Postagens

Mostrando postagens de Março, 2007

Cientistas britânicos identificaram uma forma de usar luz para identificar rapidamente a presença de bactérias.

A tecnologia poderia ter aplicações variadas como no tratamento de feridas e até em atividades antiterrorismo.
A equipe da Universidade de Sheffield está desenvolvendo um kit portátil em que moléculas especialmente produzidas emitem um sinal de luz ao entrarem em contato com bactérias.
A esperança dos cientistas é desenvolver o kit nos próximos três anos, que poderia detectar bactérias em diversos lugares, inclusive em casos de ataques com armas biológicas.
A equipe passou cinco anos produzindo estas moléculas grandes, ou polímeros, que se ligam às células.
A luz emitida pelas moléculas pode ser colorida ou um tipo de luz imperceptível a olho nu, mas que pode ser identificada com uma lâmpada fluorescente.
Segundo a professora Sheila MacNeil, uma das líderes da equipe de cientistas, a tecnologia atual de detecção de bactérias em laboratórios pode levar horas ou até mesmo dias.
A detecção com luz poderia ser feita “em menos de um minuto”, afirma ela.
Eventualmente poderemos dizer se um tipo de…

Dislexia - Vamos Aprender Um Pouco?

Dys = imperfeito, função anormal ou prejudicada
Lexia = linguagem

Para compreender sobre a Dislexia, é preciso entender que não existe a situação que determina que “quem é bom, é bom em tudo. Há vários “tipos” de inteligência, como a emocional, a musical, a matemática, etc. Assim, podemos compreender melhor sobre a Dislexia, pois trata-se de um quadro mais complexo do que cita a mídia em suas reportagens em revistas, por exemplo.

Entender Dislexia é entender que há um enorme dinamismo para com a compreensão do “todo” da doença e que há um grande número de pessoas (pesquisadores) que se dedicam a estudos persistentes para desvendar e esclarecer sobre ela. No período de estudo que vem se desenvolvendo, as nomenclaturas sobre a Dislexia vêm se modificando e se adaptando à compreensão que vamos adquirindo e que é cada vez melhor sobre o tema.

A Dislexia tem base neurológica e existe uma incidência expressiva do fator genético em suas causas, o que a torna altamente hereditária. O Disléxico te…

Eu acho que água é importante. E você?

O Dia Mundial da Água foi marcado por um alerta da Organização Mundial de Saúde. Mais de um bilhão de pessoas em todo o mundo sofre com problemas relacionados à escassez e contaminação da água. Um número que deve dobrar até 2025, de acordo com a OMS. Infelizmente, as pessoas tratam a água como se ela fosse infinita, diz o professor Paulo Canedo, do Laboratório de Hidrologia da UFRJ.
A quantidade de água no mundo não muda, fala Canedo. "É a mesma do primeiro povoado entre os rios Tigre e Eufrates". Só que havia muito mais água do que demanda. Agora não. "Todos os confortos da vida moderna são extremamente demandantes de água". E cita como exemplo o frango assado, que para aparecer daquele jeito na padaria consumiu 350 litros de água.
"Maltratamos tanto a água que agora ela mostra que pode rarear num futuro breve". Em vários países a demanda vai ultrapassar a oferta em meados deste século, diz ele. "Não acredito que a humanidade seja suicida". O pro…

MEDICINA PREVENTIVA

A prevenção de doenças é parte integrante – por que não dizer mais importante – da prática médica e se divide em três níveis bem distintos, a saber:

1. primário: redução da chance de ocorrência de doenças diversas, com medidas como a vacinação, profilaxia do tabagismo e estímulo às atividades físicas.
2. secundário: diagnóstico precoce de doenças, utilizando o recurso do “check-up”.
3. terciário: limitar o impacto causado por doenças já instaladas.

Esses três níveis são aplicados em pessoas de todas as idades, mas devemos reconhecer que, em pessoas de idade mais avançada, os esforços nestes sentidos tendem a minorizar as conseqüências das doenças crônicas próprias da faixa etária.

O que deve ser considerado como um check-up no idoso?

