Translate

Total de visualizações de página

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Codependência

Intrigante e até misteriosa, é a aparente perseverança com que alguns familiares, normalmente cônjuges e companheiros(as), se dedicam aos parentes com problemas de dependência, alcoolismo, jogo patológico ou outro transtorno grave da personalidade. Difícil entender como e porque essas pessoas suportam heroicamente todo tipo de comportamento problemático, ou até atitudes sociopáticas dos companheiros(as), como se assumissem uma espécie de desígnio ou “carma”, para o qual fossem condenados para todo o sempre.

Não se consegue compreender porque essas pessoas abrem mão da possibilidade de ser feliz ou de diminuir o sofrimento, permanecendo atreladas à pessoa problemática, suportando toda a tirania de sua anormalidade, como se esse fosse o único papel reservado pelo destino.

Os profissionais com prática no exercício da clínica psiquiátrica sabem das dificuldades existenciais dessas pessoas codependentes, ou seja, “dependentes” dos companheiros(as) problemáticos, quando estes deixam o vício. Parece que os codependentes ficaram órfãos, de uma hora para outra, perdidos e sem propósito de vida. Não é raro que passem elas, as pessoas codependentes, a apresentar problemas semelhantes àqueles dos antigos dependentes que cuidavam.

Codependência é um transtorno emocional definido e conceituado por volta das décadas de 70 e 80, relacionada aos familiares dos dependentes químicos, e atualmente estendido também aos casos de alcoolismo, de jogo patológico e outros problemas sérios da personalidade.

Codependentes são esses familiares, normalmente cônjuge ou companheira(o), que vivem em função da pessoa problemática, fazendo desta tutela obsessiva a razão de suas vidas, sentindo-se úteis e com objetivos apenas quando estão diante do dependente e de seus problemas. São pessoas que têm baixa auto-estima, intenso sentimento de culpa e não conseguem se desvencilhar da pessoa dependente.

O que parece ficar claro é que os codependentes vivem tentando ajudar a outra pessoa, esquecendo, na maior parte do tempo, de cuidar de sua própria vida, auto-anulando sua própria pessoa em função do outro e dos comportamentos insanos desse outro. Essa atitude patológica costuma acometer mães (e pais), esposas (e maridos) e namoradas(os) de alcoolistas, dependentes químicos, jogadores compulsivos, alguns sociopatas, sexuais compulsivos, etc.

sábado, 29 de maio de 2010

Essa é para distrair um pouquinho...

video

Em SP, hospital realiza neste sábado mutirão sobre câncer colorretal.

Com o objetivo de abordar a questão da prevenção e os mitos e verdades sobre o câncer colorretal, o Hospital 9 de Julho vai promover na capital paulista, neste sábado, 29, das 9 horas às 11 horas, uma palestra gratuita sobre o tema.

Os participantes vão receber ainda um vale-exame para pesquisar o sangue oculto nas fezes, o principal exame que pessoas acima de 50 anos têm de fazer anualmente a fim de detectar precocemente a doença.

Os interessados em participar do evento devem acessar o site www.h9j.com.br/mutirao e preencher os dados. As vagas são limitadas e só serão atendidas pessoas que conseguirem efetivar a inscrição. No dia da palestra, é preciso levar o comprovante da inscrição e um documento de identificação com foto.

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Possível cura para hepatite C

Foi identificada uma molécula capaz de inibir a replicação do vírus.

A hepatite tipo C é grave. Entre 200 milhões e 300 milhões de pessoas sofrem dessa doença, que, aos poucos, destrói o fígado. Ao contrário das hepatites A e B, para as quais já existem vacinas, o único tratamento conhecido para a hepatite tipo C tem efeitos colaterais sérios e não é eficiente em quase 50% dos casos. Por esse motivo, a descoberta de uma nova molécula capaz de bloquear a ação do vírus é uma ótima notícia. E a forma como essa molécula foi descoberta é uma lição de humildade para a ciência do século 21.

Até meados do século 20, a grande maioria dos medicamentos era colocada em uso sem que se soubesse seu mecanismo de ação. A aspirina é um exemplo. A molécula foi sintetizada em 1853, seus efeitos antitérmicos foram descobertos em 1897 e sua comercialização, iniciada em 1899. A patente expirou em 1917 e, desde então, o ácido acetilsalicílico vem sendo vendido por centenas de companhias. Mas levou quase um século para que o mecanismo por meio do qual a aspirina baixa a febre, cura dores de cabeça e ajuda a evitar problemas cardiovasculares fosse elucidado. Isso só ocorreu entre 1960 e 1980.

Nas últimas décadas, a lógica da descoberta de novos medicamentos se inverteu. Grande parte foi desenvolvida a partir do conhecimento gerado por médicos e biólogos. Primeiro, os cientistas descobrem as bases moleculares da doença e os novos medicamentos são desenvolvidos a partir desse conhecimento. É o caso das drogas contra o HIV. O vírus foi descoberto, seu genoma, sequenciado, e, a partir da identificação de duas enzimas essenciais para seu funcionamento, as companhias farmacêuticas desenvolveram moléculas que, ao inibirem essas enzimas, bloqueiam a ação do vírus.

