Mais uma notícia "dura de engolir"!


A Agência Internacional de Investigação sobre Câncer (IARC), agência do câncer da Organização Mundial da Saúde, avaliou a carcinogenicidade do consumo de carne vermelha e carne processada.

Depois de uma profunda revisão da literatura científica, um grupo de 22 especialistas de 10 países reunidos pelo Programa de Monografias IARC classificou o consumo de carne vermelha como provavelmente cancerígeno para os seres humanos (Grupo 2A), com base em evidências limitadas.

Esta associação foi observada principalmente para o câncer colorretal, mas as associações também foram vistos para câncer de pâncreas e câncer de próstata.

A carne processada foi classificada como carcinogênico para humanos (Grupo 1), com base em provas suficientes de que o consumo de carne processada provoca câncer colorretal em humanos.

Os peritos concluíram que cada porção de 50 gramas de carne processada ingerida diariamente aumenta o risco de câncer colorretal em 18%.

"Para um indivíduo, o risco de desenvolver câncer colorretal por causa de seu consumo de carne processada permanece pequeno, mas este risco aumenta com a quantidade de carne consumida," diz o Dr. Kurt Straif, Chefe do Programa de Monografias IARC. "Tendo em vista o grande número de pessoas que consomem carne processada, o impacto global sobre a incidência de câncer é de importância para a saúde pública".

O estudo considerou mais de 800 estudos que investigaram associações de mais de uma dúzia de tipos de câncer com o consumo de carne vermelha ou de carne processada em muitos países e populações com diferentes dietas. A evidência mais influente veio de grandes estudos prospectivos de coorte realizados nos últimos 20 anos.

Os resultados corroboram as mais atuais recomendações de saúde pública para limitar a ingestão de carne. No entanto, a carne vermelha tem valor nutricional importante. É preciso que os governos e as agências reguladoras internacionais realizem avaliações de risco, a fim de equilibrar os riscos e os benefícios de comer carne vermelha e carne processada e para fornecer as melhores recomendações dietéticas possíveis, segundo informam os pesquisadores.

A carne vermelha refere-se a todos os tipos de carne de músculo de mamíferos, como carne bovina, vitela, porco, cordeiro, carneiro, cavalo e de cabra.

Carne processada refere-se a carne que tenha sido transformada através de salga, secagem, fermentação, fumo ou outros processos para realçar o sabor ou melhorar a preservação. Exemplos de carne processada incluem bacon, salsicha, presunto, carne enlatada, carne seca ou charque, bem como preparações à base de carne e molhos.

FOnte: World Health Organization (WHO), em 24 de outubro de 2015
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Duloxetina: para tratamento de dores neurogênicas e enxaquecas.

Exame de urina

Equimoses