Carbamazepina


A carbamazepina é um anticonvulsivante.

Foi originalmente usado, e continua sendo, para o tratamento da epilepsia, mas encontra bons resultados para o controle do Transtorno Afetivo Bipolar (antigo PMD).

Além desta indicaçăo pode também ser usado para controlar a agressividade em pacientes com outros tipos de transtornos mentais, como a demęncia, o retardo mental e com pacientes psicóticos.

Também pode ser udado para tratar a síndrome das pernas inquietas, a abstinęncia alcoólica e a neuralgia do trigęmio.

A dose recomendada varia entre 400 e 800mg por dia, acima disto apenas com indicaçăo médica.

Pela sonolęncia que pode causar é recomendável dar a maior parte da dose a noite.

Reaçőes alérgicas na pele com pequenas placas avermelhadas é relativamente comum, mas năo há necessidade de se interromper o tratamento por isso.

Sedaçăo, descoordenaçăo motora, tonteiras, cansaço, enjôo e visăo borrada săo mais comuns de acontecer.

Năo deve ser usado durante o primeiro trimestre da gestaçăo, há evidęncias de má formaçăo fetal.

Só deve ser usado quando o médico responsável julgar que os benefícios compensam os riscos.

O fato de se ter identificado má formaçőes năo significa que isto aconteça sempre, mas somente numa pequena parcela das măes que tomam esse remédio.

Năo deve ser usado junto a antidepressivos do tipo IMAO irreversível.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Duloxetina: para tratamento de dores neurogênicas e enxaquecas.

Exame de urina

Equimoses