Recomendações para os pais de crianças portadoras de Hiperatividade e/ou Déficit de Atenção


Reforçar o que há de melhor para a criança

Não estabelecer comparações entre os filhos: cada criança apresenta comportamento diante da mesma situação

Procurar conversar sempre com a criança sobre como está se sentindo

Dar instruções diretas e claras, uma de cada vez, em um nível que a criança possa corresponder

Ensinar a criança a não interromper as suas atividades, tentar finalizar tudo aquilo que começa

Advertir, construtivamente, o comportamento inadequado, esclarecendo com a criança o que seria mais apropriado e esperado dela naquela cisrcunstância

Usar um sistema de reforço imediato para todo o bom comportamento da criança

Estabelecer uma rotina diária clara e consistente - horário de almoço, jantar e dever de casa, por exemplo

Priorizar e focalizar o que é mais importante em determinadas situações

Manter limites claros e consistentes, relembrando-os freqüentemente

Organizar e arrumar o ambiente como meio de otimizar as chancer para sucesso e evitar conflitos

Preparar a criança para qualquer mudança que altere a sua rotina, como festas, mudanças escolar ou de residência, etc.

Escolher cuidadosamente a escola e a professora para que a criança possa obter sucesso no processo ensino-aprendizagem

Manter ambiente doméstico o mais harmônico e o mais organizado quanto possível

Reservar um espaço arejado e bem ilumindado para realizar as lições de casa

Aprender a controlar a própria impaciência (dos pais!)

Não sobrecarregar a criança com excesso de atividades extracurriculares

Não exigir mais do que a criança possa dar; deve-se levar em conta sempre a idade dela

Ensinar a criança meios de lidar com situações de conflito (pensar, raciocinar, chamar um adulto para intervir, esperar a sua vez)

Não esperar da criança a perfeição

Ter sempre um tempo disponível para interagir com a criança

Incentivar a criança a exercer uma atividade física regular

Estimular a independência e a autonomia da criança, considerando sua idade

Estimular a criança a fazer e manter amigos

Incentivar as brincadeiras com jogos de regras, pois, além de ajudar a desenvolver a atenção, permitem que a criança se organize por meio de regras e limites e aprenda a participar, ganhando ou perdendo.
(republicação)
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Duloxetina: para tratamento de dores neurogênicas e enxaquecas.

Exame de urina

Equimoses