Alergias são problemas complicados!




A imensa maioria das alergias, sejam respiratórias ou de pele, não é uma maioria perigosa para a saúde, embora provoque desconforto.

Rinites, (Rinite é uma doença inflamatória das mucosas do nariz. Pode ser alérgica ou não-alérgica. Em ambos os casos, os sintomas são parecidos.As rinites alérgicas são enfermidades crônicas provocadas pelo contato com alérgenos (substâncias que o sistema imune considera estranhas), como os ácaros existentes na poeira doméstica, pêlos de animais, fungos, descamação de pele, mofo, pólen, perfume, alguns alimentos, medicamentos, bactérias, vírus, mudanças bruscas de temperatura, etc. A rinite alérgica tem características hereditárias. Entretanto, mesmo que nenhum dos pais apresente o distúrbio, ele pode manifestar-se numa pessoa, que não nasce alérgica, mas possui um sistema imune que desenvolve uma resposta exagerada, quando entra em contato com determinadas substâncias.) por exemplo, incomodam com seus sintomas, mas permitem que vivamos, que façamos nossas atividades rotineiras, sem que necessariamente corramos algum risco de perder a vida.

Dermatites de contato, (A Dermatite de Contato é uma doença bastante comum, afetando a pele de muitas pessoas, causando não só aquela coceira indesejável como provocando problemas estéticos, que muitas vezes deixam as pessoas envergonhadas, principalmente quando o problema é em locais visíveis. Em certos casos, a dermatite de contato pode até mesmo prejudicar certas profissões, como acontece para as pessoas que lavam roupas manualmente, ou até mesmo pintores, que estão frequentemente em contato com tintas e solventes. Como o nome já diz, a dermatite de contato é uma inflamação da pele, causada por uma substância que entra em contato com o corpo. é interessante notar que existem dois tipos de dermatite de contato. Um deles é causado por substâncias que irritam a pele, por isso chamados irritantes. Neste grupo, a pessoa não precisa ser alérgica para desenvolver a doença, pois o mecanismo de formação da doença não envolve uma reação imunológica, como acontece nas dermatites de contato alérgicas. Nestas, o individuo só começa a apresentar os sintomas de dermatite se ele for sensível àquele determinado alérgeno. Na verdade, os sintomas das duas dermatites são semelhantes e fica difícil muitas vezes diferenciar uma da outra.) é outro exemplo de quadro inconveniente, mas que permite vida rotineira.

Entretanto, há um quadro alérgico que necessita atenção e ele se chama anafilaxia. Cerca de 10% da população em geral tem potencial para esse grave quadro respiratório que pode até mesmo tirar uma vida.

Uma reação anafilática é uma reação alérgica grave, imediata, a uma picada de abelha ou de outro inseto, alimento ou outra situação. Os sintomas são:

- Respiração com ruído, tosse (parecida com a da difteria, seca e metálica), ou respiração difícil, pressão no peito ou garganta, enjôos ou desmaios, urticária, inchaço, ou prurido generalizados (se estes sintomas apresentarem-se sem os anteriores, a pessoa provavelmente não está tendo uma reação anafilática. Porém, a urticária, inchaço ou prurido freqüentemente se apresentam acompanhados de outros sintomas graves quando uma pessoa tiver uma reação alérgica grave).

- Uma reação alérgica grave à uma mesma substância anterior.

Primeiros socorros quando há suspeita de ocorrência de uma reação anafilática

1. Chame um serviço de emergência IMEDIATAMENTE.
Chame uma ambulância do grupo de resgate se a pessoa tiver dificuldade para respirar ou desmaiou. Faça com que ela se deite com os pés elevados para prevenir o choque.

2. Epinefrina ou Adrenalina
Se você tiver um estojo de primeiros socorros para reações anafiláticas (Epi-Pen ou Ana-Kit), administre uma injeção de epinefrina (adrenalina) imediatamente. A epinefrina pode salvar a vida da pessoa. Se você estiver em dúvida, administre-a injetando-a na gordura subcutânea na parte externa no alto do músculo.

3. Anti-histamínicos
Se você tem Benadryl, Allegra, Desalex, Fenergan em casa, dê uma dose a ele. Se não tem, verifique se tem outro anti-histamínico ou um medicamento contra resfriados que contenha anti-histamínicos. Se tiver, dê uma dose imediatamente após a epinefrina.

4. Tratamento das picadas de abelhas
Se o aguilhão ("ferrão") da abelha estiver na picada, remova-o com um movimento de raspar com uma faca ou cartão de crédito, ao invés de apertá-lo. A seguir, aplique um cubo de gelo no local, ou um algodão umedecido em uma solução de amaciante de carnes e água.

5. SAMU
Dependendo do caso, não tenha dúvida: chame uma ambulância imediatamente!
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Duloxetina: para tratamento de dores neurogênicas e enxaquecas.

Exame de urina

Equimoses