Pesquisar este blog

sábado, 15 de abril de 2017

Vacinação contra a gripe pode prevenir mortes associadas à influenza em crianças e adolescentes


O acompanhamento de óbitos pediátricos associados à gripe confirmados em laboratório desde 2004 mostrou que a maioria das mortes ocorre em crianças não vacinadas. Este estudo com publicação online pelo periódico Pediatrics avaliou se a vacinação contra a gripe reduziu o risco de morte associada à influenza em crianças e adolescentes.

Realizou-se uma análise de coorte comparando a adoção de vacinação entre crianças que apresentaram mortes associadas à gripe confirmadas laboratorialmente com a cobertura vacinal estimada entre as coortes pediátricas nos Estados Unidos. A vacinação de casos e o estado de alto risco foram determinados por investigação de caso. As estimativas de cobertura da vacinação contra a gripe foram obtidas a partir de dados de pesquisas nacionais ou de uma base de dados nacional de planos de saúde.

Foram estimados odds ratios de regressão logística comparando as probabilidades de vacinação entre os casos e controles. Utilizou-se métodos bayesianos para calcular intervalos de confiança (IC) de 95% para a eficácia da vacina (VE), calculada como (1 - odds ratio) × 100.

De julho de 2010 a junho de 2014, 358 mortes pediátricas associadas à gripe confirmadas por laboratório foram relatadas entre crianças de 6 meses a 17 anos. O estado de vacinação foi determinado para 291 mortes; 75 (26%) receberam a vacina antes do início da doença.

A cobertura média de vacinação nas coortes da pesquisa foi de 48%. A VE global contra a morte foi de 65% (IC 95%, 54% a 74%). Entre 153 mortes em crianças com condições médicas subjacentes de alto risco, 47 (31%) foram vacinadas. A VE entre crianças com alto risco foi de 51% (IC 95%, 31% a 67%), comparado com 65% (IC 95%, 47% a 78%) entre crianças sem condições de alto risco.

Conclui-se que a vacinação contra a gripe foi associada com a redução do risco de morte pediátrica associada à gripe confirmada laboratorialmente. O aumento da vacinação contra a gripe poderia prevenir mortes associadas à influenza em crianças e adolescentes.



Fonte: Pediatrics, publicação online de 03 de abril de 2017
Postar um comentário