Em 1989, quando o vírus da hepatite tipo C foi descoberto, tudo levava a crer que rapidamente seríamos capazes de compreender como o vírus funciona, o que levaria ao desenvolvimento de medicamento eficientes. Mas isso não ocorreu. Hoje sabemos muito sobre o funcionamento de diversas enzimas do vírus, mas até agora não havia sido possível desenvolver drogas capazes de bloquear sua replicação.

Nesse novo experimento, os cientistas retomaram o método antigo. Primeiro, desenvolveram uma linhagem de células nas quais o vírus é capaz de se multiplicar. Após cultivaram essas células em milhares de minúsculos tubos de ensaio, em cada tubo foi adicionado um dos milhares de compostos químicos existentes no laboratório. Se o composto diminuía a velocidade com que o vírus replicava, eles investigavam se o composto agia sobre as enzimas mais conhecidas do vírus.

Agora vem o truque. Caso o composto agisse sobre enzimas conhecidas, ele era desprezado. Após testar 1 milhão de compostos distintos, foi identificada uma molécula, denominada BMS-858, capaz de inibir a replicação do vírus por um mecanismo novo e desconhecido. Ao tentar modificar essa molécula para aumentar sua eficiência, foi descoberto que um dímero da molécula era ainda mais eficiente. Esse dímero, chamado de BMS-790052, é capaz de inibir a replicação do vírus em concentrações muito baixas. Foi descoberto que essa molécula atua ao se ligar a uma proteína do vírus chamada NS5A, cuja função continua a ser um mistério.

Apesar de os cientistas desconhecerem o mecanismo de ação desse composto, ele foi ministrado a um pequeno número de pacientes. Uma única dose de 100 miligramas reduz em 2 mil vezes a concentração do vírus e esse efeito dura por até 12 dias. Com base nesses resultados, foram iniciados testes clínicos. Se o BMS-790052 se comportar nos testes com milhares de pacientes como se comportou nos testes iniciais, em alguns anos teremos um composto que talvez seja capaz de curar a hepatite C.

A maneira como este composto foi descoberto, ignorando deliberadamente o que se sabe sobre o vírus, é uma lição de humildade para os cientistas. Apesar de todo o progresso da biologia molecular, mesmo quando analisamos organismos simples como o vírus da hepatite C, somos incapazes de prever seus pontos vulneráveis. Isso demonstra que, mesmo hoje, quando cientistas dizem ser capazes de criar vida no laboratório, métodos clássicos de identificação de novos medicamentos ainda têm seu lugar no arsenal das farmacêuticas.

fonte: Fernando Reinach, do Estadão.

Crianças que têm TV ou computador no quarto dormem menos que outras, diz estudo da Universidade de Haifa.

A pesquisa, conduzida por Yael Latzer e Tamar Shochat, observou mais de 440 crianças com idade média de 14 anos. Elas foram entrevistadas sobre seus hábitos de sono e alimentação, uso de computador e tempo na frente da TV.

Os participantes do estudo indicaram que o horário médio de ir para cama era em torno das 23h, acordando por volta das 6h45. Nos finais de semana esses horários de sono variavam entre 1h45 da madrugada e 11h30 da manhã. As crianças com TV ou computador no quarto dormiam até 30 minutos mais tarde, mas acordavam por volta do mesmo horário.

De acordo com o estudo, essas crianças – com idade para estarem no ensino médio – diziam gastar até 2 horas e 40 minutos na frente da TV e usavam o computador por mais de 3 horas e 45 minutos. Nos finais de semana esse tempo aumentava até 1 hora e meia para o uso da televisão e mais 5 horas para o uso do computador.

Outro dado preocupante foi o fato de que mais da metade das crianças entrevistadas costumava fazer as refeições na frente da TV – um hábito que contribui para a obesidade – contra apenas 10% que diziam nunca terem desenvolvido esse hábito (mesma porcentagem de crianças que comiam na frente do computador).

A pesquisa aponta que além de padrões de sono comprometidos – que podem levar à irritabilidade, perda de poder de concentração e influenciar no rendimento acadêmico – essas crianças podem também ser expostas ao risco do desenvolvimento de transtornos alimentares diversos, além doo desenvolvimento de diversas outras doenças.

com informações da University of Haifa

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Jovens se sentem mais sós que idosos

Uma pesquisa feita no Reino Unido revela que jovens se sentem mais solitários do que adultos com mais de 55 anos.

O levantamento, intitulado The Lonely Society (em tradução literal, a sociedade solitária), foi feito com 2.256 participantes.

Quase 60% dos ouvidos com idades entre 18 e 34 anos disseram que sentem solidão com frequência ou às vezes. O número cai para 35% entre entrevistados com 55 anos ou mais.

A pesquisa revela também que a tecnologia pode acentuar o isolamento, mas também oferece meios de conectar as pessoas sem precedentes na história.

Quase terço dos jovens entrevistados disseram que passam tempo demais se comunicando com a família online quando na verdade deveriam encontrá-los em pessoa.

O impacto biológico dessa ausência de contato pessoal não está claro.

O estudo destaca o fato de que a proporção de pessoas vivendo sozinhas na Grã-Bretanha dobrou entre 1972 e 2008.

De acordo com a Mental Health Foundation, entidade britânica que encomendou a pesquisa, em geral um décimo da população do Reino Unido sente solidão com frequência.