1. Investigação de doenças cardiovasculares:

Detecção laboratorial de dislipidemias (alterações das gorduras no metabolismo)
Ecocardiograma de esforço
Ultrasom de abdome para pesquisa de aneurisma de aorta

2. Rastreamento de neoplasias (câncer):

ANEMIAS

Falar em anemia é falar em diminuição de hemoglobina no sangue: a palavra anemia, que deriva do grego, significa an=privação, falta, ehaima=sangue.
Mas o que vem a ser hemoglobina?
Hemoglobina é o pigmento do sangue que tem a função vital de transportar o oxigênio dos pulmões aos tecidos; é a hemoglobina que dá a cor aos glóbulos vermelhos - os eritrócitos.Científicamente, diz-se que há anemia quando a concentração da hemoglobina sanguínea fica abaixo dos níveis ditos normais, que foram assim definidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS):
· para homens-13g/dl,· para mulheres-12g/dl e · para gestantes e crianças entre 6 meses e 6 anos-11g/dl (sendo g=grama e dl=decilitro).
Apesar de possuir um conjunto de sintomas e de sinais próprios que permitem diagnosticá-la, a anemia não é uma doença, mas uma síndrome (conjunto de sinais e sintomas), podendo decorrer de uma extensa lista de causas. Anemia é a síndrome crônica de maior freqüência em medicina clínica.
Classificação das anemias
A anemi…

Genes determinam o tempo de sono necessário...

Enquanto algumas pessoas precisam de oito horas ou mais de sono, outras se sentem bem dormindo apenas metade desse tempo. Segundo uma nova pesquisa da Universidade de Surrey, na Grã-Bretanha, a quantidade de sono necessária para cada um é determinada pelo gene Period 3, apelidado de "gene do relógio". No estudo, os cientistas analisaram dois grupos de voluntários – um com a variante longa do gene, e outro com a curta –, deixando-os acordados por 48 horas e submetendo-os a testes de atenção, reflexo e desempenho. Aqueles com o gene curto passaram a noite sem problemas, enquanto os outros tiveram dificuldades em ficar acordados e pior desempenho nos testes. Além disso, os participantes com o gene longo passaram 50% a mais do tempo na forma mais profunda de sono.

Essa Notícia é das Boas!

Chocolate pode ajudar a manter bem estar de homens idosos!
Comer chocolate pode ajudar homens idosos a manter a saúde e o bem estar, segundo pesquisa das universidades de Oulu e de Helsinki, na Finlândia. Os pesquisadores vêm acompanhando, desde a década de 60, um grupo de homens nascidos entre 1919 e 1934, cuja média de idade agora é de 76 anos. E a pesquisa, publicada no European Journal of Clinical Nutrition, revelou que os comedores de chocolate têm menor índice de massa corporal, cintura mais fina e menor tendência de ter diabetes do que aqueles que comem outros tipos de doces. Além disso, eles dizem se sentirem mais saudáveis, menos depressivos e sozinhos, e fazem planos para o futuro mais do que aqueles que comem nenhum ou outro tipo de doce.

Estudo Populacional Mostra Avanço do Diabetes

A prevalência mundial de diabetes tem crescido significativamente. A previsão da OMS é de 39% de aumento no número de casos, de 2000 a 2030, o que pode estar subestimando o avanço da doença. Para avaliar as tendências do diabetes em Ontário, Canadá, de 1995 a 2005, foi publicado um estudo na última edição do periódico The Lancet. A prevalência ao longo destes dez anos subiu de 5,2% para 8,8%, o que representa crescimento de 69%. Embora a doença tenha sido mais comum após os 50 anos de idade, notou-se importante acometimento de jovens. A taxa de mortalidade ajustada em diabéticos declinou 25% neste período. E houve crescimento de 31% na incidência anual da doença, de 1997 a 2003. Estes achados mostram uma progressão substancial da prevalência de diabetes em Ontário, Canadá, que se deveu ao aumento da incidência e redução da mortalidade. Estes valores superaram a previsão da OMS para 2030, alertando para a necessidade de ações públicas de prevenção e melhora do manejo da doença.