, na China, estudaram as concentrações de selênio no organismo e sua relação com a prevalência de doenças da tireoide.

Estudos epidemiológicos têm apoiado a premissa de que uma ingestão adequada de selênio é essencial para o bom funcionamento da glândula tireoide. Com o objetivo de investigar se a prevalência de doenças da tireoide difere em duas áreas semelhantes, porém diferentes apenas nas concentrações de selênio no solo/cultura agrícola, foi realizado um estudo transversal observacional em dois condados da província de Shaanxi, na China, aqui definidas como áreas de consumo adequado ou baixo de selênio.

Um total de 6.152 participantes foi selecionado por amostragem estratificada cluster. Os participantes preencheram questionários demográficos e dietéticos e foram submetidos a exames de ultrassonografia da tireoide e exam…

Nódulos tireoidianos benígnos

Imagem
A detecção de nódulos tireoidianos assintomáticos aumentou. Falta consenso sobre o acompanhamento ideal de lesões benignas comprovadas por citologia e nódulos não suspeitos à ultrassonografia. As diretrizes atuais recomendam exames de ultrassonografia em série e reavaliação da citologia se um crescimento significativo for observado.

Com o objetivo de determinar a frequência, magnitude e fatores associados a alterações no tamanho dos nódulos da tireoide, foi realizado um estudo prospectivo, multicêntrico, observacional, envolvendo 992 pacientes com um a quatro nódulos tireoideanos consecutivos assintomáticos, detectados por ultrassonografia e com citologia benigna. Os pacientes foram recrutados a partir de oito centros hospitalares italianos, de referência em patologias da tireoide, entre 2006 e 2008. Os dados coletados durante os primeiros cinco anos de acompanhamento, até janeiro de 2013, foram analisados.

O crescimento do nódulo inicial (desfecho primário) foi avaliado com exames a…

Tireoidite de Hashimoto

Imagem
A tireoidite de Hashimoto (ou tireoidite linfocítica crônica) é uma doença autoimune crônica que pode causar hipotireoidismo. O seu nome foi dado em homenagem ao médico japonês Hakura Hashimoto, que descreveu a doença pela primeira vez em 1912.

A doença parece ter a participação de um fator genético entre as suas causas. Pode aparecer numa mesma família em várias gerações sucessivas e faz aumentar em até sete vezes a possibilidade de hipotireoidismo. Entre as tireoidites existentes é a mais comum. Acomete mais as mulheres que os homens, na terceira ou quarta décadas da vida, e sua incidência aumenta à medida que as pessoas envelhecem, sendo rara em crianças. Na tireoidite de Hashimoto o organismo fabrica anticorpos que atacam a tireoide e provocam a destruição da sua estrutura funcional, ocasionando a redução da sua atividade e provocado um aumento de volume da glândula (bócio difuso).

Os principais sinais e sintomas da tireoidite de Hashimoto tanto podem ser locais como gerais. Os s…

Unha encravada

Imagem
Unha encravada é a condição em que um canto ou lado de uma unha cresce para dentro de sua borda, afetando os tecidos adjacentes. Geralmente isso acontece com as unhas dos pés, sobretudo com a do hálux (dedo grande do pé ou dedão).

As causas mais comuns de unha encravada são o uso de sapatos apertados, que comprimem os pés, o ato de cortar as unhas muito curtas e arredondadas ou deixar “pontas” nelas e ferimentos causados às unhas de alguma maneira. Algumas deformidades do pé ou dos dedos, incluindo das unhas, também podem ser causa de unha encravada ao colocar pressão extra sobre o dedo considerado. Se a pessoa tiver diabetes ou outra condição que cause má circulação nos pés ou se as unhas são especialmente curvas, a pessoa está em maior risco de ter unhas encravadas.

Os principais sintomas gerados pelas unhas encravadas são dor, vermelhidão, inchaço e, por vezes, uma infecção com a presença de pus. Além desses sintomas, a sensibilidade no dedo comprometido pode estar alterada. O inc…

Bupropiona

Imagem
Normalmente a bupropiona é dada a pacientes com dependência elevada ao cigarro e que não esteja conseguindo parar de fumar devido aos sintomas da abstinência ao fumo.

