Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2016

Hepatite B

Imagem
A hepatite B é uma doença infecciosa crônica que ataca o fígado, causada por um vírus transmitido principalmente pelo contato sexual ou por agulhas infectadas e que pode progredir para cirrose hepática ou câncer do fígado.

A hepatite B é causada pelo vírus da hepatite B ou HBV, que desencadeia um processo inflamatório crônico. O vírus pode ser transmitido de doentes ou de portadores assintomáticos para outras pessoas através do sangue, saliva, sémen, secreções vaginais e do leite materno. O contágio pode ocorrer por meio de contato sexual (por isso a hepatite B é considerada uma doença sexualmente transmissível); de agulhas contaminadas; diretamente da mãe para o feto, durante o parto; através de pequenos ferimentos na pele ou nas mucosas e por transfusões de sangue.

A transmissão do vírus HBV é muito mais fácil que a do HIV (vírus causador da AIDS), já que ele persiste por mais tempo fora do corpo e é capaz de sobreviver no ambiente por até uma semana. No entanto, pode ser facilment…

Hepatite A

Imagem
A hepatite A é uma infecção virótica aguda do fígado que evolui para uma cura espontânea em mais de 90% dos casos. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) são registrados 1,4 milhão de novos casos da doença no mundo, todos os anos. No Brasil, entre 2000 e 2011, foram diagnosticados mais de 138 mil casos de hepatite A. Sua incidência é maior nos locais com saneamento básico precário, por isso a região nordeste do Brasil concentra o maior número de casos de hepatite A, seguida pela região norte.

A hepatite A é causada pela ingestão de água ou alimentos contaminados com matéria fecal contendo o vírus da hepatite A (VHA). Esse vírus pode sobreviver fora do corpo por até quatro horas e resiste a temperaturas de até 20 C negativos. Outra forma de transmissão do vírus decorre do fato de alguém infectado com o vírus manipular alimentos sem lavar as mãos após usar o banheiro e entre crianças que levam os brinquedos e as mãos à boca, podendo, dessa forma, ingerir o vírus.

O período de inc…

Provas de Função Hepática

Imagem
As provas de função hepática são exames laboratoriais feitos com o intuito de conferir se o fígado está funcionando normalmente. As verdadeiras provas de função hepática são aquelas que medem a síntese de proteínas produzidas pelo fígado ou a capacidade do fígado para metabolizar drogas. A maioria dos testes normalmente utilizados mede lesão hepatocelular, em vez de função hepática, de modo que a denominação “provas de função hepática” não é inteiramente correta, embora consagrada.

A avaliação dos exames é mais importante quando se analisa a taxa de mudança ao longo do tempo, correlacionando com dados clínicos dos pacientes. Por exemplo, se há flutuação leve, aumento ou diminuição progressiva.

As provas de função hepática frequentemente fazem parte da linha de investigação de um grande número de diferentes situações clínicas. Elas não são específicas para sistemas e doenças determinadas, mas a anormalidade delas pode indicar condições significativas ou graves. No entanto, quando comb…

Montelucaste de Sódio

Imagem
O montelucaste de sódio é um antagonista do receptor de leucotrienos que bloqueia as substâncias chamadas leucotrienos.

Os leucotrienos causam estreitamento e inchaço das vias aéreas dos seus pulmões.

Os leucotrienos também causam sintomas alérgicos.

O bloqueio da ação dos leucotrienos melhora os sintomas de asma e rinite alérgica e ajuda a evitar as crises de asma.

Ele não é indicado para o tratamento de crises agudas de asma.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas.

A dose para adultos e adolescentes com idade a partir de 15 anos para tratamento de asma e/ou rinite alérgica é de um comprimido de 10 mg diariamente.

Os pacientes com asma devem tomar montelucaste de sódio diariamente, ao anoitecer.

Os pacientes com rinite alérgica devem tomar montelucaste de sódio uma vez ao dia, conforme a prescrição médica.

Sempre tenha com você medicamentos inalatórios de resgate para o caso de crises de asma.

