Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2007

TRABALHO NOTURNO COMPROMETE OS OLHOS!

Imagem
Pesquisa demonstra que metade dos trabalhadores noturnos é mais propensa â cegueira. 40% têm visão embaçada, olho seco e dificuldade de foco.

O ritmo da sociedade contemporânea está privando muitas pessoas do sono que é fundamental para manter a saúde. Em busca de melhores salários, milhões de brasileiros hoje optam pelo trabalho noturno. Resultado - Segundo levantamento do ISMA (International Management Stress Association) no Brasil o stress atinge 70% da população.

Esta mudança de hábitos pode gerar um alto custo social para o país. Isso porque, um estudo feito no Instituto Penido Burnier pelo oftalmologista, Leôncio Queiroz Neto, demonstra que metade dos trabalhadores noturnos tem o dobro de risco de perder a visão e 40% distúrbios que afetam o desempenho.

Só para se ter uma idéia da gravidade do problema, de acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde) no mundo problemas na visão respondem pela exclusão de 43 milhões de pessoas do mercado de trabalho.

O estudo acompanhou nos últi…

Quem gosta de ter espinhas?

Imagem
Certamente ninguém gosta!

Mas se as temos, precisamos saber como conviver com elas e, se possível, eliminá-las de nossa pele. O chocolate é um grande vilão, popularmente, para as pessoas que são portadoras de acne (este o nome correto das espinhas). Existe uma lenda sobre a ingestão de chocolate e o surgimento de novas espinhas. Mas não existe estudo que realmente comprove tal ligação, embora as mentes adolescentes (principalmente) não queiram crer.

O maior argumento com relação ao chocolate como agente provocador de espinhas é o seu teor de gorduras, entretanto outros alimentos com teores iguais ou maiores não têm a mesma fama que tem o nosso amigo chocolate. As nozes, o amendoim (há quem fale “mal” dele também), o azeite e outros, não são tão responsabilizados como é o chocolate com relação às acnes.

De acordo com uma pesquisa de uma Universidade Australiana, há um novo vilão em mira: o índice glicêmico que, quanto mais alto, teria maior potencial para gerar acnes. No estudo, quem cons…

Foliculite

Imagem
O que é?

Infecção dos folículos pilosos causadas por bactérias do tipo estafilococos. A invasão bacteriana pode ocorrer espontaneamente ou favorecida pelo excesso de umidade ou suor, raspagem dos pêlos ou depilação. Atinge crianças e adultos podendo surgir em qualquer localização onde existam pêlos, sendo frequente na área da barba (homens) e na virilha (mulheres).

Manifestações clínicas

Quando superficial, a foliculite caracteriza-se pela formação de pequenas pústulas ("bolhinhas de pus") centradas por pêlo com discreta vermelhidão ao redor. Alguns casos não apresentam pus, aparecendo apenas vermilhidão ao redor dos pêlos. Quando as lesões são mais profundas, formam-se lesões elevadas e avermelhadas que podem ter ponto amarelo (pus) no centro. Pode haver dor e coceira no local afetado.
Alguns tipos de foliculite tem características próprias:

• Foliculite decalvante: neste caso o processo infeccioso leva à atrofia do pêlo, deixando áreas de alopécia que se expandem com a progress…

CPMF: vai ou fica?

A idéia de um imposto que permitisse “salvar” a Saúde (com letra maiúscula, por favor!) do Brasil veio de um grupo de pessoas certamente interessadas em ver um gigantesco País curado de chagas centenárias com relação à Saúde Pública.
Basta ler a História da Saúde brasileira para aprender que a preocupação dos Governos para com ela nunca foi, digamos, um primor.
Leiam um pequeno trecho do relato da Biblioteca Virtual em Saúde – História da Medicina e Saúde:

“No alvorecer do século XX, o Rio de Janeiro enfrentava graves problemas sociais, decorrentes, em larga medida, de seu crescimento rápido e desordenado. Com o declínio do trabalho escravo, a cidade passara a receber grandes contingentes de imigrantes europeus e de ex-escravos, atraídos pelas oportunidades que ali se abriam ao trabalho assalariado. Entre 1872 e 1890, sua população duplicou, passando de 274 mil para 522 mil habitantes.
O incremento populacional e, particularmente, o aumento da pobreza agravaram a crise habitacional, traç…