É comum que o médico meça o nível de dependência e o indique para quem fume 20 ou mais cigarro ou tenha pontuado acima de cinco em teste específico, chamado de Teste de Fagerström.

Pode ser útil para fumantes que também tenham algum transtorno psiquiátrico significativo.

Mas isso normalmente é avaliado por um médico, tanto que é necessário a prescrição médica para o uso desse medicamento.

Neuropatia periférica

Imagem
A neuropatia periférica é uma condição médica comum que acomete os nervos periféricos, sendo muitas vezes incapacitante e algumas vezes fatal, na dependência de sua etiologia. Ela resulta de danos aos nervos periféricos, causados por vários fatores. Geralmente afeta mãos e pés, mas pode também afetar outras áreas do corpo, ampliando-se progressivamente em direção proximal. Fala-se em mononeuropatia, quando afeta um único nervo, e polineuropatia, quando afeta vários nervos, simetricamente, em ambos os lados do corpo.

Uma extensa gama de fatores pode causar neuropatias: alcoolismo, em virtude de má nutrição e deficiências de vitaminas; doenças autoimunes; diabetes; exposição a substâncias tóxicas; certos medicamentos, especialmente a quimioterapia; infecções virais ou bacterianas; distúrbios herdados; trauma ou pressão sobre o nervo; tumores; deficiências de vitaminas B, E e niacina; doenças da medula óssea; outras condições que incluem doença renal, hepática ou do tecido conjuntivo e …

Paralisia facial ou Paralisia de Bell

Imagem
A paralisia de Bell é um tipo de paralisia facial, termo usado quando há diminuição ou parada nos movimentos de um dos lados da face, gerando um aspecto estético distorcido.

Os sintomas da paralisia de Bell surgem em decorrência da inflamação e inchaço do nervo facial, também conhecido como sétimo par dos nervos cranianos. Alguns estudos sugerem que a inflamação do nervo na paralisia de Bell poderia ser causada por infecções virais ou por fenômenos autoimunes, mas nenhuma das hipóteses até agora foi comprovada. Grávidas, hipertensos, diabéticos e obesos têm um risco maior de desenvolver este tipo de paralisia.

O nervo facial se conecta diretamente ao cérebro (tronco cerebral) e, na sua porção mais interna, corre em um canal junto aos nervos responsáveis pela audição e pelo equilíbrio. No seu caminho em direção aos músculos da face, passa dentro do ouvido, por trás do tímpano, em íntima relação com estruturas da audição. Daí vem o fato das afecções que o acometem serem normalmente inv…

Pólipos uterinos

Imagem
Pólipos uterinos são pequenas projeções de tecido ligadas à parede interna do útero, que se prolongam para dentro da sua cavidade e que consistem de células do endométrio (revestimento interno do útero), sendo por isso também conhecidos como pólipos endometriais. Os pólipos uterinos geralmente são benignos, embora alguns possam se malignizar ao longo do tempo (pólipos pré-cancerosos).

As alterações hormonais parecem desempenhar o papel mais importante na etiologia dos pólipos uterinos. Os pólipos uterinos são estrogênio sensíveis, isto é, crescem em resposta ao estrogênio circulante. Eles ocorrem mais comumente em mulheres que estão passando pela menopausa, embora possam acontecer também em mulheres mais jovens. As mulheres com pressão arterial elevada, obesas, aquelas em uso prolongado de estrogênios, as com síndrome dos ovários policísticos e as inférteis ou que estejam tomando tamoxifeno, para o câncer de mama, estão sob maior risco de terem pólipos uterinos.

Os pólipos uterinos v…

Ingestão de frutas e aterosclerose coronariana

Imagem
A relação entre a ingestão de frutas e produtos hortícolas na idade adulta jovem e a aterosclerose coronariana posteriormente na vida ainda não está bem estabelecida.

