Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2011

Dialética

Do grego, diá, advérbio e preposição que significa separação (dualidade), e lektikós, apto à palavra, capaz de falar, conveniente ao diálogo. A raiz da palavra é a mesma de diálogo, querendo dizer dualidade de razões, posições ou teses. Dialética, porém, sempre significou, além de dualidade, oposição de razões, atitudes ou argumentos. A ideia de oposição, antítese ou contradição, por sua vez, embora essencial à noção de dialética, não esgota seu significado, pois, desde os primórdios da filosofia grega, foi diversamente interpretada, atribuindo-lhe alguns sentido apenas lógico e outros alcance também ontológico. Para apreender a plenitude de seu conteúdo não poderemos nem limitá-la ao sentido etimológico nem defini-la dogmaticamente, mas deveremos recorrer à história, ao longo da qual a palavra dialética não só adquiriu sentidos e inflexões diferentes, mas enriqueceu extraordinariamente seu significado, tornando-se "a pedra filosofal do nosso tempo".

Segundo Aristóteles, o i…

Morre o escritor Moacyr Scliar

Morreu neste domingo (27) o escritor e colunista da Folha Moacyr Sclyar, 73. A morte ocorreu à 1h. Segundo o Hospital das Clínicas de Porto Alegre, onde ele estava internado, Scliar teve falência múltipla dos órgãos. O velório acontece hoje na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre, a partir das 14h.

O escritor sofreu um AVC (acidente vascular cerebral) isquêmico no dia 17 de janeiro. Ele já estava internado para a retirada de pólipos (tumores benignos) no intestino.

Nascido em Porto Alegre e formado em medicina, o escritor e colunista da Folha publicou mais de 70 livros entre diversos gêneros literários: romance, crônica, conto, literatura infantil e ensaio.

Sua obra tem forte influência da literatura fantástica e da tradição judaica.

Integrante da Academia Brasileira de Letras desde 2003, Scliar já recebeu prêmios Jabuti, uma das mais prestigiadas premiações literárias do país, em 1988, 1993, 2000 e 2009.

Entre suas obras mais importantes destacam-se os livros …

Poluição do ar causa mais infarto que cocaína

Imagem
Respirar ar poluído causa mais ataques cardíacos que usar cocaína, segundo revisão de estudos envolvendo 700 mil pessoas, publicada ontem no "Lancet".

O trabalho, feito pela Hasselt University, na Bélgica, cruzou fatores de risco para infarto e a exposição da população a esses fatores.

É por isso que a poluição ficou em primeiro lugar. Individualmente, aumenta apenas 2,9 vezes o risco de infarto, em comparação com a cocaína (23 vezes).

Mas, como a população toda é exposta à poluição, e apenas uma fração pequena usa a droga (0,04%), a poluição desencadeia muito mais infartos do que a cocaína.

O estudo também coloca em patamares semelhantes os riscos da poluição e de outros fatores mais conhecidos, como esforço físico e consumo de álcool e de café.

O estudo pode fazer com que os clínicos finalmente olhem para a poluição como fator de risco relevante para infarto. Não se pode mais menosprezar um risco de 7%, similar ao do álcool.

Os gatilhos fazem a doença preexistente piorar …

Violência no Trânsito

Imagem
A violência no trânsito é a soma do estresse físico, psicológico e social, além da direção agressiva, distúrbio de comportamento e características pessoais, como educação familiar e outros fatores.

Todos esses componentes estão presentes nos conflitos de trânsito e na mídia, como algo de cunho "policial".

A violência é, de alguma forma a perda de capacidade de se adaptar e, na defensiva, a pessoa parte para o ataque, com gestos obscenos, palavrões, luta corporal, ou agressões com instrumentos ou armas de fogo. As conseqüências são desanimadoras.

Muitas vítimas todos os anos. Na cidade de São Paulo há cerca de 30 chamadas por dia referentes a problemas desse tipo.