Não tome doses adicionais de montelucaste de sódio com interva…

Nutrição Enteral

Imagem
Nutrição enteral é a administração de alimentos feita através de uma sonda posicionada no estômago, no duodeno ou no jejuno, quando a alimentação pela boca é insuficiente ou impossível. Os alimentos devem estar sob a forma líquida e conter o mesmo valor nutricional que uma alimentação normal e equilibrada. A nutrição enteral ajuda a manter um estado nutricional adequado, evitando assim a perda de peso e uma maior vulnerabilidade às infecções. A nutrição enteral pode ser feita em ambiente hospitalar, domiciliar ou ambulatorial, objetivando a produção ou manutenção dos tecidos, órgãos ou sistemas do organismo.

A nutrição enteral deve ser feita em todas as condições em que a pessoa não consiga tomar normalmente os alimentos por via oral, por alguma condição mecânica ou psíquica anormal da deglutição. Isso pode acontecer em situações como estado de coma, sequela de um acidente vascular cerebral, uma doença desmielinizante, anorexia mental, atresias ou tumores esofágicos, debilidade acent…

A necessidade do hábito da atividade física

Imagem
O início das atividades deve ser gradual e de acordo com a sua capacidade física. Assim, elas não serão um peso para você. Pelo contrário, se você souber aproveitar este momento, elas serão uma fonte de prazer diário.

•Mantenha os exercícios com horários fixos, para que eles se tornem um hábito. Isso fará com que você sinta falta deles o dia que não fizer.

•Utilize escadas ao invés de elevadores e dispense o carro, sempre que possível, para dar uma caminhada.

•Pratique jardinagem, lave o seu carro, leve seu cachorro para passear e faça outras atividades domésticas que sejam interessantes e que ajudem você a se exercitar mais fisicamente.

•Um companheiro ou amigo pode auxiliá-lo incentivando e exercitando-se junto.

•Aproveite seu tempo livre para dançar, pedalar e caminhar em um local onde você tenha contato direto com a natureza.


Quais os benefícios da prática regular de atividades físicas?

•Redução da pressão arterial

•Melhora da resistência insulínica

•Melhora da força muscular e…

Fístulas

Imagem
Uma fístula é qualquer passagem em forma de tubo que comunica anormalmente dois órgãos internos ou que conduzem de um órgão interno para a superfície do corpo.

Algumas vezes as fístulas são feitas cirurgicamente, de modo artificial, para fins de diagnóstico ou de terapia. Outras vezes ocorrem em razão de lesões, doenças ou de anomalias congênitas. As fístulas consequentes a doenças podem ser causadas por doenças como tuberculose, actinomicose, divertículos e outras doenças graves.

Exemplos de algumas fístulas comuns

(1) A fístula anal é um dos tipos mais comuns de fístulas. Geralmente ela se desenvolve como resultado de uma ruptura na parede do canal anal ou do reto ou de um abscesso naqueles locais.

(2) Em mulheres, o trabalho difícil de parto pode resultar na formação de fístula entre a bexiga e a vagina com o extravasamento de urina para dentro da vagina.

(3) Em uma fístula entre a bexiga e o intestino não há passagem de urina da bexiga para o intestino.

(4) Nas fístulas retovagin…

Retinopatia Diabética

Imagem
A retinopatia diabética é uma complicação microvascular que pode ocorrer no diabetes mellitus, afetando a retina, e que pode levar à perda total da visão, sendo a principal causa de cegueira entre adultos acima de 20 anos.

A retinopatia diabética ocasiona rompimento dos vasos sanguíneos da retina, causando hemorragia e infiltração de gordura em seu interior.

O diabetes tipo 1 causa complicações oculares mais frequentes e mais graves, mas o diabetes tipo 2, muito mais incidente, é responsável por um número maior de casos de pacientes com baixa visão em razão da retinopatia diabética.

O tempo de duração do diabetes mellitus é o fator de risco mais importante para a retinopatia diabética. Após 20 anos de evolução do diabetes, esta complicação está presente em praticamente todos os pacientes com diabetes tipo 1 e em 50 a 80% dos pacientes com diabetes tipo 2.

Um segundo fator de risco é o grau de hiperglicemia. Níveis normais ou perto no normal de açúcar no sangue previnem ou retardam…

Síndrome X Doença

Imagem
Os termos síndrome (síndroma ou síndromo) e doença podem ser confusos para o leigo, no entanto, significam coisas muito diferentes. Síndrome (do grego: syndromé = reunião) em medicina descreve um estado mórbido caracterizado por um conjunto determinado de sinais e sintomas clínicos que podem ter causas diversas mas, em geral, não conhecida e não é, pois, uma doença.

