Enxaqueca do final do período menstrual


Estudo observacional retrospectivo, publicado pelo periódico Headache, descreve o que parece ser um transtorno comum de dor de cabeça ainda não tipificado anteriormente, a "enxaqueca do final do período menstrual" (EFPM), assim chamada pela sua ocorrência mensal e imediata aos dias terminais de sangramento menstrual.

Pesquisadores do Carolina Headache Institute Durham, na Carolina do Norte, avaliaram a base de dados clínicos sobre enxaqueca de ocorrência no final do período menstrual (EFPM), consultando pacientes com enxaqueca, menstruação regular e com o código de EFPM utilizado no local do estudo, significando que a afirmação da paciente de que ela tinha enxaqueca no final de cada menstruação eram confirmados pelos dados de calendário menstrual. Os níveis séricos de ferritina estavam disponíveis para todas as mulheres com EFPM.

Entre as 119 mulheres estudadas, 85 tinham menstruação regular e um diagnóstico de enxaqueca, sendo, portanto, apropriadas para esta avaliação. Nesta população selecionada, 30 mulheres (35,3%) tiveram a EFPM confirmada. Vinte e oito dessas 30 pacientes (93,3%) tiveram níveis de ferritina que caíram abaixo do limite desejado de 50 ng/mL (média=21,9 ng/mL) - metade das mulheres tinham níveis que caíram abaixo de 18 ng/mL, o mínimo estabelecido para mulheres.

Os estudiosos esclarecem que a enxaqueca que ocorre no final do período menstrual - nos últimos dias de sangramento ou após o fim do sangramento - não é a mesma coisa que a enxaqueca relacionada ao período menstrual, a qual geralmente ocorre no período entre dois dias antes ou dois dias depois do primeiro dia do sangramento menstrual mensal e é conhecida por ser mediada hormonalmente.

As conclusões da pesquisa mostram que a EFPM é uma queixa comum em mulheres avaliadas para a enxaqueca relacionada ao período menstrual, contudo este novo tipo de enxaqueca ocorre muitos dias após a queda do estrogênio que precipita a enxaqueca relacionada ao período menstrual. Os autores não acreditam que a EFPM seja mediada hormonalmente, mas sim que está causalmente relacionada à perda de sangue menstrual, resultando em uma breve anemia relativa com consequente enxaqueca.

Estudos mais aprofundados são necessários para fundamentar essa associação, pesquisando fatores de confusão e avaliando a resposta à terapia com ferro.


Fonte: Headache (The Journal of Head and Face Pain), publicação online, de 5 de outubro de 2016
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Duloxetina: para tratamento de dores neurogênicas e enxaquecas.

Exame de urina

Equimoses