Estudos mostram que cerca de 15 a 20% dos motoristas têm algum tipo de distúrbio psicológico e não deveriam ser habilitados. Cerca de 18% não conseguem se adaptar ao estresse provocado pelo trânsito e 12% mostram comportamento agressivo ao volante, dando "fechadas", invadindo farol vermelho, desrespeitand…

Cefaléia pós coito

Imagem
Quem nunca ouviu que a parceira está com dor de cabeça como desculpa para evitar relações sexuais? Pois é, este tradicional pretexto pode ocorrer realmente, mas durante o ato sexual em si. A doença é denominada cefaléia benigna do sexo, cefaléia sexual, cefaléia orgástica, cefaléia sexual vascular benigna ou cefaléia coital, o nome mais usado.

O problema, que é pouco comum, em geral atinge homens após os 30 anos de idade, sempre precipitada pela atividade sexual.

Estudos indicam que a proporção seja de seis homens para cada mulher e pode aparecer de uma maneira regular ou imprevisível, desaparecendo por algum tempo. Em metade dos pacientes afetados, a dor ocorre apenas uma vez ou em um único surto. Ainda não se sabe exatamente as causas, mas acredita-se que os principais fatores desencadeantes sejam o estresse emocional e o cansaço.

Estudos também sugerem que a origem esteja na contração excessiva dos músculos do pescoço e da mandíbula, estado circulatório hiperdinâmico ou por aume…

Sinusites de repetição

Imagem
A nasofaringovideofibroscopia (NF) estuda as cavidades nasais, a faringe e a laringe e contribui para a decisão terapêutica nos casos crônicos e recidivantes de sinusiopatias, já que avalia diretamente possíveis alterações anatômicas que possam manter quadros inflamatórios, como, por exemplo, desvio de septo nasal.

Pode também identificar lesões das cavidades nasais, como pólipos e tumores, que podem ter como manifestação uma inflamação sinusal recidivante ou crônica, por obstruir as vias respiratórias superiores.

O exame pode, ainda, identificar a presença de secreções patológicas (anormais) existentes nas cavidades nasais e as prováveis drenagens.

Tem a capacidade, ainda, de avaliar o aspecto da mucosa, como hiperemia, palidez, edema (inchaço) e alterações polipóides, indicando a necessidade de uma cirurgia para reparar os problemas.

Terapia Celular

Calma, pode não ser o que você está pensando...

Há alguns tipos de células para a terapia celular, isto é, células capazes de se transformar em outras células, para cumprir variadas funções.

Um bom exemplo são as células-tronco da medula óssea, que há décadas são capazes de se transformar e regenerar qualquer célula do sangue.

As promessas são as células tronco pluripotentes induzidas, isto é, células adultas revertidas à capacidade embrionária.

Outro "mundo" é o das células-tronco de embriões aproveitados de técnicas de fertilização. Essas, por definição, são capazes de se transformar em qualquer tecido. Elas ainda não são usadas para regenerar o fígado ou o pâncreas por serem conhecida há menos tempo.

Há uma série de controvérsias éticas a respeito das células-tronco. Há, também, a Lei da Biossegurança, questão controvertida, como se vê abaixo:

Em 24 de março de 2005, o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, aprovou a lei de nº 11.105, ou Lei da Biossegurança,…

Vitamina A

A vitamina A é encotrada na natureza nos alimentos de origem animal (fígado, leite, ovos, óleo de peixe) na forma de retinol e nos alimentos de origem vegetal (vegetais folhosos verde-escuros, legumes e frutas amareladas e/ou verde-escuros) na forma de carotenóides.

Ambos são absorvidos pelos intestino delgado e dependem da ingestão de gorduras e da ação de sais biliares e esterases pancreáticas para essa absorção.

Após absorvida, é transportada pelo sistema linfático até o fígado, onde é estocada.

No sangue circula ligada à proteína carreadora de retinol e à transtirretina.

Seu déficit pode ocorrer pela baixa ingestão de gorduras, por doenças hepáticas, pacreáticas ou intestinais.

Os sinais e sintomas clínicos dessa deficiência são: cegueira noturna, xeroftalmia (ressecamento ocular), alterações de crescimento e queda de imunidade, além de outros.

