Método de Busquet: o que é?


O método de Busquet é um método fisioterápico inovador, que permite poporcionar ao paciente um tratamento personalizado, abrangente e coerente para desfazer tensões musculares e torná-lo mais relaxado e confortável. O método foi criado pelos fisioterapeutas franceses Leopold Busquet e Michele Busquet.

O funcionamento do corpo é geneticamente programado, baseado na anatomia e fisiologia. Chamam-se cadeias fisiológicas aos circuitos anatômicos através dos quais se propagam as forças organizadoras do corpo que regulam a postura estática e dinâmica e as compensações dela. Assim, também a coreografia dos movimentos depende dessas cadeias.

Há dois tipos de cadeias fisiológicas: (1) as cadeias musculares dinâmicas e (2) as cadeias conjuntivas, viscerais e neurovasculares estáticas. Há também dois sistemas de autorregulação e homeostase: (1) o sistema proprioceptivo e (2) o sistema nervoso autônomo.

Um funcionamento saudável depende do bom desempenho dessas cadeias e sistemas, mas elas também podem causar tensões musculares que perturbam o funcionamento do corpo.

O método de Busquet usa, basicamente, a manipulação manual que deve ser adequada às necessidades do paciente, seja ela terapêutica, preventiva ou relaxante. Deve-se fazer uma avaliação prévia das cadeias musculares estática, de flexão, de extensão, de abertura e de fechamento, visceral e neurovascular.

O método das cadeias fisiológicas coloca em evidência os pontos de tensão em diferentes partes do corpo, ao nível de cada uma das cadeias. Ao contrário do Pilates, por exemplo, a primeira preocupação do método de Busquet é com a terapia manual para soltar as tensões e dar liberdade de movimento. Os movimentos, se necessários, vêm depois.

O fisioterapeuta baseia-se na observação dos pontos de tensão em diferentes partes do corpo do paciente e aplica, em seguida, um método de tratamento manual com objetivo de liberar as zonas de tensão, devolver boa mobilidade aos tecidos, melhorar o funcionamento do corpo e buscar uma melhor estática. O método reduz e elimina as sobrecargas corporais acumuladas no dia a dia, produz relaxamento corporal, diminui o estresse e trata as lesões. Quando as cadeias fisiológicas estão livres e equilibradas, a estática é perfeita e os movimentos são fáceis.

O método consiste numa combinação de técnicas de massagens e alongamentos leves e progressivos sem que haja dor. Desfeitas as tensões, as funções corporais normais entram em ação, eliminando tensões estruturais que estejam na base de disfunções, deformações e dores. O tratamento deve sempre respeitar a idade do paciente, do bebê ao adulto. As sessões demoram cerca de 50 minutos, em média, e devem ser realizadas uma vez por semana, com pelo menos 12 sessões.

O método de Busquet é aplicável a todos aqueles que sofrem disfunções, deformações e/ou dores musculares. O método permite o tratamento de pacientes desde o nascimento até uma idade bem avançada, mais frequentemente:

1.Nos recém-natos trata as tensões geradas pelo nascimento.
2.Nas crianças que apresentam deformações.
3.Nos desportistas para melhorar a confiabilidade e a performance.
4.Nas pessoas de idade, com o intuito de prevenir ou atenuar as disfunções físicas, orgânicas, assim como os efeitos da artrose.

De um modo geral, o método de Busquet não tem contraindicações. No entanto, se há uma doença da base, ela deve ser associadamente tratada pelo médico. Além de ser aplicado para melhorar a postura, reduzir as tensões musculares e melhorar os desempenhos gerais, o método de Busquet pode também ser usado em dores musculares crônicas, dores de cabeça, fibromialgias, contraturas, estiramentos, tendinites, entre outros estados patológicos. O método de Busquet é superior ao RPG e ao Pilates por ser mais global e completo.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Duloxetina: para tratamento de dores neurogênicas e enxaquecas.

Exame de urina

Equimoses