México é o primeiro país a autorizar a comercialização de uma vacina contra a dengue


A Federal Commission for the Protection against Sanitary Risks (COFEPRIS) aprovou a Dengvaxia®, vacina tetravalente contra a dengue, para a prevenção da doença causada por todos os quatro sorotipos do vírus da dengue em pré-adolescentes, adolescentes e adultos, de 9 a 45 anos de idade, que vivem em áreas endêmicas. Esta vacina começou a ser desenvolvida há 20 anos.

A Sanofi Pasteur pediu autorizações em 20 países da Ásia e América Latina e fará o mesmo na União Europeia (2016) e Estados Unidos (2017).

A aprovação da Dengvaxia® pela COFEPRIS é baseada nos resultados de um extenso programa de desenvolvimento clínico envolvendo mais de 40.000 pessoas de diferentes idades, contextos geográficos e epidemiológicos, origens étnicas e sócio-econômicas que vivem em 15 países. Regiões endêmicas de dengue no México participaram em todas as três fases do programa de desenvolvimento clínico para a vacina.

Os testes clínicos demonstram que a vacina é eficaz em 66% dos indivíduos a partir dos nove anos de idade. No caso da dengue hemorrágica, esta porcentagem aumenta para 93%.

A dengue causa cerca de 400 milhões de novas infecções por ano, incluindo os casos de países desenvolvidos. A doença pode provocar febre, dor nos ossos e nas articulações, hemorragias, podendo levar à morte. Em 50 anos, a dengue se tornou endêmica em mais de cem países de regiões tropicais e subtropicais.

O mosquito transmissor da dengue alimenta-se principalmente ao amanhecer e ao entardecer e pode se reproduzir em quantidades muito pequenas de água parada.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Duloxetina: para tratamento de dores neurogênicas e enxaquecas.

Exame de urina

Equimoses