O uso excessivo de vitamina A pode ser prejudicial, levando à náusea, icterícia, irritabilidade, anorexia (perda de apetite), vômitos, vis…

Fumantes e Gordinhos que se cuidem!

A gestão de custos nas empresas se tornou uma obsessão. Executivos passaram a examinar as despesas de saúde com maior rigor. Gordinhos e fumantes entraram no radar deles.

Há uma estatística com a qual as seguradoras de saúde e previdência trabalham que mostra que 20% dos empregados de uma companhia consomem 80% do orçamento para a saúde.

Nesse grupo dos gastões estão justamente os que fumam e os obesos. Ambos estão mais propensos a desenvolver doenças crônicas, cardíacas e pulmonares.

Por isso, há quem acredite que as empresas vão ficar mais criteriosas no processo de seleção quando depararem com candidatos acima do peso ou fumantes contumazes.

Calcula-se que o Brasil possa chegar aos níveis americanos de obesidade em dez anos e isso trará impactos enormes na produtividade e nos custos com saúde das organizações.

Em 2009, três em cada dez americanos adultos eram considerados obesos. No Brasil, atualmente, um em cada dez adultos está acima do peso. Algumas empresas já sentem no caixa o…

Gordura no Fígado ou Esteatose Hepática ou NASH.

Condição assintomática (sem sintomas)com potencial para levar à cirrose e ao câncer hepático, a Esteatose Hepática (NASH - nonalcoholic steatohepatitis) ocorre em pessoas não etilistas, mas as células do fígado apresentam padrão semelhante ao padrão da esteato-hepatite alcoólica, com acúmulo de gordura nas células hepáticas (do fígado) sem sinais inflamatórios até um quadro celular com componente necroinflamatório (esteato-hepatite com inflamação e sinais de morte celular), associado ou não à fibrose (cicatrização do tecido do fígado).

Há maior número de casos em países industrializados ocidentais, onde atinge entre 20 a 40% da população; predomínio entre 40 e sessenta anos de idade, mais os homens do que as mulheres e tem melhor evolução do que o quadro semelhante, devido ao álcool.

Está ligada a diabete tipo 2, dislipidemia (elevação de colesterol e triglicérides - "de nascença" ou não), perda rápida de peso, hipotireoidismo, uso de algumas drogas (amiodarona, tamoxifeno, …

Zinco pode ser usado para tratar resfriados, diz estudo

Tomar zinco em forma de xarope ou comprimidos pode diminuir a gravidade e a duração dos resfriados comuns, afirma um estudo científico.

Um estudo publicado no site Cochrane Reviews afirma que a administração de zinco até um dia depois do início dos sintomas do resfriado acelera a recuperação.

A substância também pode ajudar na prevenção dos resfriados, afirmam os autores do estudo, que inclui informações de 15 testes feitos com 1.360 pessoas.

Os autores do estudo afirmam que o zinco pode encobrir os vírus do resfriado e impedi-los de entrar no organismo por meio da mucosa do nariz.

O zinco também aparentemente impede o vírus de se duplicar, pelo menos nos testes de laboratório, além de auxiliar o sistema imunológico e reduzir as reações desagradáveis do corpo à infecção.

Em um período de sete dias, a maioria dos pacientes que tomaram zinco a cada duas horas ficaram livres dos sintomas, se comparados com aqueles que tomaram placebos.


Já as crianças que tomaram 15 mg de zinco em forma d…

Atividades recreativas com netos beneficiam avós

Pesquisadores canadenses das universidades Concórdia e Wilfrid Laurier fizeram um estudo que afirma que atividades recreativas desempenham um papel importante no estabelecimento de laços entre as diferentes gerações de uma família.

Participaram da pesquisa 16 avós e aposentados (ou semi-aposentados) de 65 a 89 anos de idade e 14 netos de 18 a 24 anos. Os pesquisadores dizem que o estudo tem base em pesquisas feitas anteriormente que afirmam que laços saudáveis entre gerações fazem com que os avós envelheçam melhor e se sintam mais otimistas e positivos.