Sinal é qualquer manifestação visível ou mensurável de uma alteração orgânica (uma mancha, edema, febre ou um colesterol elevado, por exemplo) que pode ser percebido por outra pessoa sem o relato ou comunicação do paciente. Já o sintoma é uma alteração da percepção de uma sensação, que pode ou não constituir-se no início de uma doença (por exemplo: sede, fome, dor, perda de apetite, fraqueza, tontura, vertigem, delírio, esquecimento, desânimo, alucinação) que somente o paciente consegue perceber.

Doença (do latim: dolentia = padecimento), por sua vez, significa um distúrbio das funções de um determinado órgão, da psique o…

Doença de Lyme

Imagem
A doença de Lyme é uma doença infecciosa transmitida por carrapatos. Ela recebeu esse nome por conta dos diversos casos que ocorreram em 1997, na cidade de Lyme, em Connecticut (EUA).

A doença de Lyme é causada pela bactéria "Borrelia burgdorferi", cuja transmissão se dá por meio de carrapatos. São eles que carregam essas bactérias e que podem transmiti-las para os seres humanos por meio de picadas. A doença de Lyme é mais comum nos Estados Unidos e em algumas regiões central e leste da Europa, bem como o sudeste da Escandinávia e ao norte do Mediterrâneo, em países como Itália, Espanha e Grécia.

A doença de Lyme é transmitida por carrapatos marrons que aderem à pele, por 36 a 48 horas no mínimo, de onde sugam o sangue do hospedeiro. Os locais preferidos do corpo pelos carrapatos são axilas, couro cabeludo e virilha. Quanto menor o carrapato, maiores são as chances de eles transmitirem a doença de Lyme, pois são mais difíceis de serem detectados. Quando são transmitidas, as…

E aí? Pode ingerir bebida alcoólica enquanto toma remédios?

Imagem
Chama-se interação entre álcool e medicamentos aos efeitos do uso concomitante de certos medicamentos com bebidas alcoólicas.

Uma pergunta que as pessoas fazem frequentemente quando estão em uso de alguma medicação é se podem ou não ingerir bebidas alcoólicas estando em uso de um determinado medicamento. Muitas medicações não têm nenhuma interação com o álcool e as que têm podem exibir de efeitos leves a outros extremamente graves e até mesmo mortais.

Algumas vezes, as interações desfavoráveis acontecem não com o álcool, mas com outros componentes das bebidas alcoólicas, como acontece, por exemplo, entre o vinho Chianti e os antidepressivos inibidores da monoamina oxidase. Em quase todos os casos, os resultados da interação dependem das dosagens em que estão sendo usados os dois componentes da interação, o álcool e a medicação.

Os efeitos da interação álcool/medicamentos dependem das doses, do tipo de bebida alcoólica, da idade e da sensibilidade de cada pessoa. O álcool pode alterar…

Paracetamol usado durante a gestação pode estar relacionado a problemas de comportamento na infância

Imagem
Para examinar as associações entre problemas comportamentais na prole e (1) o uso materno do acetaminofeno (paracetamol) durante o pré-natal, (2) o uso materno de acetaminofeno no período pós-parto e (3) o uso de acetaminofeno pelo parceiro, foi realizado um estudo conhecido como Avon Longitudinal Study of Parents and Children (ALSPAC).

De fevereiro de 2015 a março de 2016, foram coletados e analisados dados do estudo ALSPAC, uma coorte prospectiva de nascimentos, incluindo 7.796 mães inscritas nesta pesquisa, entre 1991 e 1992, juntamente com seus filhos e parceiros. O uso de acetaminofeno foi avaliado por preenchimento de questionário na 18ª e 32ª semanas de gravidez e quando a criança tinha 61 meses de vida.

Os principais resultados e medidas foram os relatos maternos de problemas comportamentais, utilizando o questionário Strengths and Difficulties Questionnaire (SDQ) quando as crianças tinham 7 anos de idade. Estimou-se as taxas de risco (RR) para problemas comportamentais em cr…

Dieta DASH

Imagem
A DASH Diet é baseada na pesquisa "Dietary Approches to Stop Hypertension", a qual comprovou que este tipo de alimentação reduz a pressão arterial e o colesterol, além de melhorar a sensibilidade à insulina.

