Pesquisar este blog

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Creatinofosfoquinase ou CPK


A Creatina Quinase (CK), Creatinofosfoquinase ou Creatina Fosfoquinase (CPK) é uma enzima presente em vários tecidos e tipos de célula.

A CK catalisa a conversão da creatina e consome trifosfato de adenosina (ATP) para criar fosfocreatina (PCr) e difosfato de adenosina (ADP).

Esta reação da enzima CK é reversível e, assim, o ATP pode ser gerado a partir de PCr e ADP.

Ou seja, é uma enzima, uma proteína envolvida com a geração de energia em nosso organismo.

Em tecidos e células que consomem ATP rapidamente (músculo esquelético, cérebro, fotorreceptores da retina, células ciliadas do ouvido interno, espermatozóides e músculo liso) a fotocreatina serve como um reservatório de energia para regeneração rápida in situ, bem como para transporte de energia intracelular pelo circuito PCr.

Isso torna essa enzima importante para esses tecidos.

Clinicamente, a Creatina quinase é usada em testes de sangue como um marcador do infarto do miocárdio, rabdomiólise, distrofia muscular, inflamações musculares autoimunes e falência renal aguda.

São várias as causas de CPK elevada, estando entre elas:

Miopatias (doenças musculares)
Esclerose Lateral Amiotrófica - Há um pequeno aumento nos níveis de CPK em pouco mais da metade dos casos;
Atrofia Muscular Espinhal - Pequena elevação em cerca de 30% dos casos;
Distrofia muscular de Duchenne - Os níveis de CPK podem estar 20 a 200 vezes acima do normal.
Exercício físico intenso (atletas, trabalhadores braçais). Após exercício físico, a CPK fica imediatamente elevada, podendo permanecer alterada por até 7 dias
Injeção intramuscular, acupuntura, eletromiografia de agulha
Alcoolismo Crônico
Traumas musculares
Uso de medicamentos como estatinas, clofibrato
Hipotireoidismo
Hipertermia Maligna
Acidente vascular cerebral (AVC)
Infarto agudo do miocárdio (ataque cardíaco)
Edema pulmonar
Trabalho de parto.

A CPK (creatinofosfoquinase) é encontrada em concentrações relativamente altas nos tecidos do coração, músculo esquelético e cérebro. Depois de alguma isquemia, lesão ou inflamação muscular, a CPK é liberada na corrente sanguínea, deixando os seus níveis elevados.

Entretanto, o exame de CPK serve principalmente para diagnosticar lesões e doenças da musculatura esquelética, além de infarto agudo do miocárdio​.
Postar um comentário