O lazer é vital para a formação de laços que durem de geração para geração. O lazer compartilhado permite que os netos e os avós estabeleçam interesses em comum.

Eles dividem histórias de família, experiências pessoais e lições de vida. Eles passam valores de família, tradições e dão ênfase à importância da coesão familiar

Algumas das atividades que tipicamente aproximam familiares são passar férias juntos, cozinhar, trabalhar no jard…

Síndrome Metebólica

A cada cinco paulistanos, um apresenta sinais de obesidade.

Síndrome Metabólica, Síndrome X ou Sídrome de Resistência à Insulina são as denominações de um quadro de anormalidades metabólicas provocadas pela resistência dos tecidos do corpo aos efeitos da insulina.

Isso significa que as células não respondem aos níveis habituais de insulina sempre que carboigratos são ingeridos. Para compensar essa situação, o pâncreas precisa excretar quantidades cada vez maiores de insulina na tentativa de reduzir os níveis de açúcar sangüíneo.

Esta Síndrome pode acelerar o envelhecimento e predispõe o indivíduo a uma série de doenças, como doença coronariana, câncer e Alzheimer, assim como diabete, pressão arterial elevada, artrite e problemas neurológicos.

Cansaço, desânimo, problemas de memória, falta de concentração, irritabilidade e dificuldade de perder peso também fazem parte do quadro.

Esta Síndrome foi reconhecida como doença no ano de 2001 e indica que a gordura abdominal está relacionada a…

Dispepsia

Ela é definida como um distúrbio da digestão caracterizada por um conjunto de sintomas relacionados com o aparelho gastro-intestinal superior, como dor, queimação ou desconforto na região superior do abdòmen, que pode estar associado à saciedade precoce, empachamento pós alimentar, náuseas, vômitos, sensação de distensão abdominal, cujo aparecimento piora e pode ou não estar relacionado com a alimentação ou estresse.

Pode estar ligado a fatores como úlcera péptica (gástrica), doença do refluo gastro-esofágico, gastrites, neoplasias do trato gastro-intestinal superior ou do trato biliar.

É uma desordem heterogênea caracterizada por períodos de abrandamento e de piora e seu diagnóstico é em gera empregado não consegue identificar exatamente a causa dos sintomas.

É um problema muito comum na clínica diária e causa de vários tratamentos, vários exames de laboratório e, inclusive, de internação hospitalar.

O tratamento é reduzir os sintomas. Enquanto isso, pesquisa-se as causas efetivamen…

Doença Inflamatória Pélvica

A Doença Inflamatória Pélvica (DIP) é causada pela infecção polimicrobiana do trato genital superior, originária de foco uterino, vaginal ou cervical.

Dependendo da virulência ("força") do germe, pode haver progressão: endometrite, salpingite, pelviperitonite, ooforite, peri-hepatite (Síndrome de Fitz-Hugh-Curtis), abscesso tubo-ovariano ou de Fundo de Saco de Douglas.

Os micróbios são sexualmente transmissíveis (clamídia, gonococo, micoplasmas, tricoma e vírus) ou endógenos (Haemophilus influenzae, Pseudomonas aeruginosa, Enterococcus faecalis, etc).

A freqüência do quadro é subestimado, pois a maioria dos quadros tem evolução subclínica, mas atinge mais mulheres de 15 a 24 anos de idade.

A cura é demorada, podendo se arrastar por 4 a 6 semanas, prejudicando a capacidade produtiva da mulher.

Após um episódio, há aumento da possibilidade de gravidez ectópica em 15%.

Cerca de 12% das adolescentes sexualmente ativas têm pelo menos um episódio até completar 20 anos de idade.

Pa…

Diabete: complicações crônicas.

O diabete ataca os vasos sangüíneos, sejam os de pequeno calibre (capilares) ou de grande calibre (vascular). Em conseqüência disso, o diabete mal controlado em apenas cinco anos já mostra sinais de problemas, só que eles ainda não aparecem, pois são "de dentro para fora". Caso o descuido persista, estes sinais se exteriorizam e aparecem as complicações crônicas.