A dieta vai além da redução de sal ou sódio na alimentação. Tem como base a maior ingestão de frutas, vegetais, laticínios desnatados ou semi-desnatados, grãos integrais e pouca carne.

Ela foi desenvolvida para ser flexível o bastante para se encaixar no estilo de vida e preferências alimentares da maioria das pessoas e inclui todos os alimentos saudáveis da dieta mediterrânea.


Tipo de alimento

Número de porções para uma dieta de 1600 a 3100 calorias (1)

Número de porções para uma dieta de 2000 calorias (2)


Grãos e produtos integrais (incluindo pelo menos 3 grãos integrais a cada dia)

6 - 12 por dia (1)

7 - 8 por dia (2)


Frutas

4 - 6 por dia (1)

4 - 5 por dia (2)


Vegetais

4 - 6 por dia (1)

4 - 5 por dia (2)


Laticínios desnatados ou semi-desnatados

2 - 4 por dia (1)

2 -…

Condrossarcoma

Imagem
O condrossarcoma é um tumor cartilaginoso maligno, relativamente raro, que ocorre mais frequentemente nas cartilagens das extremidades ósseas. Descrevem-se quatro tipos de condrossarcoma:

(1) primário,
(2) secundário,
(3) mesenquimal e
(4) desdiferenciado.

Desses, a maioria dos casos é de condrossarcomas primários ou secundários. O mesenquimal e o desdiferenciado são bem mais raros.

O condrossarcoma primário ocorre mais comumente depois da terceira década da vida e acomete frequentemente a pelve ou os ossos longos, particularmente o fêmur e o úmero. Os condrossarcomas primários são originariamente tumores malignos. Os condrossarcomas secundários são aqueles que aparecem devido à transformação maligna dos tumores cartilaginosos ou ósseos, geralmente na segunda metade da vida. Na verdade, o termo condrossarcoma é às vezes usado para definir um grupo heterogêneo de lesões com diversos aspectos morfológicos e comportamento clínico.

O condrossarcoma não é contagioso, mas pode ser tra…

Úlceras de Membros Inferiores

Imagem
As úlceras de perna são feridas das extremidades inferiores das pernas, que na maior parte dos casos se localizam no terço inferior delas, na parte interna, acima dos tornozelos.

Cerca de 85% das úlceras de perna são consequência de má circulação venosa (a grande maioria) ou arterial. As condições mórbidas em que essas úlceras de perna ocorrem são as varizes, a trombose venosa, a aterosclerose, o diabetes mellitus e a hipertensão arterial, entre outras. Uma má circulação venosa crônica é a causa mais comum das úlceras de perna. Ela geralmente ocorre após uma trombose venosa profunda, flebite ou varizes de membros inferiores de longa duração.

A hipertensão venosa prolongada normalmente provoca úlceras de estase, as quais costumam ser precedidas por edema, escurecimento da pele, manchas escuras e enrijecimento e perda da elasticidade da pele. Essa hipertensão ocasiona uma isquemia do tecido gorduroso e da pele, principalmente se o paciente permanece em pé por longos períodos de tempo.

"Canelite"?

Imagem
A canelite é o nome popular da síndrome de estresse do músculo medial da tíbia ou periostite medial de tíbia, uma inflamação que acomete esse osso da perna ou os tendões e músculos que o cercam. A tíbia é o principal osso da perna e a canelite é muito comum, afetando principalmente atletas e dançarinos.

A musculatura da tíbia trabalha de encontro aos grandes músculos da panturrilha e é a última musculatura a aquecer e a primeira a esfriar durante atividades físicas. Portanto, ela é a que mais sofre com o aquecimento e desaquecimento. Já que os músculos da região da tíbia são os últimos a aquecer, vestir meias de cano longo pode ajudar no aquecimento.

As canelites frequentemente afetam os corredores iniciantes, que se empolgam com os treinos e começam a aumentar rapidamente a intensidade dos mesmos. Elas podem ser causadas simplesmente por músculos irritados e inchados, em razão do uso excessivo; por pequeninas rachaduras nos ossos inferiores da perna (fraturas por estresse); por “pés…

Efeitos colaterais do Roacutan, medicamento utilizado para o tratamento de acnes

Imagem
No entanto, o uso do remédio exige cautela, pois podem ocorrer efeitos colaterais. O mais grave é a teratogenia, ou seja, a isotretinoína causa defeitos no feto.

