Risco fumar e risco parar de fumar?





Champix - o medicamento mais usado no mundo para parar de fumar - está ligado a um aumento de 72% no risco de ataque cardíaco, acidente vascular cerebral (AVC) ou outros problemas cardiovasculares. É o que afirma um trabalho publicado na Revista da Associação Médica Canadense. O estudo comparou fumantes sem histórico de problemas cardíacos que utilizaram o remédio com um grupo de perfil semelhante, mas que recebeu um placebo no lugar do medicamento.

A descoberta pode acrescentar mais um alerta ao produto, que já havia sido relacionado a problemas psiquiátricos - como o aumento no risco de suicídio. No início do ano, cerca de 1,2 mil usuários do remédio processaram o laboratório, alegando que tiveram episódios de depressão ou de pensamentos mórbidos provocados pela droga.

Há duas semanas, a FDA, agência americana de vigilância sanitária, solicitou à fabricante Pfizer que incluísse uma informação na bula do produto alertando para um risco ligeiramente maior de problemas cardiovasculares em pessoas que já têm histórico de doença cardíaca. A decisão se baseou em um estudo clínico com 700 fumantes.

Depois dessa, eu, que vejo bons resultados com o Champix, vou começar a pensar se continuarei prescrevendo para meus pacientes... Como ter certeza absoluta de que o paciente não tem risco cardíaco?

Então: fumar é um risco e usar medicamento para parar de fumar também é! O mais seguro é a força de vontade, mesmo. Procurar uma motivação interior, que fortaleça para este objetivo...

O primeiro passo é querer parar. Quando se gosta do hábito, é muito difícil tentar parar de fumar, sem qualquer dúvida...
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Duloxetina: para tratamento de dores neurogênicas e enxaquecas.

Exame de urina

Equimoses