Pesquisar este blog

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Influenza A



Informações do CREMESP

Influenza A

Médicos devem reforçar necessidade da aplicação da vacina em grupos de risco!


O Estado de São Paulo concentrou 90% das mortes pela gripe A(H1N1) entre janeiro e meados de maio deste ano, de acordo com o Ministério da Saúde.

Dos 61 óbitos em razão da doença, 55 foram em São Paulo.

O Cremesp solicita aos médicos que reforcem a necessidade da vacina contra Influenza em grupos de risco (crianças de até dois anos, trabalhadores de saúde, gestantes, mulheres até 45 dias após o parto, indígenas, idosos e portadores de doenças crônicas).

Também enfatiza a importância dos profissionais encaminharem os pacientes para vacinação, principalmente gestantes e pessoas acima de 60 anos, que estão com índice de adesão muito abaixo do previsto pela campanha.

A vacina de Influenza é composta por fragmentos de vírus inativado. Ela não causa eventos adversos graves, má-formação fetal e nem aborto, e pode ser aplicada em qualquer período da gestação.

A meta de vacinação deste ano no Brasil superou 80% do público-alvo, atingindo 83,7% desse grupo. A previsão é que a campanha de vacinação termine no dia 29 de maio.

Casos confirmados

São Paulo teve 328 casos da gripe A(H1N1), sendo que 55 levaram o paciente a óbito. Em todo o País, foram 388 casos e 61 deles com morte. Em 2012, os 2.614 casos registrados levaram a 351 mortes.

Nos casos de Influenza, o medicamento antiviral Tamiflu (oseltamivir) deve ser utilizado nas primeiras 48 horas após a suspeita da doença, sem necessidade de confirmação por exame laboratorial.
Postar um comentário