Por isso, o seu uso é proibido em gestantes, sendo imprescindível realizar teste de gravidez nas mulheres, antes de se iniciar o tratamento.

As mulheres que têm vida sexual ativa devem usar 2 métodos anticoncepcionais concomitantes durante e até 30 dias após o término do tratamento.

Caso ocorra gravidez durante o tratamento com Roacutan ou no mês seguinte ao término da medicação, há grande risco de malformações graves do feto e também de aborto espontâneo.

As anormalidades fetais humanas associadas à administração de Roacutan incluem anormalidades do sistema nervoso central (hidrocefalia, malformação/anormalidade cerebelar, microcefalia), dismorfismo facial, fenda palatina, anormalidades no ouvido externo (microtia, canais auditivos externos pequenos ou ausentes), anormalidades oculares (microftalmia), anormalidades cardio…

Estiramento da virilha

Imagem
Os músculos adutores da coxa são estabilizadores do quadril e desempenham importante papel durante da corrida. O estiramento destes músculos é relativamente frequente e acomete entre 10 e 18 % dos esportistas.

A lesão aguda geralmente ocorre durante a atividade física e caracteriza-se por um movimento de abdução forçada contra a resistência (afastamento lateral da coxa). Neste momento o atleta apresenta uma dor súbita na região da virilha, irradiando para a parte medial (interna) da coxa e às vezes para a região abdominal baixa. O hematoma após a lesão é frequente e pode às vezes atingir grandes proporções.


Alguns fatores de risco podem ser apontados nas lesões dos adutores, como a diminuição da força, a limitação no afastamento das coxas e o baixo condicionamento muscular.

Além disto podemos encontrar anormalidades biomecânicas nos membros inferiores, como a pronação excessiva dos pés, a assimetria dos membros inferiores (diferenças de comprimento), o desequilíbrio muscular e a fa…

Infiltrações Articulares

Imagem
As infiltrações articulares são procedimentos realizados em reumatologia ou em ortopedia para diagnóstico e/ou tratamento de artropatias inflamatórias, com a retirada de líquido intra-articular e a aplicação de substâncias terapêuticas, tais como corticoides e ácido hialurônico, por exemplo. Os radioisótopos são pouco utilizados. As infiltrações articulares são utilizadas desde 1951, mas ainda hoje muitas pessoas têm dúvidas quanto à utilização delas.

Diversas são as técnicas utilizadas para cada local de infiltração, além de variações nos medicamentos utilizados. A técnica usualmente utilizada consiste na adequada limpeza e antissepsia da pele e na aplicação de uma anestesia local. Em seguida, faz-se a introdução na articulação da substância com ação anti-inflamatória e analgésica pela mesma agulha da anestesia.

O paciente deve permanecer em repouso por 24 a 48 horas para prolongar ao máximo a difusão do fármaco injetado e potencializar a sua eficácia. Com uma agulha, podem ser reti…

Começam os testes em humanos para avaliar uma vacina experimental contra o Zika vírus

Imagem
O estudo de fase inicial irá avaliar a segurança e a capacidade de gerar uma resposta do sistema imunitário nos participantes que irão receber a vacina experimental. Pelo menos 80 voluntários saudáveis, com idade entre 18 e 35 anos, em três locais de estudo nos Estados Unidos, incluindo o NIH Clinical Center, em Bethesda, irão participar da pesquisa.

Cientistas do NIAID’s Vaccine Research Center (VRC) desenvolveram a vacina, com nome em inglês de “NIAID Zika virus investigational DNA vaccine”, no início deste ano.

O estudo é parte da resposta do governo dos EUA para o atual surto do vírus Zika nas Américas.

De acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças, mais de 50 países e territórios têm transmissão ativa do vírus Zika.

Embora as infecções Zika sejam geralmente assintomáticas, algumas pessoas apresentam doença leve que dura cerca de uma semana.