Olhos: geralmente são as primeiras a se manifestar, com perda parcial ou total da visão. A mais conhecida é a retinopatia diabética - com lesão retiniana, claro.

Rins: como são totalmente irrigáveis por capilares, os rins sofrem muito com o diabete, e desenvolvem um quadro conhecido por nefropatia diabética, com lesões dos pequenos vasos renais, perda de proteínas pela urina, elevação da pressão arterial e infecções urinárias recorrentes.

Nervos: os nervos são nutridos por capilares e acabam sendo danificados, gerando problemas com a inervação, com perda de sensibilidade periférica, dores, queimação particularmente …

Diabetes: complicações.

Complicações Agudas

1. Descompensação diabética: quando os níveis de glicose no sangue permanecem elevados, o paciente começa a sentir sede, tem a boca seca e necessidade de urinar muito. Esses sintomas indicam que a glicemia está acima de 300 mg%. Geralmente acometem diabéticos do tipo I, que têm como característica grande instabilidade dos níveis de glicemia. Esses sintomas podem acontecer no início da doença (quando do seu diagnóstico) ou ocorres por conta de estresse, infecções (dentárias, por exemplo), alimentação inadequada, medicação insuficiente ou mesmo falta de medicação. Quando não diagnosticada a tempo, pode evoluir para uma cetoacidose diabética e mesmo coma diabético.

2. Cetoacidosse diabética: acentuada elevação da glicemia, com produção de substâncias químicas no organismo que levam a uma queda do pH sangüíneo (acidose). Comum em diabéticos tipo I.

3. Coma hiperosmolar: mais comum em pacientes tipo II, com elevação acentuada da glicemia e hiperconcentração do sangue (h…

Mais sobre Diabetes

Outros tipos de Diabetes

Diabete pancreático: causado por pancreatite crônica ou algum processo cirúrgico que tenha extraído parte do pâncreas (principalmente as regiões compostas pelas ilhotas - corpo e cauda). Como conseqüência, prejudica a produção de insulina.

Diabete medicamentoso: ocorre em decorrência do uso de alguns medicamentos que provocam o aumento da concentração de açúcar no sangue, durante um período prolongado. Geralmente após o uso os níveis de glicose voltam ao normal. Esses medicamentos têm ação hepática (no fígado), induzindo-o a produzir muito açúcar.

LADA (Latent Autoimmine Diabetes in Adults): é a forma tardia do DM1, em pessoas entre 35 e 60 anos, magras e com cetose (situação bioquímica anormal causada pela presença de corpos cetónicos ou cetônicos no sangue). Atinge entre 2 a 12% das pessoas, atualmente algo em torno de 1,4 milhões de pessoas no Brasil. Também conhecido como Diabete tipo 1,5 (Type one-and-a-half), costuma ser confundido com o DM2. A principa…

Pré-Diabete

Quando se realiza um exame de glicemia de jejum de 8 horas e o resultado é igual ou superior a 100 mg% até 125 mg%, há indicação de que a pessoa é pré-diabética ou possui intolerância à glicose.

Nesta situação é necessária a mudança do estilo de vida, para evitar que exista uma evolução do quadro para o diabetes tipo II.

Nem sempre o pré-diabético desenvolve a doença.

O recomendado é emagrecer, se estiver acima do peso e praticar atividades físicas coordenadas e planejadas.

Uma dieta com controle de ingestão de açúcar e prática de exercícios físicos podem ser o bastante neste momento.

O curioso é que a maioria das pessoas envolvidas com esta situação têm mais de 45 anos e possuem características de hereditariedade.

Será que sou diabético?