A organização indica o declínio na vida comunitária e o foco cada vez maior no trabalho como possíveis explicações para o problema.

É possível, porém, que pessoas de idades diversas tenham interpretações distintas do que seja solidão.

Além disso, a pesquisa não faz distinções entre depoimentos de pessoas com 55 anos vivendo vidas ativas e desfrutando da aposentadoria e os relatos de octogenários que vivem sozinhos e tem saúde frágil.

O relatório também constatou variações de acordo com o sexo do entrevistado.

Mais mulheres disseram sentir solidão do que homens. As mulheres também apresentaram maior tendência a sentir-se deprimidas como resultado disso.

terça-feira, 25 de maio de 2010

Cientistas explicam por que ouvir outra pessoa falando ao celular é irritante.

Você já tentou compreender por que ouvir ao acaso uma conversa no celular pode ser tão irritante? Pesquisadores norte-americanos consideram ter encontrado a resposta.

Seja no escritório, em um trem ou no carro, apenas metade da conversa é ouvida, o que requer mais atenção e concentração do que ouvir duas pessoas conversando, de acordo com cientistas da Cornell University.

"Temos menos controle quanto a desviar nossa atenção de meia conversa do que quando ouvimos um diálogo," disse Lauren Emberson, coautora do estudo que será publicado pela revista Psychological Science.

"Como meias conversas causam mais distração e é mais difícil ignorá-las, isso pode explicar porque as pessoas se irritam," disse ela, em entrevista.

No ano passado, os norte-americanos passaram 2,3 trilhões de minutos falando em celulares, de acordo com a CTIA, associação de telefonia móvel dos Estados Unidos --um avanço de 900 por cento ante o total do ano 2000.

Existem 4,6 bilhões de assinantes de serviços de telefonia móvel no mundo, de acordo com a International Telecommunications Union, uma agência das Nações Unidas. Isso equivale a dois terços da população mundial, restando poucos lugares no planeta que não estejam ocupados por pessoas equipadas com celulares.

A China tem o maior número de usuários de celulares, com 634 milhões, seguida pela Índia, com 545 milhões, e pelos EUA, com 270 milhões, de acordo com dados da Central Intelligence Agency (CIA) norte-americana.

Emberson disse que as pessoas tentam compreender a parte da conversa que estão ouvindo e prever o que o participante dirá em seguida.

"Se você ouve meia conversa, recebe menos informação e não é capaz de prever com a mesma eficiência," segundo ela. "Isso requer mais atenção."

As constatações de Emberson e de seu co-autor, Michael Goldstein, se baseiam em pesquisa envolvendo 41 universitários que realizaram exercícios de concentração, por exemplo, acompanhar o movimento de pontinhos, enquanto ouviam conversas telefônicas --por inteiro ou apenas um dos lados.

Os estudantes cometiam mais erros ao ouvir um lado da conversa do que ao ouvi-la por inteiro.

fonte: Reuters.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Campanha de vacinação contra gripe A é prorrogada até 2 de junho e agora inclui crianças menores de 5 anos

A campanha de vacinação contra a gripe suína, gripe A H1N1, foi prorrogada até o dia 2 de junho informou o Ministro da Saúde, José Gomes Temporão, nesta sexta-feira (21). Além do público-alvo já divulgado, o Ministério também ampliou a vacinação para crianças menores de 5 anos a partir de segunda-feira (24).

Cerca de 61 milhões de pessoas já foram imunizadas, ou 70% do público-alvo da campanha. Segundo o Ministério, a vacinação praticamente atinge a maior campanha até então no país, a contra a rubéola (2008), que teve duração de seis meses.

sábado, 22 de maio de 2010

Vida "Sintética"???

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu um estudo à comissão de bioética da Casa Branca nesta quinta-feira sobre as implicações da criação da primeira célula sintética.

As conclusões deverão ser entregues a Obama nos próximos seis meses. O presidente afirmou que a criação da célula artificial levantada "verdadeiras preocupações", porém não especificou quais são elas, segundo informações do jornal norte-americano "The New York Times".

Nesta quinta-feira, cientistas anunciaram a criação da primeira célula controlada por um genoma sintético.

Os especialistas do J. Craig Venter Institute, com sede nos Estados de Maryland e Califórnia, dizem esperar que a técnica possa criar bactérias programadas para resolver problemas ambientais e energéticos, entre outros fins.

O estudo, publicado nesta quinta na edição online da revista científica "Science", representa para alguns especialistas, o início de uma nova era na biologia sintética e, possivelmente, na biotecnologia.

A equipe de pesquisadores, liderada por Craig Venter, já havia conseguido sintetizar quimicamente o genoma de uma bactéria. Eles também haviam feito um transplante de genoma de uma bactéria para outra.

Agora, os especialistas juntaram as duas técnicas para criar o que chamaram de "célula sintética", embora apenas o genoma da célula seja sintético - ou seja, a célula que recebe o genoma é uma célula natural, não sintetizada pelo homem.

"Esta é a primeira célula sintética já criada. Nós dizemos que ela é sintética porque foi obtida a partir de um cromossomo sintético, feito com quatro substâncias químicas em um sintetizador químico, seguindo informações de um computador", disse Venter.

"Isto se torna um instrumento poderoso para que possamos tentar determinar o que queremos que a biologia faça. Temos uma ampla gama de aplicações (em mente)", disse.

