Maior ingestão de leite?




O novo guia alimentar lançado nos EUA traz recomendações sobre alimentação e prática de exercícios físicos. Feito para ser utilizado pelo poder público e pelos profissionais da saúde, o estudo estabelece as metas de consumo de cada um dos grupos de alimentos, orienta como melhorar a alimentação das pessoas e, consequentemente, reduzir a obesidade.

O guia alimentar foi produzido pelos Departamentos de Agricultura e Saúde e Serviços Humanos norte-americanos com o objetivo de incentivar o consumo saudável de alimentos. Ele é dividido em três tópicos: Balanceamento de calorias, aumento de consumo e redução de consumo.

O guia também traz considerações sobre as escolhas alimentares, destacando que ela não é só responsabilidade do indivíduo ou do governo, mas também os profissionais de saúde, de comunicação, entre outros.

Um ponto que ganhou destaque foi a recomendação de aumento no consumo de derivados do leite com baixa porcentagem de gordura. A média de consumo dos derivados do leite na população americana é de uma porção e meia e a recomendação do guia é de três porções para adultos. São consideradas porções, por exemplo: 250 ml de leite desnatado, 200g de iogurte light ou 40g de queijo com baixa porcentagem de gordura.

O Guia reforça o cálcio como um nutriente importante para a saúde óssea e que contribui para o sistema nervoso, vasos sanguíneos e movimento muscular. Com baixa massa óssea, o indivíduo é mais propenso a ter osteoporose ou outras fraturas. O Guia destaca que crianças a partir de nove anos até a adolescência, mulheres adultas e adultos em geral com idade a partir de 51 anos devem estar ainda mais atentos às recomendações.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Duloxetina: para tratamento de dores neurogênicas e enxaquecas.

Exame de urina

Equimoses