Para entender melhor esta relação foi realizado um estudo conhecido como Coronary Artery Risk Development in Young Adults (CARDIA), com uma coorte de jovens, indivíduos pretos e brancos saudáveis no início do estudo (1985-1986). A ingestão de frutas e produtos hortícolas no início do estudo foi avaliada por meio de uma entrevista semi-quantitativa com histórico de dieta e foi medido o cálcio na artéria coronária (CAC) no vigésimo ano de acompanhamento (2005-2006) por tomografia computadorizada. A média (DP) de idade no início do estudo foi de 25,3 anos e 62,7% dos participantes eram do sexo feminino na amostra estudada. Após ajustes para variáveis demográficas e de estilo de vida, a maior ingestão de frutas e produtos hortícolas foi associada a uma menor prevalência de CAC.

As conclusões deste estudo de coorte longitudi…

Acidente Vascular Cerebral

Imagem
Acidente vascular cerebral (AVC), popularmente conhecido como derrame cerebral, é a doença neurológica que mais freqüentemente acomete o sistema nervoso e é a principal causa de incapacidades físicas e mentais.

Ele ocorre quando o suprimento de sangue para uma parte do cérebro é interrompido subitamente (AVC isquêmico) ou quando um vaso sanguíneo no cérebro rompe, extravasando seu conteúdo e dando origem a um hematoma, ou coágulo, que provoca sofrimento no tecido cerebral (AVC hemorrágico).

O AVC isquêmico é o mais comum, representa cerca de 85% dos casos de derrames. Já o AVC hemorrágico, embora menos comum, apresenta maior mortalidade.

Os sintomas normalmente são agudos ou rapidamente progressivos, caracterizados por:

•Perda súbita da força muscular ou formigamento de um lado do corpo
•Dificuldade súbita para falar ou compreender
•Dor de cabeça muito forte, de início abrupto, sem causa aparente
•Perda visual repentina, particularmente de um olho apenas
•Perda do equilíbrio ou tontu…

Orientação sobre uso de Maconha na Gestação

Imagem
O consumo de maconha no mundo é bastante grande segundo algumas estimativas. Em muitos países, ou estados norte-americanos, onde a droga é legalizada para uso pessoal, tem se aumentado a identificação de mulheres que reportam seu uso durante a gestação. Mas é importante saber qual a recomendação de especialistas a respeito do consumo desta droga, assim como se sabe qual a recomendação para tabaco e álcool durante a gravidez.

A maconha é a droga ilícita mais usada em gravidez, com uma prevalência de uso variando de 3% a 30% em várias populações. Ela atravessa livremente a placenta e é encontrada no leite materno. Ela pode ter efeitos adversos tanto nos resultados perinatais quanto nos efeitos de neurodesenvolvimento fetal. Especificamente, a maconha pode ser associada com restrição de crescimento fetal, morte fetal e nascimento prematuro. No entanto, os dados estão longe de ser uniformes em relação a resultados perinatais adversos. Os estudos existentes têm fatores de confusão por us…

Hepatite: anotações

Imagem
A hepatite é uma inflamação do fígado por qualquer causa.

Em geral, é resultado da ação de um vírus, particularmente um dos cinco vírus da hepatite A, B, C, D ou E. Menos frequentemente, a hepatite pode dever-se a outras infecções virais, tais como a mononucleose infecciosa, febre amarela e infecção por citomegalovírus. As principais causas da hepatite não viral são o álcool e os medicamentos. A hepatite pode ser aguda (dura menos de 6 meses) ou crônica; esta doença apresenta-se habitualmente em todo o mundo.

