Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2008

Ajude seu bebê a dormir de noite e ficar acordado de dia!

Imagem
Comece por manter o bebê em ambientes com bastante claridade durante dia. Mantenha as janelas da casa abertas, leve-o para passear. Essa é a hora em que você deve despertá-lo com muita conversa e brincadeiras, sem se preocupar com o barulho em volta.

Já à noite, faça o contrário: mantenha as luzes apagadas, exija silêncio em casa e só nesse momento coloque o bebê no berço para dormir. Antes, embale-o no colo, cantando baixinho para acalmá-lo. Pequenos cochilos durante o dia, porém, ainda são bastante importantes.


Além de tranqüilidade, o ambiente do sono também precisa ter segurança. No colchão do berço, use um lençol bem firme para evitar que o bebê cubra a cabecinha enquanto dorme e fique sem ar.

Deite-o de lado ou de barriga para cima, se necessário usando almofadas e travesseiros para manter a posição. Evite que ele durma deitado de bruços, pois essa posição é vinculada a muitos casos de morte súbita de bebês durante o sono.

Teste de Esforço

Imagem
O que é um Teste de Esforço (Ergométrico)?

Um teste de esforço registra a atividade elétrica do coração, em um eletrocardiograma, ao mesmo tempo em que se mede a pressão arterial e enquanto o paciente caminha em uma esteira rolante ou pedala em uma bicicleta ergométrica.
Um eletrocardiograma (ECG) é um exame que registra a atividade elétrica do coração.
Este tipo de exame é usado tanto para o diagnóstico das doenças cardíacas e hipertensão arterial aos esforços, como para avaliar a eficácia de tratamentos para as doenças cardíacas.

O teste de esforço é realizado quando se suspeita da presença de alguns tipos de doenças cardiovasculares. A mais comum das doenças, para qual este teste é usado, são as doenças das artérias coronárias, situação na qual, os vasos sanguíneos, que levam o sangue, oxigênio e nutrientes ao coração, se apresentam com estreitamentos e oclusões. As artérias coronárias podem se estreitar ou se ocluir quando são depositadas substâncias como o colesterol ou quando oco…

Câmara Hiperbárica - Informações Básicas

Imagem
A origem da medicina hiperbárica relaciona-se com a exploração do ambiente subaquático.

Historicamente, ocorreram progressivas tentativas de superar as limitações do meio aquático, com o uso de equipamentos que permitissem aumentar o tempo de imersão ou profundidade atingida.

O uso de equipamentos individuais de mergulho, já era assinalado pelos fenícios no século IX a.C.. Os sinos de mergulho foram relatados por Aristóteles em 325 a.C.. Em 1662 Henshaw descreveu o sino de imersão, com sistema de ventilação a fole.

Informações sobre trajes de mergulho, com provisão de ar vinda da superfície, facultando submersão de maior permanência, datam do século XVII.

No século XIX, com o desenvolvimento de equipamentos individuais de mergulho eficientes e uso de tubulões pneumáticos em obras de construção de pontes e minas, foram delineados o potencial e limitações na exposição do homem ao ambiente subaquático ou pressurizado.

Devido a patologias relacionadas com ambiente subaquático ou pressurizado, …

AMBLIOPIA

Imagem
É uma diminuição da acuidade visual (visão) uni ou bilateral, onde não se encontra lesão ocular ao exame oftalmológico, que aparece em decorrência de obstáculos ao desenvolvimento da visão.

Acontece dentro dos seis primeiros anos de vida e é reversível quando tratada em tempo hábil. As causas mais freqüentes são: estrabismo ("vesgo") e erro de refração (altos graus ou diferenças importantes de grau entre os olhos).

Os dois primeiros anos de vida são os de maior plasticidade sensorial, isto é, dentro desse período a criança rapidamente perde visão quando surge algum problema, bem como recupera prontamente com o tratamento. Também as chances de recidivas da queda de visão são menores quando o tratamento é feito nesse período.

Como estrabismos de pequeno ângulo bem como diferenças de grau podem passar desapercebidas aos pais e ao médico não especialista, a prevenção da ambliopia definitiva está no exame oftalmológico de todas as crianças antes dos dois anos de idade.

O tratamento …

Artroscopia do joelho

Imagem
Definição:
Cirurgia para examinar ou reparar tecidos internos da articulação do joelho com auxílio de um visualizador especial (artroscópio).

Descrição:
A cirurgia artroscópica do joelho (visualização da articulação do joelho) é um dos procedimentos ortopédicos mais comuns hoje em dia. Com o paciente sob anestesia geral ou sonolento (sedado), ou sob anestesia regional ou espinal, são feitas diversas pequenas perfurações na articulação do joelho. O artroscópio e outros instrumentos são inseridos na articulação do joelho. Com o artroscópio, o cirurgião pode ver os ligamentos, os discos do joelho (meniscos), o osso do joelho (patela), o revestimento da articulação (sinóvio) e toda a articulação. Os tecidos lesionados podem ser removidos. A artroscopia ajuda também a visualizar o interior do joelho enquanto os ligamentos e tendões são corrigidos externamente.