Os pesquisadores planejam, por exemplo, criar algas que absorvam dióxido de carbono e criem novos hidrocarbonetos. Eles também estão procurando formas de acelerar a fabricação de vacinas.

Outros possíveis usos da técnica seriam a criação de novas substâncias químicas, ingredientes para alimentos e métodos para limpeza de água, segundo Venter.

fonte: UOL

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Poluição pode gerar problemas para o cérebro

Cientistas em vários estudos pelo mundo sugerem que agentes tóxicos encontrados no ar, como o ozônio, por exemplo, podem prejudicar capacidades cognitivas como a aquisição de vocabulário, tempo de reação a estímulos e talvez até mesmo a ineligência propriamente dita.

Uma das pesquisas realizada pela epidemiologista Frederica Perera, no Columbia Center for Children Environmental Health demonstra esse fato.

O experimento americano foi feito com ciranças de 5 anos expostas a poluentes urbanos conhecidos como hidrocarbonetos policíclicos aromáticos. O resultado do estudo mostra que essas crianças apresentavam quociente intelectual 4 pontos inferior ao do grupo controle, que foi meno exposto à substância.

A alteração de QI é importante e preocupante, pois alterou de forma negativa o desempenho escolar e as notas em testes padronizados.

É... e o pior é que, em grandes centros urbanos, respiramos cada dia píor...

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Fitness estatísticas!

Aí vão algumas informações estatísticas para quem pratique atividade física regular:

1. Mulheres são oito vezes mais propensas a lesões dos joelhos do que os homens.

2. Mulheres são mais sensíveis a lesões dos ombros do que os homens.

3. Alongamento é essencial para a prática de atividade física, regular ou não.

4. Osteoporose pode ser fator gerador de lesões em pacientes que pratiquem atividades físicas mais intensas.

5. Para correr, é mais produtivo e correto tocar primeiramente os dedos dos pés no chão, ao invés dos calcanhares, como se faz quando se anda.

6. Mulheres que caminham pelo menos duas horas por semana reduzem o risco de acidente vascular cerebral em 30%.

7. Andar reduz a taxa de colesterol, de glicose no sangue, a pressão arterial e a formação de placas de gorduras que entopem a artérias.

8 Quer perder peso e não tem como ir à academia, além de ter receio de andar nas ruas? Suba escadas deum prédio, em seu rítmo. Depois desça pelo elevador. A descida pode gerar problemas pelos impactos repetidos para as articulações. A subida tem bem menos riscos.

Hoje é isso!
Até mais!

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Dores de Cabeça: a famosa ATM.



















Vamos por partes: ATM não é nome de doença, como costumam dizer alguns pacientes... "Ah, doutor, eu sofro de ATM!" Nada disso, ATM significa Articulação Têmporo-Mandibular e nela é que podem surgir problemas que geram dores na região cefálica, incluindo face e região craniana propriamente dita. As dores podem ser causadas por uma Disfunção Têmporo-Mandibular, ou DTM.

Existe mais de um tipo de DTM, que pode ser dificuldades para mastigar, para falar e ruídos ou estalos ao abrir a boca. Estatisticamente as mulheres têm o privilégio de ser mais afetadas pela DTM e os adultos jovens são mais afetados, entre 20 e 40 anos de idade. A maior parte dos problemas não está na articulação, mas na musculatura que a envolve.

Tipos de DTM:

1. Muscular - Excesso de tensão muscular, que gera dores difusas.

2. Articular - Defeitos anatômicos ou desgastes que comprometem a articulação.

3. Mista - Mistura das duas dificuldades acima, com sobrecarga para os músculos.

4. Reumática - degeneração do disco e da articulação que gera dor muito intensa.

Tratamentos:

1. Placa de mordida - para quem sofre de bruxismo (range os dentes à noite), com orientação do odontologista.

2. Reabilitação Funcional - com auxílio de fonoaudiólogo; uma espécie de fisioterapia.

3. Medicamentos - com orientação médica, como auxiliares para alívio das dores e relaxamento muscular.

4. Ultrassom - para alívio da inflamação e das dores locais.

5. Laser - como antiinflamatório.

6. Cirurgia - apenas para casos graves, quando é necessário "consertar" a articulação.

terça-feira, 18 de maio de 2010

Queijo especial pode prevenir infecções e doenças na velhice

Um queijo especial desenvolvido por pesquisadores finlandeses, contendo bactérias probióticas, pode ajudar os idosos a combater infecções e doenças, segundo estudo recentemente publicado na revista científica Immunology & Medical Microbiology. De acordo com especialistas da Universidade de Turku, esse tipo de bactéria ajuda a regular o trato gastrointestinal - principal entrada de bactérias na corrente sanguínea e onde 70% das células imunoglobulinas são criadas - e afeta o sistema imunológico. E isso pode ser importante no combate a deterioração do sistema imunológico associado ao envelhecimento e que precede doenças infecciosas, inflamações crônicas e cânceres.

