Pesquisar este blog

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Artrose de joelho 

A artrose é uma doença de caráter inflamatório e degenerativo das articulações (juntas) do organismo, marcada pelo desgaste das cartilagens que revestem as extremidades ósseas, causando dor e podendo levar a deformidades. 

As articulações mais acometidas pela artrose são as que suportam peso, como a coluna vertebral, os quadris e os joelhos. A doença é também conhecida como osteoartrose ou ostetoartrite (EUA).

Quando não tem uma causa identificável, classifica-se a gonartrose como primária. Quando há uma causa identificável, diz-se que é secundária. 

As causas são numerosas. 

 O excesso de peso é certamente um fator que favorece. 

 Uma anomalia de eixo dos membros inferiores (genu varum ou genu valgum) pode igualmente conduzir a um desgaste da cartilagem. 

Doenças inflamatórias, doenças ósseas (osteonecrose), ou ainda as sequelas de fraturas ao redor do joelho podem ser responsáveis pela gonartrose. 

Pacientes com lesões crônicas de menisco e ligamento também tem um índice aumentado de desenvolver artrose a longo prazo.

A dor ao nível do joelho geralmente é o primeiro sintoma da artrose. Essa dor é de caráter progressivo. 

Acentua-se com a atividade física (degraus, subida e descida de escadas, esportes de contato e movimentos repetitivos) e é diretamente proporcional ao excesso de peso. 

No início dos sintomas o repouso alivia os sintomas.

É a dor, em geral, que conduz o doente a procurar o médico. 

O joelho inchado (derrame articular) é o segundo sintoma. 

O responsável por esse edema é o processo inflamatório da membrana sinovial (membrana que recobre a articulação do joelho). 

Essa reage à presença dos restos cartilaginosos produzindo um líquido viscoso e amarelado. 

Logo que o edema sinovial torna-se importante, a pressão criada acentua as dores que podem ser sentidas pelo doente na parte posterior do joelho. 

Outro sintoma marcante é a perda progressiva do movimento. Nas gonartroses avançadas, a deformidade do membro inferior é o terceiro sintoma. 

As deformidades podem ser em varo (joelho cambota) ou valgo ( joelho em “x”). Estes sintomas vão progressivamente impedir o doente ande normalmente. 

A utilização das bengalas pode tornar-se indispensável. A rigidez articular pode ser o sintoma mais tardio.

Postar um comentário