A maioria das cirurgias artroscópicas é ambulatorial, sem necessidade de internação.

Indicações:
A artroscopia pode ser recomendada par…

Síndrome de West

Imagem
Esta síndrome é um tipo raro de epilepsia, chamada de "epilepsia mioclónica". Inicia-se normalmente no primeiro ano de vida, sendo o sexo masculino mais afetado.
A síndrome de West é diagnosticada através de sinais clínicos e eletroencefalográficos: atraso no desenvolvimento, espasmos físicos e traçado eletroencefalográfico com padrão de hipsarritmia.

As características principais de um registro de EEG com hipsarritmia são:
• Desorganização marcante e constante da atividade basal;
• Elevada amplitude dos potenciais;
• Ondas lentas delta irregulares de voltagem muito elevada;
• Períodos, habitualmente breves, de poli ondas e polipontas-onda;
• Períodos de atenuação da voltagem que, em alguns casos, parece chegar ao "silêncio" elétrico.

No quadro clínico consta-se o atraso no desenvolvimento e espasmos infantis. Os espasmos são diferentes para cada criança. Podem ser tão leves no início que não são notados ou pode-se pensar que são cólicas. Estes espasmos são traduzido…

Notícias sobre Ritalina no exterior!

THE DOUGLASS REPORT (O RELATÓRIO DOUGLASS)
Notícias verdadeiras de Saúde do mais notório caçador de mitos da Medicina
Vol.6 nº12

Caro amigo,
Não é segredo. Drogas usadas para tratar distúrbio de hiperatividade com déficit de atenção (ADHD) não são meramente perigosos, são totalmente mortais. Mais e mais crianças estão morrendo de ataque cardíaco e outras doenças relacionadas ao coração, e mais e mais pais estão culpando os medicamentos psicotrópicos utilizados para tratar o suposto ADHD de seus filhos.

Eu lhes digo, se alguma coisa não for feita rapidamente para fechar o cartel dos medicamentos para ADHD, milhares de outras crianças estão destinadas a perder suas vidas , ou pelo menos a tê-las gravemente alteradas porque os grande farmacêuticos decidiram capitalizar sobre o comportamento de crianças normais e pais ausentes.

Balas recebidas de um médico: pirulitos de cocaína e gomas de mascar de morfina...

As crianças estão sendo alimentadas com medicamentos legais, estimulantes que viciam, …

Epidemia de Obesidade Infantil

Imagem
A epidemia mundial de obesidade infantil está avançando em taxa alarmante. Fatores de risco para doença coronariana já são identificáveis em crianças sobrepeso. A gravidade dos efeitos em longo prazo de peso excessivo na infância em relação à doença coronariana, todavia, permanece desconhecida.

Pesquisadores publicaram, recentemente, no The New England Journal of Medicine, um estudo em que investigaram a associação entre o índice de massa corpórea (IMC) em pacientes pediátricos (dos sete aos 13 anos de idade) e doença coronariana na idade adulta (25 anos de idade ou mais), com e sem ajustamento para peso ao nascimento. Os pacientes pertenciam a uma coorte de 276.835 crianças dinamarquesas em idade escolar, dos quais medidas de peso e altura eram disponíveis. Eventos coronarianos foram confirmados através de cruzamento com os registros nacionais. Análises de regressão de Cox foram realizadas.

Em 5.063.622 pessoas-ano de acompanhamento, 10.235 pacientes masculinos e 4.318 pacientes femini…

Febre amarela

Imagem
ADIB D. JATENE

A corrida pela vacina por pessoas que não precisam dela reduz a disponibilidade para os que efetivamente têm necessidade.

NO PERÍODO em que estive à frente do Ministério da Saúde, tomei conhecimento da importância da relação entre dengue e febre amarela silvestre e o eventual risco da reurbanização desta última.
Desde 1942, não ocorreu nenhum caso de febre amarela urbana. Entretanto, persiste, e é impossível eliminar, sua forma silvestre.
É por essa razão que o Ministério da Saúde vem vacinando sistematicamente toda a população das áreas de risco, onde há ocorrência de casos humanos, adquiridos sempre nas áreas de mata. Já vacinamos, nos últimos 12 anos, mais de 60 milhões de pessoas.
Nas matas, existe alta concentração de mosquito transmissor e animais, principalmente macacos, portadores do vírus. Daí o risco de pessoas não vacinadas incursionarem em regiões com alta concentração de mosquito, onde alguns estão contaminados e, por isso, são capazes de transmitir a doença…