Algumas observações para ficar alerta sobre o diabetes:

1. urinar muitas vezes, inclusive à noite, em grande quantidade

2. beber muita água e sentir a boca seca

3. sentir fome além do normal

4. perder peso, sem explicação

5. cansaço, fadiga ou sonolência fora do comum

6. sentir a visão turva com freqüência

7. surgimento freqüente de furúnculos

8. disfunção erétil ou perda de libido

9. cicatrização difícil das pequenas feridas

Há, também, de levar em conta:

Hereditariedade

Obesidade

Sedentarismo

Jogos virtuais melhoram a atenção e a memória?

Seja pelo excesso de informação ou pelo ritmo de vida alucinante, você já deve ter parado um instante e esquecido o que estava procurando ou o que ia falar. A memória é infinita, mas precisa ser treinada para ter rápido acesso às informações escondidas no seu cérebro.

Com esta necessidade crescente para não perder tempo no seu dia a dia (lembrando onde deixou os óculos, por exemplo) ou no trabalho, surgiram diversos jogos especializados na tarefa. As “academias virtuais” prometem exercitar as funções do cérebro e deixá-lo melhor do que nunca. Mas estes jogos para a mente realmente funcionam?

As pesquisas científicas divergem, algumas afirmam que há melhoras, especialmente em pacientes com problemas de memória como o Alzheimer, outras não indicam ganhos significativos.

Existem muitas pesquisas sobre o desenvolvimento do cérebro e jogos computadorizados, mas ainda não há provas científicas que possam esclarecer se eles são eficientes.

Os jogos são eficientes porque foram desenvolvidos p…

Epidemia de Obesidade

Pesquisadores da Imperial College (Inglaterra) e de Harvard (EUA) estudaram dados mundiais de índice de massa corporal (IMC), colesterol e pressão alta de 1980 a 2008. O IMC é obtido ao dividir o peso de uma pessoa pela altura ao quadrado. Os resultados mostraram que enquanto as taxas de colesterol e de pressão alta diminuíram ao redor do mundo, a obesidade aumentou de forma geral. Em 2008, 9,8% dos homens e 13,8% das mulheres no mundo eram obesos, sendo que em 1980 os números eram 4,8% para mulheres e 7,9% para homens.

As nações das Ilhas do Pacífico tem, de acordo com o estudo, o maior IMC do mundo, de 34-35kg/m2. Esse número é 70% mais alto que o de alguns países no sudeste da Ásia e na África subsaariana. Isso está de acordo com outro cenário apontado pelo estudo: o IMC aumentou mais em países desenvolvidos e ricos. Mas alguns países do leste europeu conseguiram manter um índice saudável de massa corporal. Praticamente não houve aumento na Bélgica, Finlândia, França, Itália e Suíç…

Exercícios evitariam 25% dos casos de câncer de mama e cólon...

Cerca de 25% dos casos de câncer de mama e de cólon poderiam ser evitados se os pacientes praticassem exercícios físicos por pelo menos 150 minutos por semana, advertem as novas Recomendações Mundiais sobre Atividade Física apresentadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

As novas recomendações foram apresentadas no marco do Dia Mundial do Câncer, celebrado nesta sexta-feira, 4.

Segundo os últimos dados disponíveis, de 2008, 7,6 milhões de pessoas morreram de câncer, 460 mil das quais foram mulheres vítimas do câncer de mama e 610 mil pessoas que sofreram câncer de cólon.

Recentes pesquisas mostraram que dessas 7,6 milhões de mortes, 3,2 milhões estão relacionadas à ausência de atividade física.

De fato, calcula-se que 31% da população mundial não pratiquem nenhuma atividade física, o que torna a falta de exercício o quarto maior fator de risco para contrair câncer.

O primeiro fator é a pressão alta, seguido do tabaco e do excesso de glicose no sangue.

O câncer pode ser prevenido…

Drogas contra hipertensão e diabetes serão oferecidas de graça

A presidente Dilma Rousseff e o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, anunciaram nesta quinta-feira (3), em Brasília, a gratuidade dos medicamentos contra hipertensão e diabetes disponíveis no Programa Aqui Tem Farmácia Popular. A iniciativa ganha o slogan “Saúde não tem preço”.

