Pesquisar este blog

domingo, 4 de agosto de 2013

Alergia e Rinite


Resposta alterada do sistema imunológico diante de substâncias que normalmente são inofensivas à maioria dos seres humanos.

A função deste sistema é distinguir o que faz parte do nosso corpo daquilo que nos é estranho; quando detecta um intruso, o organismo age por meio de uma resposta.

Devido à condição genética do indivíduo alérgico, a reação imunológica é exagerada quando a exposição à substância estranha – chamada de alérgenos – se repete.

Isso provoca manifestações clínicas que dependerão da região do organismo em que estas respostas ocorrerem.

Quando esta alergia se manifesta nas narinas, é chamada de rinite alérgica.

Obstrução nasal, espirros freqüentes, prurido nasal e coriza (secreção) clara abundante.

Coceira na garganta e nas orelhas podem estar presentes, assim como alguns sintomas oculares associados: lacrimejamento, prurido, inchaço e vermelhidão nas pálpebras.

Voz desnasalizada, diminuição do olfato, respiração oral, ronco noturno e mau rendimento físico e mental também podem aparecer.

Não é rara a associação da rinite alérgica com outras manifestações alérgicas como asma brônquica, dermatites e conjuntivites alérgicas.

Muito comum que a rinite alérgica tenha como manifestação, também, a dor de cabeça e isso faz as pessoas equivocadamente dizer que são portadoras de sinusite!
Postar um comentário