A pesquisa avaliou o sangue de idosos com mais de 70 anos que moravam em um asilo finlandês - a alguns foi dada uma fatia de queijo especial por quatro semanas no café da manhã, enquanto outros comeram uma fatia de queijo normal todos as manhãs durante o estudo. E os resultados “demonstraram que a ingestão regular de queijo probiótico pode ajudar a impulsionar o sistema imunológico e que incluí-lo em uma dieta regular pode ajudar a melhorar as respostas imunes dos idosos a desafios externos”.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Fibras na alimentação

Os últimos estudos sobre alimentação entre brasileiros demonstram que não temos uma dieta adequada em termos de fibras.

Deveríamos consumir 25 g de fibras ao dia, mas consumimos apenas 15, em média. Um detalhe é que as mulheres são as mais displicentes - depois reclamam dos intestinos...

Para alcançar a médica necessária, tente comer um prato de sobremesa de salada no almoço e no jantar, além de legumes cozidos e pelo menos duas frutas ao dia, todo dia, sem exceção.

Mas sem exageros, pois o excesso leva nutrientes embora, como o cálcio, o ferro e o zinco, além de causar desconforto abdominal.

Como sempre, nem demais nem de menos, certo?

sábado, 15 de maio de 2010

Albumina do ovo: importante para nossa nutrição!

A clara de ovo tem o poder de prolongar a saciedade, entre outras qualidades. e isso faz muita diferença na hora de perder alguns quilos.

Um novo estudo, da Universidade de Cnnecticut, nos EUA, analisou o "café da manhã" de 21 homens com idades entre 20 e 70 anos, sendo que parte deles se alimentou com ovos e os demais comeu o pão típico americano. Após um dia, observou-se que quem comia o ovo de galinha sentia-se mais satisfeito e não tinha necessidade de comer muitas calorias durante o dia.

Alguns cientistas já estimam que a albumina presente na clara do ovo seria a responsável por esta proeza.

A albumina é uma proteína de grandes qualidades, particularmente por ter em sua estrutura alguns aminoacidos chamados essenciais, isto é, que não são produzidos pelo próprio organismo humano, mas que têm funções importantes para o metabolismo, fazendo parte, por exemplo, da formação de alguns neurotransmissores.

Isso, por si, já faz alguma diferença para o controle e regulação do apetite, pois essas substâncias "avisam" o cérebro que não é necessário ingerir mais alimntos e gerando a sensação de saciedade.

Mas, se a clara de ovo for ingerida em excesso, pode causar desconforto digestivo, com formação de gases.

Uma das funções mais importantes da clara de ovo é reforçar os músculos, pois seus aminoacidos ficam à disposição do organismo para a reconstrução celular.

Mas não se pode fazer da clara de ovo uma única fonte de proteínas e, além disso, devemos lembrar de que ela tem um problema: é alergênica, isto é, pode provocar reações alérgica, sendo a pele o mais afetado órgão quando esta alergia se manifesta.

Mais um detalhe: a sobrecarga de albumina pode gerar problemas nos rins e no fígado, órgãos onde a albumina é metabolizada!

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Estatinas... Tratamento do Colesterol.

As estatinas são substância originalmente utilizadas para o tratamento de elevação do colesterol, mas têm sido indicadas para o tratamento de prevenção de doenças cardíacas ou coronarianas.

Isso acontece após uma pesquisa envolvendo quase dezoito mil pacientes que tinham perfil "coronariano", isto é potencialmente arriscados a ter doenças das coronárias.

Sabe-se, a partir deste estudo, que há uma redução significativa de cerca de 40% de coronariopatias.

As estatinas agem no fígado, inibindo uma enzima responsável pela síntese de colesterol e, com isso, baixam o teor dessa gordura na circulação sangüínea.

Para muitos especialistas da área da cardiologia, em função dos pequenos efeitos colaterais destas drogas, compensam os riscos por conta da enorme proteção cardíaca que promovem.

Mas nota-se alguma resistência por parte de médicos e pacientes quanto ao seu uso preventivo, por conta de ignorância (no bom sentido) sobre as ações e benefícios estudados largamente com relação a elas. Devemos lembrar um aforismo que diz que "contra fatos, não há argumentos", certo?

Procure seu clínico ouseu cardiologista para avaliar sua necessidade de uso de um estatina.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Médicos tentam zerar fila para transplante de córnea, de 23 mil hoje...

Um brasileiro espera três anos, em média, por um transplante de córnea. Ao menos 22.700 pessoas aguardam hoje nessa fila, segundo dados do primeiro semestre de 2009.

Agora, o CBO (Conselho Brasileiro de Oftalmologia), em parceria com a câmara técnica do Conselho Federal de Medicina, concluiu documento em que estipula a meta de zerar em oito meses a fila do transplante.

Para alcançar a meta, os conselhos dependem do aval do Sistema Nacional de Transplantes, vinculado ao Ministério da Saúde, e da liberação de R$ 2,3 milhões. A verba seria usada na criação de bancos de olhos e na capacitação.

Para chegar a esses números, o CBO fez um raio-X da situação do Brasil e identificou os principais gargalos. O maior é armazenar as córneas para dar tempo de fazer a cirurgia. Outro gargalo é a falta de bancos de olhos no país: até o meio do ano passado, o Brasil possuía 30 bancos -sete deles no Estado de São Paulo.

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Algumas Verdades e Mitos, para se distrair um pouco...

A luz da tela de computadores e a "luz fria" de escritórios causam fotoenvelhecimento?
Mito. A quantidade de radiação ultra-violeta emitida pela tela dos computadores e pela luz fria é muito pequena e insuficiente para causar danos à pele.