No entanto, a infecção pelo vírus Zika durante a gravidez pode provocar microcefalia, bem como outros defeitos fetais grav…

Arterite temporal

Imagem
Arterite temporal, também denominada arterite de células gigantes, é uma vasculite da pessoa idosa, com inúmeras manifestações clínicas sendo a principal delas a perda visual.

Quando não tratada pode levar à cegueira irreversível em mais de 50% dos casos, o que geralmente pode ser evitado com o tratamento adequado.

Representa, portanto, uma condição cujo diagnóstico e tratamento devem ser estabelecidos em caráter de urgência.

Apesar de cursar com inúmeras manifestações sistêmicas, muitas delas levam a queixas inespecíficas que são difíceis de valorizar num primeiro momento pela maioria dos médicos clínicos.

Além disso, tais manifestações podem ser de curta duração ou estar ausentes.

Por outro lado, as manifestações neuro-oftalmológicas são muito sugestivas da doença e permitem que se levante a suspeita diagnóstica de imediato.

O oftalmologista, que na maioria das vezes se coloca erroneamente na posição de mero coadjuvante no diagnóstico das afecções sistêmicas, tem nesta condiç…

Os joelhos que estalam

Imagem
Tecnicamente falando, o estalido no joelho se deve a uma crepitação (ruído) provocada pelo atrito da patela (antigamente conhecida como rótula) contra outros ossos da articulação do joelho.

Na observação, o estalo corresponde a um som característico, ouvido pelo próprio paciente e pelas pessoas próximas e sentido como um encaixe de uma engrenagem defeituosa.

O estalido no joelho pode não ser nada sério, mas também pode denunciar uma situação médica importante.

Por isso, é preciso que um médico especialista em ortopedia investigue a situação dos ossos, tendões e ligamentos envolvidos nessa articulação.

O joelho é a articulação do corpo que suporta a maior carga, seja pelo peso normal do corpo (imagine se o indivíduo é obeso!), seja quando o indivíduo tem que carregar muito peso.

Por isso, problemas nos joelhos são comuns e só conseguem melhorar se o indivíduo deixar de ser obeso ou parar de carregar peso.

Com o passar do tempo, a sobrecarga sofrida agrava a situação da articulação…

Gordura Abdominal

Imagem
Adiposidade abdominal é o acúmulo de gordura na parte da frente do abdome, tornando a pessoa “barriguda”. 
Ela contribui para elevar os níveis de colesterol ruim (LDL) e de triglicerídeos, aumentar a resistência à insulina e reduzir o bom colesterol (HDL). Além disso, é o principal risco para doenças cardíacas.

A gordura abdominal masculina localiza-se atrás do músculo reto abdominal. Esse mesmo tipo de gordura também afeta mulheres depois da menopausa.

Ela não pode ser retirada por lipoaspiração porque está dentro do abdômen e envolve as vísceras do aparelho digestivo; ela aumenta o nível de ácidos graxos na circulação e ocasiona uma maior resistência à insulina, gerando um esgotamento das células de Langerhans, podendo conduzir ao diabetes mellitus.

Esses ácidos também provocam uma disfunção do endotélio das artérias (espécie de capa de revestimento interno das artérias), produzindo dilatação e constrição desses vasos. Essa disfunção pode elevar a pressão arterial e favorecer a ob…

A pílula do dia seguinte

Imagem
A pílula do dia seguinte é um contraceptivo de emergência, portanto deve ser utilizada somente em último caso.

Nos Estados Unidos a chamam de "plano B".

Ela deve ser usada quando, por exemplo, a camisinha estoura no momento da ejaculação.

Ou então quando a menina se esquece de tomar a pílula anticoncepcional durante dois, três dias e só se lembra no momento do coito.

Em casos de estupro ela também é amplamente utilizada.

Portanto, não se deve fazer de seu uso um hábito nem tomar mais que uma dose por mês.

É importante ressaltar a importância desse medicamento na vida das mulheres, pois ele tem diminuído em mais de 50% a taxa de gravidez indesejada e evitado milhares de abortamentos.

Mulheres com distúrbios metabólicos, principalmente insuficiência hepática e tromboembolismo venoso devem evitar tomar o medicamento. É importante conversar com um médico antes.

Não é recomendado que seja tomada com frequência, pois ela perde a eficácia, aumentando o risco de gravidez. A…