Boa alimentação, bom raciocínio, melhores decisões!




Temos mais condições de suportar o adiamento de uma recompensa quando estamos bem alimentados.

Vai discutir a relação com seu parceiro, tem uma reunião importante de trabalho ou marcou aquela conversa delicada com o chefe? Respire fundo. Mas, antes de tudo, coma! Estudos mostram que tratar de assuntos que mexem conosco emocionalmente, bem como tomar decisões de estômago vazio pode ser um desastre.

Para investigar essa questão, cientistas da Universidade da Dakota do Sul, nos Estados Unidos, pediram a um grupo de voluntários que ingerissem bebidas com alto teor de açúcar. Em seguida, eles deveriam responder a uma série de questões que revelavam a habilidade para tomar decisões e suportar a postergação de recompensas. Um grupo de controle formado por pessoas de características similares que não tomaram a bebida respondeu às mesmas perguntas.

Os resultados obtidos pelas duas equipes foram comparados. Conclusão: somos mais capazes de focar o pensamento no futuro – o que propicia atitudes comedidas e cuidadosas – quando temos uma quantidade maior de energia disponível no organismo. Tudo indica que nas situações em que estamos “supridos energeticamente” temos condições melhores de adiar o recebimento de gratificações.

Esse aspecto ficou mais claro quando os pesquisadores solicitaram aos participantes que refletissem sobre uma questão prática: eles preferiam receber uma pequena quantia em dinheiro imediatamente ou um valor bem maior após alguns meses? Aqueles que tinham ingerido açúcar não tiveram dúvida: optaram por esperar. Portanto, da próxima vez que decidir comprar algo ou terminar o namoro, faça antes um lanchinho...
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Duloxetina: para tratamento de dores neurogênicas e enxaquecas.

Exame de urina

Equimoses