As medidas devem ser implementadas pelos estabelecimentos conveniados até o próximo dia 14, período concedido para adaptação dos sistemas de vendas das farmácias conveniadas. As farmácias e drogarias que se adequarem antes desse prazo já podem oferecer gratuitamente medicamentos contra hipertensão e diabetes aos usuários do programa.

Durante o anúncio, Padilha assinou portaria normatizando a oferta gratuita desses medicamentos. “O nosso objetivo é ampliar o atendimento à população como também estimular o uso adequado de medicamentos”, explica Padilha. “Com isso, será possível melhorar a qualidade de vida e aumentar a longevidade dos brasileiros acometidos por hipertensão e diabetes, independentemente de eles s…

Bruxismo (ranger os dentes à noite) e má qualidade do sono...

O bruxismo, disfunção caracterizada pelo ranger de dentes durante o sono que afeta cerca de 30% dos brasileiros, está associado a dificuldades respiratórias ao dormir. É o que aponta uma pesquisa ainda inédita no Brasil divulgada recentemente, durante o Congresso Internacional de Odontologia, em São Paulo.

O trabalho, resultando de dez anos de estudos de um grupo de pesquisadores em dor orofacial, bruxismo e desordens do sono da PUC – Rio Grande do Sul, em parceria com o Hospital das Clínicas de Porto Alegre, foi publicado pelo The International Journal of Prosthodontics, órgão oficial do Colégio Internacional de Protesistas.

O estudo usou placas de avanço mandibular (popularmente chamadas de placas para ronco, por serem usadas para combatê-lo) em pacientes com bruxismo. Os resultados foram mais satisfatórios do que quando a placa específica contra o bruxismo foi usada.

A placa para ronco é um dispositivo que traciona a musculatura da garganta, facilitando a respiração. Ela amenizou o…

Há como evitar doenças degenerativas!

Em um estudo transversal no qual foi aplicado um questionário de frequência alimentar (QFCA) em 150 adultos residentes em área rural da cidade de Ibatiba (ES).

O QFCA classificou o consumo alimentar como: habitual (> 4 vezes na semana), não habitual (<4 vezes na semana) e raramente (uma vez ao mês), com o fim de correlacionar o consumo alimentar encontrado com o fato de risco ou não para a ocorrência de doenças crônicas não transmissíveis diretamente relacionadas à alimentação que afetam a população brasileira hoje.

Os resultados evidenciaram consumo habitual de arroz, pães, folhosos, feijão, leite de vaca, gordura animal, margarina, açúcar e café, e um consumo não habitual de bolo, batata, biscoitos, aipim, batata-doce, chuchu, cenoura, beterraba, abóbora, suco de frutas, banana, laranja, goiaba, manga e tangerina.

Conclui-se que o hábito alimentar da população estudada pode vir a incrementar a médio ou longo prazo a prevalência e/ou ocorrência de doenças crônicas não transm…

Técnica com transplante de tumor a camundongo ‘cura’ paciente de câncer de pâncreas.

Pesquisadores espanhois conseguiram eliminar um tumor maligno de um paciente com câncer de pâncreas em estado avançado graças a uma técnica que envolveu o transplante do tumor para camundongos.

O paciente, o americano Mark Gregoire, havia recebido em maio de 2006 o prognóstico de uma sobrevida de poucas semanas. Três de seus sete irmãos morreram em consequência do mesmo tipo de câncer de pâncreas, que mata 95% dos pacientes.

Mais de quatro anos depois, Gregoire, de 65 anos, não apresenta mais sinais do tumor em seu corpo, apesar de os médicos ainda advertirem que é cedo para dizer que ele foi totalmente curado.

Os pesquisadores, da Universidade John Hopkins, nos Estados Unidos, e do Centro Nacional de Pesquisas Oncológicas (CNIO, na sigla em espanhol), de Madri, desenvolveram as células do tumor que acometia Gregoire em camundongos de laboratório, para que pudessem testar simultaneamente a reação do tumor a dezenas de possibilidades de remédios sem expor o paciente aos possíveis efeit…