Está doente: fique "de cama" somente se realmente for necessário!




Até pouco tempo atrás havia recomendação, inclusive médica, para que o paciente de um quadro grave, como, por exemplo, um problema cardíaco agudo, ficasse em repouso absoluto, por conta de haver receio quanto aos riscos que qualquer atividade lhe prejudicasse ainda mais ou mesmo tirasse sua vida.

Atualmente, recomenda-se a movimentação. Claro, não uma atividade física na academia, praticando corrida, natação ou "pegando peso"! Mas sabe-se que a inatividade absoluta é um perigo, pois coloca o paciente em risco de úlceras de decúbito, pneumonias, tromboses, perda de cálcio, atrofia muscular e outros problemas de saúde.

Só para citar exemplo, uma formação de trombo em um dos membros inferiores pode causar vários problemas para a saúde, já que ele poderá se desprender do local onde foi formado e migrar para alguma região do sistema vascular, causando seríssimos transtornos para o paciente.

Um coágulo pode se instalar, por exemplo, no pulmão e literalmente enfartar, matar, o tecido pulmonar, causando problemas de gravidade variável, com riscos primários e secundários, como, por exemplo, a necessidade de um transplante pulmonar, em função do desenvolvimento de um quadro chamado hipertensão pulmonar.

Não querendo parecer trágico, mas simplesmente prático, recomendo que todas as pessoas se esforcem para caminhar, minimamente, evitando qualquer risco desnecessário para a própria saúde.

Nosso organismo definitivamente não foi projetado para ficar parado. A vida sedentária não é um bem, mas um mal que deve ser combatido.

A atividade física programada e regular, com disciplina, pode evitar muitos problemas para a vida, gerando, inclusive, uma "reserva fisiológica" para que em situações de estresse, de desgaste físico, seja possível enfrentá-los com menor dificuldade ou maior facilidade.

Então: movimente-se!
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Duloxetina: para tratamento de dores neurogênicas e enxaquecas.

Exame de urina

Equimoses