Desodorante anti-transpirante provoca câncer de mama?
Mito. Não existe nenhuma relação entre o uso do desodorante anti-transpirante e o surgimento de câncer de mama. Este tipo de desodorante pode provocar um quadro obstrutivo das glândulas sudoríparas das axilas, formando nódulos inflamados e dolorosos na região. Saiba mais sobre a hidradenite.

Pele oleosa envelhece menos?
Verdade. A pele oleosa é mais resistente à ação dos raios ultra-violeta do sol e sofre menos os seus efeitos danosos, principais responsáveis pelo envelhecimento cutâneo.

Acima do FPS 15 todos os filtros solares são iguais?
Mito. O filtro solar com FPS 15 já bloqueia a maior parte dos raios ultra-violeta. Entretanto, quanto maior o fator de proteção, maior será o tempo de ação do filtro solar. Saiba mais sobre Filtros Solares e FPS.

Mesmo filtros solares de fps alto devem ser reaplicados a cada 2 horas?
Verdade. Se a pessoa vai ficar exposta ao sol após um intervalo de tempo superior a 2 horas desde a última aplicação do filtro solar, deve reaplicá-lo para obter uma proteção eficaz e atingir o fps do protetor.

Câmaras de bronzeamento fazem mal à pele?
Verdade. A exposição aos raios ultra violeta provenientes do sol ou das câmaras de bronzeamento são danosos à pele, desencadeando o fotoenvelhecimento e predispondo-a ao câncer de pele.

Os cremes auto-bronzeadores fazem mal à pele?
Mito. A não ser que a pessoa tenha alergia ao produto que está utilizando, os cremes bronzeadores não fazem mal à pele, pois apenas pigmentam a última camada da epiderme, conferindo coloração semelhante ao bronzeado.

Usar hidratantes após o sol evita o envelhecimento da pele?
Mito. A hidratação não vai evitar o envelhecimento da pele, combaterá apenas o seu ressecamento. Outras medidas devem ser tomadas para se evitar o envelhecimento cutâneo.

Proteger a pele do sol no dia a dia pode retardar o surgimento das rugas?
Verdade. A principal causa do envelhecimento da pele é a sua exposição aos raios ultra-violeta do sol (fotoenvelhecimento) e o uso frequente de proteção solar retarda o envelhecimento cutâneo.

O Botox (toxina botulínica) deixa a pessoa sem expressão?
Mito. Quando o procedimento é realizado sem exagero, tratando apenas os grupamentos musculares que produzem mais rugas, a expressão da pessoa não é afetada. Vale a pena lembrar que nem todas as pessoas formam "pés de galinha" ao sorrir, portanto, porque o uso do Botox tiraria a expressão? Saiba mais sobre o Botox.

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Descoberta substância que trata depressão em pacientes de Parkinson.

O pramipexol, um agonista dopaminérgico, pode ser útil para combater a depressão em pacientes com mal de Parkinson, segundo um estudo publicado na revista científica "The Lancet".

Aproximadamente 35% das pessoas que têm a doença sofrem de depressão.

Estudos anteriores demonstraram que os agonistas dopaminérgicos, como o pramipexol, que contrasta com a diminuição da produção de dopamina no cérebro, são eficazes para atenuar os sintomas de depressão na maioria das pessoas que não têm Parkinson.

Uma equipe da Universidade de Nápoles, liderada pelo neurologista Paolo Barone, iniciou uma pesquisa na qual participaram 296 pacientes procedentes de 12 países europeus e da África do Sul, com objetivo de buscar provas de que essa substância também pode ajudar a tratar pacientes de Parkinson.

Do total, 144 tomaram pramipexol e os 152 restantes um placebo, e ficou constatado que diminuiu muito os sintomas de depressão em 80% dos pacientes que tomaram o princípio ativo.

No entanto, efeitos colaterais como náuseas, enjôos e dores de cabeça, também foram sentidos entre os pacientes que tomaram a substância.

Segundo os autores da pesquisa, o estudo demonstra que este tipo de tratamento deveria começar a ser considerado para os doentes de Parkinson que tenham sintomas fortes de depressão.

Perder peso rapidamente é a chave para manter o emagrecimento...

A melhor forma de manter o peso após o emagrecimento, ao contrário do que se acreditava, é perder peso rapidamente nos estágios iniciais de tratamento contra a obesidade, e não gradualmente, segundo recente estudo da Universidade da Flórida, nos EUA.

A pesquisa incluiu 262 mulheres obesas de meia idade que participaram de um programa de emagrecimento que incluía o incentivo a comer menos calorias e a aumentar a intensidade dos exercícios, com o objetivo de perder 450 gramas por semana. E os resultados indicaram que aquelas que perderam cerca de 680g por semana no primeiro mês tinham maior probabilidade de manter o peso em longo prazo, comparadas àquelas que perderam menos peso.

De acordo com os autores, as mulheres com rápida perda de peso no primeiro mês eram cinco vezes mais propensas a manter 10% da perda de peso em 18 meses, contrariando as crenças de que uma perda gradual aumentaria as chances de sucesso no tratamento. Porém, mais estudos são necessários para confirmação dos resultados e para desvendar suas razões.

sábado, 8 de maio de 2010

Estresse no trabalho afeta mais o coração da mulher com menos de 50.