O vírus da hepatite A propaga-se fundamentalmente das fezes de uma pessoa para a boca de outra. Essa transmissão é, em geral, consequência de uma higiene deficiente. As epidemias que se propagam através da água e dos alimentos são frequentes, especialmente nos países em desenvolvimento. Por vezes a causa é a ingestão de mariscos crus contaminados. Também são frequentes os casos isolados, em geral originados pelo contacto de pessoa a pessoa. A maioria das infecções por hepatite A…

Opistótono

Imagem
O opistótono (do grego: opisthen=para trás + tonos=tensão) não é uma doença, mas um sintoma que pode ocorrer em várias condições clínicas. Tipicamente, é um espasmo próprio do tétano, em que a coluna vertebral e as extremidades se curvam para diante e o corpo em arco fica apoiado sobre a parte de trás da cabeça e dos calcanhares quando a pessoa é colocada em decúbito ventral. Com isso, a cabeça, o pescoço e a coluna vertebral formam um arco côncavo para trás. Essa postura resulta da contração sustentada dos músculos posteriores do pescoço e do tronco.

Além do tétano, o opistótono pode ocorrer em crianças com meningite ou naquelas em que haja alguma outra lesão do sistema nervoso. Pode ainda ocorrer se houver deficiência de hormônio do crescimento, certas doenças metabólicas como acidemias orgânicas, convulsões, desequilíbrio eletrolítico grave, lesão grave na cabeça, kernicterus grave (alta concentração de bilirrubina em núcleos cerebrais de recém-nascidos), hemorragia subaracnoidea …

Linfangiomas

Imagem
Os linfangiomas, também denominados higromas císticos, são malformações linfáticas que resultam num tumor benigno. A rede vascular linfática está disseminada em todo o organismo, para coletar o fluido acumulado entre as células. Há três tipos dе linfangiomas: linfangiomas simples (capilares), linfangiomas cavernosos (boca) e linfangiomas císticos (pescoço е axila).

Não se conhece exatamente as causas dos linfangiomas, mas sabe-se que são congênitos. A incidência deles é de cerca de um para cada 10.000 nascimentos e são mais comuns em indivíduos do sexo masculino que do sexo feminino, sendo normalmente detectados ао nascer ou nа infância.

O sistema linfático é responsável pela coleta do excesso de fluidos dos tecidos que são encaminhados, por meio de numerosos pequenos vasos, de volta para o sistema venoso.

Quando ocorre uma anomalia no sistema linfático verifica-se um acúmulo exacerbado dentro dos vasos linfáticos, o que resulta numa dilatação deles na região comprometida e esse flu…

Síndrome da Fadiga Crônica

Imagem
A síndrome da fadiga crônica, também chamada síndrome da disfunção imune ou encefalomielite miálgica, é uma doença caracterizada por fadiga extrema e duradoura, que não pode ser explicada por nenhuma condição médica subjacente. Esta fadiga costuma piorar com a atividade física ou mental, mas não melhora com o repouso.

As causas da síndrome da fadiga crônica ainda não são bem conhecidas, embora existam muitas teorias a respeito, que vão desde infecções virais até estresse psicológico. Alguns estudos sugerem que haja uma predisposição genética. Muitas vezes, a doença se instala insidiosamente depois de um episódio infeccioso e, por razões desconhecidas, depois que a infecção vai embora, permanecem sintomas dessa síndrome, que melhoram e retornam periodicamente, durante meses ou anos.

Uma combinação de vários fatores pode estar envolvida nas causas e incluem infecções virais, problemas no sistema imunológico e desequilíbrios hormonais. Apesar de que as causas da síndrome da fadiga crôni…

Exercício físico?

Imagem
Cientistas de universidades da Dinamarca e Austrália anunciaram estar se aproximando da criação de uma pílula que imita os efeitos do exercício físico no corpo humano.

As últimas pesquisas permitiram descobrir, pela primeira vez, o que realmente acontece dentro dos músculos no nível molecular quando praticamos esportes.

"Esta nova descoberta servirá para criar uma pílula que imita os efeitos do exercício físico e recria estas ações em nosso corpo", disse à BBC Mundo Erik Ritcher, diretor do Departamento de Fisiologia Molecular da Universidade de Copenhague. O projeto dinamarquês está sendo realizado em conjunto com o Charles Perkins Centre de Sidney, na Austrália.

Jorgen Wojtaszewski, outro pesquisador envolvido no projeto, afirma que esta "pílula do exercício" poderia ser útil para "pessoas com graves problemas de invalidez ou obesidade mórbida".