O estresse no trabalho aumenta o risco de doença cardíaca em mulheres com menos de 50 anos, segundo um estudo feito com mais de 12 mil enfermeiras.

A pesquisa, realizada na Dinamarca e publicada na revista científica "Occupational and Environmental Medicine", sugere que a pressão no trabalho tem maior efeito sobre a saúde de mulheres mais jovens do que nas que chegaram aos 50 ou 60 anos.

Segundo os pesquisadores do Glostrup University Hospital, outros fatores de risco podem ter papel mais importante no desenvolvimento de problemas cardíacos nas mulheres mais velhas.

A entidade beneficente britânica British Heart Foundation recomenda que pessoas que estão sofrendo estresse no trabalho tentem lidar com o problema de maneira positiva.

Estudos anteriores já tinham ligado a tensão no trabalho a um aumento de riscos de problemas cardíacos nos homens, mas poucas pesquisas haviam sido feitas investigando o impacto do estresse sobre as mulheres.

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Dores de cabeça causadas por sexo

Uma pesquisa americana da National Headache Foundation (Fundação Nacional para a Dor de Cabeça) que analisou 170 pacientes que se queixavam desta condição fez uma descoberta interessante: 46% dos pacientes informavam terem dores de cabeças (ou cefaléia) relacionadas com o ato sexual.

Foram incluídas na pesquisa realizada pela Internet 182 pessoas, na sua maioria mulheres, e com idades de 21 anos ou mais. Praticamente todos os participantes – 96% - se queixavam de dores de cabeça por qualquer causa. A mesma porcentagem de indivíduos dizia ser sexualmente ativa.

Em relação aos 46% dos indivíduos que diziam terem dores de cabeça relacionadas com o sexo, na maioria das vezes a dor surgia após a relação. Devido ao surgimento da dor de cabeça, 40% dos indivíduos com cefaléia relacionada ao sexo foram levados a diminuir sua atividade sexual.

Mas nem todos têm dores de cabeça causadas pelo sexo – de fato, 20% dos participantes notaram uma diminuição de suas crises de cefaléia ao terem sexo, e 6% deles informaram um aumento da atividade sexual para abrandar suas dores.

Fonte: National Headache Foundation survey on sex and headaches. Feb 2008.

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Dormir pouco pode levar à morte prematura...

Pesquisadores italianos e britânicos afirmaram que pessoas que dormem menos de seis horas por noite poderão ter uma morte prematura.

De acordo com um estudo feito pelos cientistas da Universidde de Warwick em colaboração com a Universidade de Medicina Federico 2º em Nápoles, Itália, pessoas que regularmente dormem menos que seis horas por noite têm chances 12% maiores de morrer em um período de 25 anos do que as pessoas que dormem o período ideal, de seis a oito horas.

O estudo, publicado na revista especializada Sleep, analisou os padrões de sono e mortalidade de 1,3 milhão de pessoas compilados em 16 pesquisas anteriores da Grã-Bretanha, Estados Unidos, países da Europa e da Ásia. Estas pessoas foram acompanhadas durante 25 anos - mais de 100 mil mortes foram registradas entre elas.

Na análise, os cientistas concluíram que a morte prematura pode ter ligações com pouco tempo de sono por noite ou sono excessivo, fora da faixa considerada "ideal", entre seis e oito horas.

Mas, enquanto poucas horas de sono podem ter uma ligação direta com problemas de saúde levando a uma morte prematura, o excesso de sono pode ser apenas um sintoma de outros problemas de saúde já estabelecidos, segundo os pesquisadores.

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Impulsos elétricos em zona cerebral podem curar depressão.

Impulsos elétricos diários durante um certo período, dirigido a uma zona particular do cérebro, podem curar pessoas que sofrem de depressão, inclusive as que tenham testado sem sucesso vários antidepressivos, confirmou um estudo clínico publicado nesta semana.

O tratamento tem por objetivo reativar circuitos cerebrais que regulam o humor visando à parte alta do lado esquerdo do cérebro, com uma bobina eletromagnética que emite 3.000 impulsos durante uma sessão de 37,5 minutos.

Estes cuidados podem ser administrados de forma segura no consultório de um médico, com poucos efeitos secundários, ao contrário das estimulações do cérebro mais intensas como os eletrochoques.

Os pesquisadores estudaram 190 pacientes, tratando a metade com o TMS e a outra metade com uma TMS simulada, diariamente, por 37,5 minutos durante três semanas.

Ao final desse período, 14% dos participantes que receberam o tratamento havia superado sua depressão, comparado com os 5% do outro grupo.

Os pacientes em ambos os grupos informaram, no geral, efeitos colaterais como dor de cabeça e contrações oculares.

Em uma segunda fase, todos os pacientes foram tratado com uma TMS. Trinta por cento saíram da depressão.

terça-feira, 4 de maio de 2010

Prevenção do câncer

A seguir algumas sugestões para reduzir o risco de câncer, publicadas em um site chamado nutritips. Gostei e republico!

Gordura Corporal: Seja o mais magro quanto possível dentro dos limites normais de peso corporal. Evite o ganho de peso e aumentos na circunferência da cintura ao longo da fase adulta.

Atividade Física: Mantenha-se fisicamente ativo como parte da rotina diária. Seja moderadamente ativo fisicamente, o equivalente a uma caminhada acelerada por no mínimo 30 minutos todos os dias. À medida que seu condicionamento físico melhorar, procure exercitar-se moderadamente por 60 minutos ou mais, ou por 30 minutos ou mais, de atividade física vigorosa todos os dias. Limite hábitos sedentários tais como assistir à televisão.

Alimentos e bebidas que promovem o ganho de peso: Limite o consumo de alimentos com alta densidade energética (ex: Bolachas recheadas). Evite bebidas açucaradas. Consuma alimentos do tipo fast-food raramente ou nunca.

Alimentos de origem vegetal: Consuma principalmente alimentos de origem vegetal. Consuma, pelo menos, cinco porções (no mínimo, 400g) de hortaliças sem amido e de frutas variadas todos os dias. Consuma cereais (grãos) pouco processados e/ou leguminosas em todas as refeições.

Alimentos de origem animal: Limite o consumo de carne vermelha e evite carnes processadas (embutidos). Pessoas que comem carne vermelha regularmente devem consumir menos de 500g por semana, incluindo pouca ou nenhuma quantidade de carne processada.

Bebidas alcoólicas: Limite o consumo de bebidas alcoólicas. Se bebidas alcoólicas são consumidas, o consumo deve ser limitado a não mais do que dois drinques por dia para homens e a um drinque por dia, para mulheres.

Preservação, processamento e preparo: Limite o consumo de sal. Evite cereais e grãos mofados. Limite o consumo de alimentos processados com adição de sal para assegurar uma ingestão de menos de 6g (2,4g de sódio) por dia.

Suplementos alimentares: Ter como objetivo o alcance das necessidades nutricionais apenas por intermédio da alimentação. Suplementos nutricionais não são recomendados para a prevenção do câncer.

Recomendações especiais:

Amamentação: Ter como objetivo amamentar as crianças exclusivamente até seis meses e continuar com alimentação complementar, a partir de então.

Sobreviventes de Câncer: siga as recomendações de prevenção de câncer.Todos os sobreviventes de câncer devem receber assistência nutricional de um profissional apropriadamente treinado.Se for capaz de fazê-lo e, a não ser que aconselhado de outra maneira, tenha como objetivo o cumprimento das recomendações de alimentação, peso saudável e atividade física.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Aparelho ajuda cientistas a 'enxergar' gordura dentro do corpo

Um estudo realizado na Grã-Bretanha está fornecendo imagens inéditas para que cientistas analisem com mais precisão os efeitos do excesso de gordura no organismo.

Graças a um aparelho especial de ressonância magnética, que permite realizar imagens do corpo inteiro de um paciente, o painel interdisciplinar que realiza a pesquisa pode visualizar com clareza o depósito de gordura em torno de órgãos vitais de pessoas acima do peso.

O estudo, iniciado há dez anos e financiado pelo Medical Research Council britânico, pretende ajudar especialistas em obesidade a desenvolver uma metodologia para ajudar seus pacientes a lutar contra o problema.

O acúmulo de gordura em torno de órgãos como o coração, o fígado e os pulmões, por exemplo, pode levar a problemas cardíacos e respiratórios.

Mas o estudo sugere que a gordura instalada em outras partes do corpo, como abdômen, joelhos, pés, pescoço e bacia pode incentivar o surgimento de problemas como câncer, artrite, infertilidade, depressão, dificuldades de locomoção, dores de cabeça e varicose, entre outros.

Às vezes eu me pergunto: "para quê comer mais do que preciso?". Mas eu ainda não sei responder...

domingo, 2 de maio de 2010

Natação pode ser benéfica para os bebês

Crianças que fazem aulas de natação quando bebês têm vantagens em relação às outras em equilíbrio e força da mão aos cinco anos de idade, segundo pesquisa da Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia. Comparando 19 bebês “nadadores”, com outros 19 que não praticavam natação, os especialistas notaram que aqueles que fizeram aulas de natação dos dois aos sete meses de vida tiveram melhores resultados, aos cinco anos, em testes que incluíam ficar nas pontas dos pés, em um pé só, pular corda, rolar uma bola e segurar um saco de feijão.

Os bebês nadadores tiveram aulas duas horas por semana, com os pais ajudando os bebês a fazerem cambalhotas sobre um tapete de flutuação, a mergulharem na água, a saltarem da beira da piscina e a se equilibrarem para tentar alcançar objetos flutuantes.

Publicados na edição de maio da revista especializada Child: Care Health and Development, os resultados mostraram que os bebês nadadores são melhores em equilíbrio e em segurar objetos.

sábado, 1 de maio de 2010

Aprovada vacina contra câncer de próstata...

O primeiro tratamento contra o câncer de próstata que usa o sistema imunológico para combater a doença recebeu hoje aprovação do governo norte-americano, oferecendo uma importante alternativa para tratamentos mais intensivos como a quimioterapia.

A vacina Provenge, da Dendreon Corp., prepara o sistema imunológico para lutar contra os tumores. O remédio é chamado de "vacina", embora trate a doença em vez de preveni-la. Os médicos vêm tentando desenvolver esse tipo de terapia há décadas e a Provenge é a primeira a conseguir a aprovação da a agência que regula alimentos e remédios no país, o FDA.